Donos da Havan e Smart Fit têm sigilo quebrado no inquérito das fake news

Reinaldo Bianchi Júnior e Winston Rodrigues, articulista de um site bolsonarista e principal organizador de manifestações contra o STF, também tiveram o sigilo quebrado

Jornal GGN – O ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito 4781 no Supremo Tribunal Federal, autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal de quatro empresários suspeitos de financiar uma rede de fake news pró Bolsonaro, que dispara ataques contra a honra e a segurança dos magistrados da Suprema Corte.

Segundo informações do G1, os empresário Luciano Hang e Edgard Corona, donos das redes Havan e Smart Fit, estão entre os supostos financiadores. Reinaldo Bianchi Júnior e Winston Rodrigues, articulista de um site bolsonarista e principal organizador de manifestações em Brasília contra o STF, também tiveram o sigilo quebrado.

Leia mais:

PF faz buscas contra empresários e blogueiros bolsonaristas no inquérito das fake news

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora