Enquanto casos de covid-19 avançam, Bolsonaro segue preocupado com 2022

Presidente deve mudar articulação política no próximo ano; general Luiz Eduardo Ramos deve deixar Secretaria de Governo para dar lugar a alguém do centrão

Foto: Reprodução (REUTERS/Adriano Machado)

Jornal GGN – Os casos de covid-19 continuam a avançar em ritmo alarmante no Brasil, mas a preocupação do presidente Jair Bolsonaro tem sido menos em fechar um plano nacional de ajuda à população, e mais em seguir no poder em 2022.

Segundo o jornal Correio Braziliense, Bolsonaro deve mudar toda sua articulação política com o Congresso Nacional em 2021, para tentar avançar com suas pautas prioritárias e melhorar a governabilidade junto ao Legislativo.

As negociações incluem inclusive a entrega de cargos no primeiro escalão: o chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, deve deixar o posto para dar lugar a algum nome do Centrão – dentre os favoritos, estão o líder do Republicanos e atual vice-presidente da  Câmara, Marcos Pereira (SP), e o atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Apesar das mudanças, Ramos seguiria no governo ao assumir a Secretaria-Geral, que funciona como uma espécie de prefeitura do Palácio do Planalto.

O Planalto também considera mudar as lideranças no Legislativo, atualmente ocupadas por Ricardo Barros (PP, na Câmara), Fernando Bezerra (MDB, no Senado) e Eduardo Gomes (MDB, no Congresso). Barros assumiria a Saúde no lugar do general Eduardo Pazuello, enquanto Bezerra e Gomes disputam a indicação do partido para a eleição da Presidência do Senado.

Em meio às articulações políticas, apenas neste sábado foram registrados 50.177 novos casos de covid-19 no país, e 706 novos óbitos. Com isso, o país contabiliza 7,213 milhões de casos e 186.356 vítimas fatais.

 

Leia Também
Coronavírus: Paes e Doria fecham termo de cooperação para compra da Coronavac
Paulo Guedes afirma ter impedido impeachment de Bolsonaro
Com bloco, Maia pode ter maioria de votos para eleição de seu sucessor na Câmara
Seguranças da campanha de Bolsonaro ocupam cargos na Abin

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome