Damares e Weintraub criam canal no governo para denunciar professor

Segundo a ministra, os pais de alunos poderão denunciar oficialmente os docentes que atentam contra a "moral, religião e ética da família"

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou na noite de terça (19), durante sua passagem por Belo Horizonte (MG), que trabalha em conjunto com o Ministério da Educação, sob Abraham Weintraub, para lançar um canal do governo federal para que pais de alunos possam denunciar professores que atentam contra a “moral, a religião e a ética da família.”

Segundo Damares, além do canal, os ministérios preparam um material didático para enviar às escolas, explicando o que é adequado ensinar aos estudantes quando o assunto é, por exemplo, sexo.

Damares, mestre em polemizar questões de gênero e sexualidade, disse que a iniciativa visa coibir situações como a do professor no Distrito Federal que supostamente teria pedido aos alunos uma redação sobre sexo oral e anal, escandalizando os pais.

“Não existe aqui nenhum governo radical, opressor, que vai proibir falar sobre esses temas, obedecendo, repito, ao material didático certo, à idade certa e à forma certa com as crianças”, declarou.

Embora, há alguma semanas,Weintraub tenha incentivado a denúncia de docentes e estudantes que fazem protestos nas ruas, o MEC não quis comentar o canal anunciado por Damares.

As informações são do Estadão desta quarta (20).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Estácio de Sá pode somar mais de 3.000 demitidos em 2019

6 comentários

  1. Será que ainda não perceberam que estes dois não servem para nada salvo encher o saco com questões e decisões irrelevantes?
    Típico deste desgoverno, que faz onze meses só enche linguiça enquanto o congresso mais infame da nossa história referenda as verdadeiras imoralidades contra o povo e o país.
    Essa turma já deu há muito.

  2. A mediocridade tem método. O que não falta é gente disposta a engolir esse lixo mental (alguém duvida do poder da banalidade, das revistas de fofocas, das discussões mesa-redonda e quetais?). É fácil, é rápido, eventualmente “diverte”, o obscurantismo tem espaço pra prevalecer.

  3. Assim como não criam nada que preste, nada resolvem…
    sempre à procura de uma desculpa ou orientação moral para o que deixam de fazer ou para a incompetência de cada um

    Vejo maioria dos projetos desses incompetentes como falsos, artifício para esconder uma intervenção pessoal, destrutiva, em suas pastas visando colocar as coisas do jeito que eles querem e, como se não bastasse, com uso de razões religiosas do passado (fetiches punitivistas)

    só pensam em perseguir e punir os que pensam diferente

  4. Tem uma turma que cria a cortina de fumaça (os idiotas úteis.. entre os quais está o Bozo) e outra que trabalha a passo largos.. quantos direitos já fora retirados, e quantas ilegalidades lucrativas aceitas.
    É só o governo ir para a corda que aparece um projeto dos sonhos do mercado (reforma administrativa, Banco Central Independente e etc) mante constante stress da sociedade é um método para o crescimento do facismo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome