Governo Bolsonaro cancela compra de Boeing que poderia ajudar Manaus

Duas decisões do governo federal levaram a Aeronáutica a ficar sem capacidade de transporte de cargas para capital do Amazonas

Jornal GGN – Duas decisões tomadas pela decisão Jair Bolsonaro fizeram com que a FAB ficasse sem Boeings que pudessem ajudar no transporte de suprimentos a Manaus, que vive um colapso em seu sistema de saúde por conta da covid-19.

Segundo o portal UOL, o governo federal cancelou em fevereiro de 2019 uma licitação para a compra de uma aeronave usada Boeing-767-300ER e, em 12 de agosto de 2020 (já durante a pandemia), foi cancelada a licitação que atingiu o leasing da mesma aeronave, que estava sendo alugada desde 2016.

Tal aeronave poderia levar 31 toneladas de carga em seu porão, sem contar com a possibilidade de adaptação do transporte de pacientes em situação de emergência –atualmente, a maior aeronave da FAB é o cargueiro KC-390, que pode levar 26 toneladas de equipamento.

Embora a FAB possua quatro KC-390, um deles foi enviado aos Estados Unidos para participar de um treinamento militar com o Exército norte-americano.

 

Leia Também
Coronavírus: Médicos de MG criticam CFM e atuação federal
Para Mourão, Bolsonaro não terá o mesmo destino de Trump
GGN Covid: um mapa da disseminação da doença por várias regiões do país
Secretários de Saúde criticam gestão Pazuello/Bolsonaro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora