Ministro insinua que Moro tem opinião de “leigo” sobre Constituição

Moro disse à Folha que a sociedade não vê combate à corrupção no atual governo por causa do novo entendimento do STF sobre execução antecipada de pena

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro Marco Aurélio Mello comentou nesta quinta (12) a entrevista de Sergio Moro à Folha. Nela, o ex-juiz da Lava Jato diz que a sociedade não vê combate à corrupção no governo Bolsonaro por culpa do STF, que soltou criminosos ao revisar a jurisprudência sobre prisão em segunda instância.

Para o ministro do Supremo, “quem tem o mínimo de conhecimento técnico e que ame a lei das leis, a Constituição, não pode ter dúvidas.”

Marco Aurélio disse que é compreensível que “o leigo tenha outra percepção” sobre a prisão em segunda instância. “Ele está indignado, quer correção de rumos e não observa as leis”, explicou. “Mas o técnico tem de ter um olhar fidedigno sobre a Constituição”, disparou.

À Folha, Moro disse: “O que aconteceu nesse período para que essa percepção piorasse foi a revogação do precedente da segunda instância. Isso implicou a soltura de pessoas que estavam condenadas, inclusive por corrupção. Então, as pessoas às vezes têm uma percepção geral e atribuem ao governo.”

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carlos Elisio

- 2019-12-13 08:34:08

Insinua? Tá na cara que o ex-juiz é leigo de carteirinha. Ou alguem duvida que as peças jurídicas utilizadas contra Lula já não estavam prontas? Aliás, ainda hoje o CtrlCxCtrlV continua sendo adotado Aliás, sobre o copia e cola vale uma sugestão: adotem o principio de copiar do original, pois utilizar a cópia acumula o erro.

Rui Ribeiro

- 2019-12-13 07:56:18

Não há combate à corrupção porque o Onyx Lorenzoni reconheceu seus crimes E os reparou, sendo, portanto, perdoado. Já o Flávio Bolsonaro, que afirmava que não queria porcaria de foro privilegiado, não sai do $TF, em busca de foro privilegiado, a fim de garantir sua impunidade por achacar os salários dos seus Assessores Parlamentares. Mas a culpa é sempre dos outros.

Teresa Cristina Nogueira Azevedo

- 2019-12-12 23:01:19

Pris ão em segunda instância é ilegal , incostituional e ponto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador