Lewandowski breca manobra de Barroso que liberaria agrotóxicos automaticamente

Mas Luis Roberto Barroso pediu vista, e parou o julgamento de uma portaria que entraria em vigor hoje. E Barroso não devolveu a vista. O que permitiria que muitos agrotóxicos conseguissem a aprovação tácita e passassem a ser usados sem a finalização e estudos.

O Supremo Tribunal Federal (STF) volta a julgar a restrição ao foro privilegiado para parlamentares e ministros. A discussão sobre o caso foi interrompida em junho por um pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes. O placar do julgamento está em quatro votos pela restrição. Brasilia, 23-11-2017. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

O movimento era claro. Havia uma ADPF (Ação de Descumprimento de Preceito Constitucional) questionando portaria do Ministério da Agricultura que permitia aprovação tácita de agrotóxicos. O relator é o Ministro Ricardo Lewandowski, que colocou no plenário virtual a votação da medida liminar para suspender a portaria.

Ele, Alexandre De Moraes, Luiz Edson Fachin e Dias Toffoli votaram para suspender a portaria. Mas Luis Roberto Barroso pediu vista, e parou o julgamento de uma portaria que entraria em vigor hoje. E Barroso não devolveu a vista. O que permitiria que muitos agrotóxicos conseguissem a aprovação tácita e passassem a ser usados sem a finalização e estudos.

Aí, Lewandowski valeu-se da prerrogativa de relator, e concedeu a liminar monocraticamente para suspender a portaria, até que a análise seja concluída no plenário virtual.

Como advogado, Barroso foi autor de um parecer milionário em defesa da produção de amianto no país.

report

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ministério não compra insumos, e Brasil tem mais testes armazenados do que feitos até agora

11 comentários

  1. Aí o fdp do Barroso, com a fortuna que ganha por dentro e por fora, só se alimenta de orgânicos. Paredão para esses assassinos.

  2. E esse cafajeste se esconde sob a capa da “justiça”. Será que ensinaram a essa criatura o que seja ter vergonha e dignidade. Será que na sua alta ambição saberia que agrotóxico mata e que portanto ele também seria um criminoso?

    • E esse sujeito já esteve desenganado quando foi portador de um agressivo câncer de esôfago.
      A medicina conseguiu curá-lo, mas, parece que ele nada aprendeu.
      Agrotóxico deve ser um ótimo remédio para o câncer de esôfago.
      Só pode.

  3. E Lula é que é o processado por uma MP que gerou milhares de empregos. Essa portaria vai gerar milhares de mortes e muito dinheiro para alguém.

  4. Um dia o Brasil vai reconhecer as qualidades do Ministro Lewandowski! Pode não ser perfeito, como ninguém é, mas tem grandes serviços prestados ao país!

  5. O CULPADO É O MINISTRO BARROSO DO TSE. ELE IMPEDIU O POVO DE EXERCER SEU DIREITO CONSTITUCIONAL DE ESCOLHER SEU PRESIDENTE. ESSA ESTÓRIA DE CONDENAÇÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA É ENGODO. VIOLA A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DO BRASIL – ARTIGO 5 INCISO LVII. SE O MINISTRO BARROSO NÃO TIVESSE INTERFERIDO NA VONTADE DO POVO A HISTÓRIA SERIA OUTRA.

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome