Corregedoria abre procedimento contra Dallagnol por acordão bilionário com a Petrobras

Se o corregedor do CNMP entender que houve falta disciplinar por parte da turma de Curitiba, pode decidir pela abertura de processo administrativo disciplinar. A punição mais grave, neste caso, seria a aposentadoria compulsória

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Treze procuradores da República em Curitiba, incluindo o líder Deltan Dallagnol, terão de responder à Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) sobre o acordão assinado em janeiro passado com a Petrobras, que viabilizaria a criação de um fundo privado com R$ 2,5 bilhões, sob a influência da Lava Jato.

Segundo o G1, o corregedor Orlando Rochadel determinou, na terça (26), a abertura de uma reclamação disciplinar para verificar se os procuradores da força-tarefa da Lava Jato cometeram infração funcional na assinatura do acordo.

Se o corregedor entender que houve falta disciplinar, os procuradores devem responder a um processo administrativo disciplinar.

O pedido que pautou a ação do corregedor foi apresentado por um grupo de senadores e deputados do PT, encabeçado pela presidente do partido, deputada Gleisi Hoffmann.

Terão que prestar os esclarecimentos, no prazo de 10 dias, os procuradores Deltan Dallagnol, Antônio Carlos Welter, Isabel Cristina Groba Vieira, Januário Paludo, Felipe D’ella Camargo, Orlando Martello, Diogo Castor De Mattos, Roberson Henrique Pozzobon, Julio Carlos Motta Noronha, Jerusa Burmann Viecilli, Paulo Roberto G. De Carvalho, Athayde Ribeiro Costa e Laura Gonçalves Tessler.

Todos assinaram, em janeiro, o acordo com a Petrobras pela utilização dos R$ 2,5 bilhões de duas formas: metade do dinheiro seria aplicado em projetos sociais e anticorrupção. A outra parcela ficaria retida para pagamento de indenizações de acionistas que movem ação contra a estatal.

Os R$ 2,5 bilhões são decorrentes de outro acordo que a Petrobras assinou com os Estados Unidos, em setembro de 2018, também com a participação velada de procuradores de Curitiba. A estatal aceitou pagar uma multa bilionária para não ser processada em solo americano. O Departamento de Justiça dos EUA aceitou abrir mão de 80% da multa em benefício “das autoridades brasileiras”.

Leia também:  Para não atrapalhar impeachment, Lava Jato escondeu delação contra Temer

O acordo entre Petrobras e Ministério Público em Curitiba foi suspenso pelo Supremo Tribunal Federal, sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes.

Se um processo disciplinar for instaurado, um novo relator será sorteado para levar o caso ao plenário e decidir sobre a continuidade ou não. “O prazo de conclusão é de 90 dias, prorrogável por mais 90 dias. O processo administrativo pode levar a punições como suspensão, censura, advertência, sendo a mais grave a aposentadoria compulsória (quando perde o cargo, mas continua a receber salário)”, explicou o G1.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

29 comentários

  1. Aí não importa o que dirão ou se o farão, e o corregedor, da mesma patota dirá: ENTÃO TÁ, arquiva-se o processo, os meninos da CIA são inocentes.

    • Pô, Magda vai ser uma batalha mortal, porque o irmão delaguenol já vai dormir sem jantar a partir de hoje e só volta a comer depois do inquérito.
      E tem mais, a pior punição que ele poderia sofrer é de ser aposentado com vencimentos de 40 paus por mês, com menos de 40 anos de idade e, na falta do que fazer, abrir um escritório de advocacia e ganhar mais outros 40, e/ou ainda se candidatar a alguma coisa medonha só pra continuar ferrando a população.
      O que que a gente faz com um tipo desses?

    • Pô, Magda vai ser uma batalha mortal, porque o irmão delaguenol já vai dormir sem jantar a partir de hoje e só volta a comer depois do inquérito.
      E tem mais, a pior punição que ele poderia sofrer é de ser aposentado com vencimentos de 40 paus por mês, com menos de 40 anos de idade e, na falta do que fazer, abrir um escritório de advocacia e ganhar mais outros 40, e/ou ainda se candidatar a alguma coisa medonha só pra continuar ferrando a população.
      O que que a gente faz com um tipo desses?
      Já sei,
      ora pra deus levar!

  2. É fácil ser pedra…quero ver ser vidraça…mas mesmo assim a corda sempre estoura do lado mais fraco…
    Parabéns, Nassif pelo excelente trabalho!

  3. A construção de narrativas e a operação sava Moro.
    Não sei que interesses ou quais são os grupos interessados em desvincular Moro deste embroglio. Mas no Estado de São Paulo, Erica Corga, apresentada com quase todo o seu curriculo, faz uma matéria, ou melhor introduz uma nova narrativa. Segundo Erica Corga a juiza Hardt e Dallagnol passaram por cima de Moro, pois segundo ela esta verba estaria destinada ao Ministério da Justiça. Isto é segundo ela Dallagnol e todos os procuradores, inclusive Santos Lima sócio da firma de compliance com Angela Moro, teriam conspirado para retirar este dinheiro das mãos do Ministro da Justiça. Nas palavras de Erica : Dallagnol e sua equipe com o endosso da juiza substituta , quiseram atribuir-se poder maior do que o Ministro. E segue ela afirmando que queriam criar um Ministério da Justiça Paralelo em Curitiba.
    Em resumo todo este movimento da equipe de Dallagnol, foi feito não apenas a revelia de Moro, como foi feito contra o proprio Moro.
    E assim as narrativas vão sendo construidas. Eu duvido muito que este artigo seja uma análise equivocada e ingênua dos fatos.

  4. Onde estamos hoje em dia? Qdo pequeno minha mae falava q nao pode fzr nada errado caso contrario a justiça era implacavel. Hoje vejo inverso de tdo que apreendi na minha infancia. Os errados investiga o correto. Meu Deus onde vamos parar!!! Brasil terra de ninguem!!!

  5. Onde estamos hoje em dia? Qdo pequeno minha minha mae falava q nao pode fzr nada errado caso contrario a justiça era implacavel. Hoje vejo inverso de tdo que apreendi na minha infancia. Os errados investiga o correto. Meu Deus onde vamos parar!!! Brasil terra de ninguem!!!

  6. Nosso pais esta cheio de grandes juizes! Basta olhar nos comentarios👆👆aqui. Melhor seria cada um cuidar da propia vida e parar de fazer comentarios sem valor.

  7. Não seria melhor fechar o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP)?
    É um verdadeiro “Sindicato de Juízes” e como todo Sindicato está lotado sangue-sugas.

  8. Então Ladranhol e seus amiguinhos evangélicos bem nascidos vão continuar recebendo salário caso sejam expulsos do serviço público ? Bonita esta regra não é!
    Prometo tomar um porre caso estes filhos da puta sejam punidos pelos seus crimes de lesa pátria.

  9. O Tacla Duran acusou o DD de vender sentenças na farsa jato por 5 milhões
    Deltan, você sabe quem é ?

    Bandido bom é bandido morto

  10. Nada, absolutamente nada,das explicações dadas por estes procuradores deverão ser aceitas. Eles sabem que não possuem direitos de gerir dinheiro público…

  11. São como urubus em carniça. O MP só aparece após o fato ocorrido. Igual em casos da vale. Porque os Nobres não tomam qualquer providência antes de acontecer o fato? Quanto ao dinheiro, este deveria ser empregado na educação e saúde, não ser administrado por pessoas que se acham acima do bem e do mal, com seus pinduricalhos nos altos salários que não estão nem aí para o.Povo. devíamos começar um movimento social para redução de salários e redução de poder do MP e dos Magistrados, os quais nada fazem pelo país, a não ser olharem para o próprio umbigo.

  12. Toda a “operação” foi uma trama criminosa, envolvendo o Depto. Justiça dos USA, SEC, PETROBRÁS, escritórios de advocacia norte-americanos e brasileiros, procuradores da “operação Farsa Jato”, além de outros envolvidos, buscando formatar um “acordo de leniência”, sob a inspiração da ex-ministra do STF brasileiro Rosa Weber. A “trampa” foi urdida e realizada na calada, e a PETROBRÁS pagou R$ 10 bilhões de “indenização” aos acionistas da Petrobrás nos USA e ainda ficou acertado uma “grana preta” para as partes, à guisa de “multa”. Pedro Parente representou a PETROBRÁS. Parte da “multa” foi destinada ao Brasil e o Ministério Público Federal-Farsa Jato criou uma ONG para receber a grana e dar a destinação aos participantes da “trampa”. Típica formação de bando para executar uma operação criminosa, elaborada e executada pelos bandidos, de acordo com suas atribuições. Os R$ 2,5 BILHÕES ficariam para os membros do MPF envolvidos para atender às despesas da indenização de acionistas e criar um “fundo” para ensinar aos membros do judiciário como evitar a prática de corrupção… acredite quem quiser… o DoJ dos USA Inc. inclusive já está promovendo um “cursinho” para juizes dos TRFs, em São Paulo, com tudo pago pelo órgão norte-americano… provavelmente com a grana recebida da parte que lhes tocou no butim… pretendem disseminar a prática dessas malandragens no judiciário brasileiro…

  13. Se aposentar precocemente por cometer ilicitude no cargo. Isto é aberração, escárnio na cara do povo, o sugado contribuinte. Na iniciativa privada quem rouba é demitido ṕor justa cusa.

    • nao se pode generalizar. No serviço publico inclusive do judiciário não há a possibilidade de aplicação de aposentadoria compulsória como pena ao funcionário ou servidor. Nomcasomde ometimento de infração gravíssima, o ser idor é demitido a bem do serviço publico. Assim a Aposentadoria compulsória é um privilégio somente dado a juizes , ministros e procuradores do ministério público federal.

    • nao se pode generalizar. No serviço publico inclusive do judiciário não há a possibilidade de aplicação de aposentadoria compulsória como pena ao funcionário ou servidor. A pena máxima para o servidor no caso de cometimento de infração gravíssima, é a demissão a bem do serviço publico. Assim a Aposentadoria compulsória é um privilégio somente dado a juizes , ministros e procuradores do ministério público federal.

  14. Mas, agora investiga? A a Indústria da Delação Premiada? Virou até capa da Veja!! E a Catapreta? Será que ela não tem nada a esclarecer? E os depoimentos do Advogado Tacla Duran? Quem é o DD, afinal? Não disse o Zucolloto que o DD era avalista da proposta de facilidades oferecidas ao TAcla, em troca de pagamento de 5 milhões, para a quadrilha do DD? Quem é o DD? Será que são as iniciais de Duiz Dinácio, ou Dilma Doussef?
    Bando de quadrilheiros!!
    https://www.viomundo.com.br/denuncias/meu-contato-vai-conseguir-que-dd-entre-na-negociacao-veja-as-conversas-de-tacla-duran-com-o-compadre-de-sergio-moro-periciadas-na-espanha.html

  15. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome