Bruno e Dom: PF prende terceiro suspeito envolvido no caso

De acordo com a Polícia Civil, Jeferson da Silva Lima, conhecido como "Pelado da Dinha", tem participação direta no caso.

Foto: Divulgação/PC-AM

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã deste sábado (18) Jeferson da Silva Lima, conhecido como “Pelado da Dinha”, o terceiro suspeito envolvido no assassinato brutal do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, no Amazonas. 

Lima se entregou na delegacia de Atalaia do Norte, a 1.136 quilômetros de Manaus (AM), por volta das 6h, onde foi ouvido pelo delegado Alex Perez Timóteo. Antes disso, a Polícia Civil fez buscas para tentar prender o suspeito no sítio da mãe dele, mas Lima não foi encontrado no local. Os policiais conversaram com a família para o orientarem Lima a se entregar.

De acordo com delegado, Lima tem participação direta no caso. “Conforme todas as provas, todos os depoimentos colhidos até o momento, ele estava na cena do crime e participou ativamente do duplo homicídio ocorrido”, disse.

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Além de Lima, os irmãos Amarildo da Costa Oliveira e Oseney da Costa de Oliveira, conhecidos como “Pelado” e “Dos Santos”, estão presos. Pelado confessou o crime e afirmou que a dupla foi executada com arma de fogo, seus corpos foram esquartejados, incinerados e enterrados na floresta.

Ontem (17), a PF confirmou que os restos mortais encontrados são do jornalista britânico Dom Phillips, a partir do resultado na análise da arcada dentária. A perícia, no entanto, ainda precisa confirmar a identificação dos restos mortais do indigenista Bruno Araújo Pereira.

Leia Também

Bruno afirmou que “corria risco de vida”, segundo relatório da PF

Pescador confessa assassinato de Dom Phillips e Bruno Pereira

PF confirma confissão de assassinato de Dom Phillips e Bruno Pereira

Polícia prende segundo suspeito de desaparecimento de Phillips e Pereira

PF investiga cinco suspeitos envolvidos em desaparecimento no Amazonas

Bruno e Dom: PF não vê indícios de que exista “mandante do crime”; indígenas rebatem

Senado cria comissão para acompanhar desaparecimento na Amazônia

Jornais britânicos: Desfecho para quem ousa defender meio ambiente e indígenas no Brasil

Assassinato de Bruno e Dom é atentado contra a democracia, por Wilson Rocha Fernandes Assis

Bruno e Dom: o retrato de uma política em que a vida é mercadoria, por Tânia Maria de Oliveira 

Jornal GGN produzirá documentário sobre esquemas da ultradireita mundial e ameaça eleitoral. Saiba como apoiar

Jornal GGN abre inscrições para curso sobre Desinformação, Letramento Midiático e Democracia

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador