Coronavírus: nos EUA, vírus chega à base eleitoral de Trump

Depois de atingir as grandes metrópoles (redutos democratas), pandemia avança para o interior do país e afeta produtores agrícolas

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Depois de atingir as principais metrópoles dos Estados Unidos, a pandemia de coronavírus começa a afetar os agricultores do interior norte-americano – justamente um dos pilares mais fiéis da base eleitoral do republicano Donald Trump.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, o fechamento do comércio nas grandes cidades afetou a cadeia produtiva como um todo e, segundo Dan Glickman, ex-secretário de Agricultura dos EUA e atual diretor do Aspen Institute, não existe demanda suficiente que substitua tais mercados.

E como os agricultores não tem para quem vender, ocorre um excesso de oferta. Assim, diariamente os agricultores têm descartado 14 milhões de litros de leite, e destruído 750 mil ovos por semana, além de deixar verduras e legumes apodrecerem e abatido e descartado porcos, aves e gado, e acumulam três anos consecutivos de prejuízo por conta da guerra tarifária com a China.

Além disso, os condados de maioria branca em cidades de menor porte e zonas rurais, principalmente em estados considerados decisivos para a eleição de novembro (como Flórida e Pensilvânia), começam a registrar casos de coronavírus.

Existe o temor entre especialistas que, caso o vírus se dissemine pela zona rural (que possui uma estrutura sanitária de menor porte), o risco de desastre é muito grande. Contudo, os aliados de Donald Trump acreditam que a baixa densidade demográfica dessas regiões vai ser suficiente para isolar a população e impedir o contágio.

 

Leia Também
Trump ameaça cortar todas as relações com a China
Coronavírus leva EUA a taxa de desemprego recorde em abril
PIB dos Estados Unidos tem maior tombo desde Grande Recessão
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro. Saiba como apoiar

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Racismo e revolta em tempos de Trump e Bolsonaro, por Paulo Ramirez

2 comentários

  1. Alimentos desperdiçados enquanto os trabalhadores e desempregados passam fome.
    O problema não é a escassez, mas a abundância.
    Quanta idiotice e insensibilidade nesse mundo

  2. Como na década de 1920 a crise chega no campo dos red necks.
    Vai ser a década perdida estadunidense. A combinação de Trump+Covid19 tem um aspecto avassalador na economia . Nem as taxas negativas de juros salvam a situação.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome