Israelense cliente de Moro é condenado por corrupção na Suíça

A justiça da Suíça o sentenciou a cinco anos de prisão e impôs uma multa de cerca de 56 milhões de dólares

Jornal GGN – O magnata israelense Benjamin Steinmetz, que contratou Sergio Moro para produzir um parecer usado em processo em Londres contra a brasileira Vale, foi condenado na sexta passada por corrupção, na Suíça. A informação foi divulgada no El País desta segunda (25) pelo correspondente Jamil Chade.

Beny, como é conhecido o poderoso empresário que explora recursos minerais na África, foi acusado de “corrupção de funcionários públicos estrangeiros”. A justiça da Suíça o sentenciou a cinco anos de prisão e impôs uma multa de cerca de 56 milhões de dólares.

O magnata dos diamantes teria pago ao menos 8,5 milhões de dólares em propina, entre 2006 e 2012, a familiares do ex-presidente da República da Guiné.

Em troca, o então governo retirou a licença de exploração da mina de Simandou (uma das maiores do mundo) das mãos de uma empresa anglo-australiana – concorrente da Vale – e entregou a Beny.

Beny, por sua vez, criou uma joint venture com a Vale, que passou a deter metade dos negócios de exploração na Guiné. Mas quando o escândalo veio à tona, revelado pelo novo governo, em meados de 2014, Beny perdeu a licença e a Vale recorreu à Corte Arbitral Internacional, de Londres, para ser indenizada pelo mau investimento de 2,5 bilhões de dólares.

Foi para se defender dessa ação em Londres que Beny contratou um parecer do ex-juiz Sergio Moro. O ex-ministro da Justiça de Bolsonaro assinalou que, se as provas produzidas pelo empresário forem reais, a Vale teria omitido os riscos do negócio do mercado e, por isso, não teria direito à indenização. Ao contrário disso, poderia ser processada internacionalmente – como ocorreu com a Petrobras depois da Lava Jato.

Leia mais:

Com ajuda de Moro, empresário pede ação por corrupção contra a Vale no Brasil

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora