“Não teremos outro dia como ontem, chega”, diz Bolsonaro em recado ao STF

Após pedidos de diligências do STF contra as milícias digitais do bolsonarismo, o presidente disse que "ordens absurdas não se cumprem" e que "temos que botar limites"

Jornal GGN – Na saída do Palácio do Alvorada nesta quinta (28), Jair Bolsonaro decidiu subir o tom contra o Supremo Tribunal Federal. “Não teremos outro dia como ontem, chega”, disparou o presidente, segundo declaração transmitida pela rede CNN Brasil. Ele ainda disse que “ordens absurdas não se cumprem” e que “temos que botar limites”.

Na quarta (27), empresários, influenciadores e deputados bolsonaristas foram alvos de diligências determinadas pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news no STF. Moraes autorizou busca e apreensão na casa de blogueiros, quebra de sigilo fiscal e bancário contra empresário e tomada de depoimento dos parlamentares.

Bolsonaro passou o dia reunido com membros do governo, discutindo a reação. O Ministério da Justiça decidiu pedir habeas corpus para Abraham Weintraub e qualquer alvo do inquérito, alegando que há interferência do STF em outro Poder.

Na saída do Alvorada, Bolsonaro defendeu a legalidade das milícias bolsonaristas. “Querem tirar a mídia que eu tenho a meu favor sob o argumento mentiroso de fake news”, argumentou.

Para ele, a “liberdade de expressão é algo sagrado entre vocês [imprensa] e também entre a mídia alternativa. Não podemos ficar apenas tendo a nossa disposição um lado, a tradicional ou a mídia social. Os dois lados vão conviver.”

Na quarta (27), em live no canal Terça Livre, Eduardo Bolsonaro afirmou que o inquérito do STF não será tolerado. Ele denotou que haverá uma escalada autoritária. “Eu entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos, mas falando abertamente, opinião de Eduardo Bolsonaro, não é mais uma opinião de se, mas de quando isso vai ocorrer.”

O GGN PREPARA UM DOSSIÊ SOBRE SERGIO MORO. SAIBA MAIS AQUI.

Leia mais:

Xadrez do impasse final entre democracia x ditadura, por Luis Nassif

 

10 comentários

    • STF é um Tribunal Constitucional. Não pode ser uma Casa Legislativa ao gosto de cada Ministro que lá está, de forma impositiva e desqualificada. Mas sabemos Estrutura do Estado Ditatorial Caudilhista Absolutista Assassino Esquerdopata Fascista implantado em 1930 e replicados em farsante Redemocracia. Só que agora, quem irá colocar p guizo no pescoço do gato? Melhor comprarem malas maiores, porque as Férias de Julho na Disney serão mais longas que o habitual. Será que terá AEROMAIA ara todo Mundo?! Pobre país rico. Mas finalmente os ventos mudam…..

  1. Já deve ter esquecido do grupo que se reuniu em Curitiba para soltar fogos com a chegado do Lula, uma quase vítima de uma condução coercitiva das mais arbitrárias que já tivemos…
    soltar fogos para comemorar a ilegalidade sempre foi o braço forte daquele grupo

    hoje temos o desespero desse mesmo grupo e o pipocar de ameaças contra a mesma PF e o mesmo STF

    enfim, a mesma canalhice de sempre a mudar de lado

  2. As cadelas ladram enquanto a caravana avança inelutavelmente

    Durma-se com um barulho desses

    Quando esses ratos vão se recolher às suas insignificâncias?

    • Quando esse país começar a produzir Homens. Porque o que nós vemos são muitas manifestações de “repúdio”, muitas críticas moralizantes, muito xadrez disso e daquilo, muitos comentários cheios de sensatez em blogs e etc, mas cadê a ação? Eu acho que há um cinismo muito grande entre todos os partidos do país, entre os nobres e éticos ministros do STF, entre nós que continuamente inserimos comentários inúteis aqui ou em outros veículos midiáticos críticos ao governo, acho que é o cinismo de saber da inutilidade concreta de tais manifestações e mesmo da sua futilidade (pois, não é fútil querer dar ares de sensatez e racionalidade às críticas realizadas contra o governo, em
      um país que debocha da razoabilidade? Conquanto toda crítica radical contra o atual governo é uma crítica notadamente racional, não deveríamos abandonar esse tipo de crítica reativa, que fica sempre à espera de um novo factóide do governo para expressar sua sensata resposta crítica? Não deveríamos passar à uma ação direta, à uma ação crítica, mas verdadeiramente crítica, isto é, uma ação que seja um agir decidido e decisivo ante um momento de crise? Eu creio que o grave problema deste país seja o de não possuirmos Homens, e corajosos o suficiente para bradar, para vociferar que já vivemos sob uma ditadura, e para liderar ações críticas e enérgicas, ações decisivas

  3. A elite responsável pelo golpe é muito atrasada e permitiu bolsonaro com um olho no Haddad e outro no Paulo Guedes…
    Escolheram o Guedes.
    Esqueceram dos militares e sua afeição aos americanos…
    Corremos o risco sério de voltar para um ditadura.
    Só que a “afeição” para os americanos não é uma relação amorosa e sincera, uma via de mão dupla, é uma relação de interesses e negócios!
    Sempre pautada pelo interesses dos americanos!
    As empreiteiras brasileiras, os bancos rifaram para o ar via lava-jato…
    Se eleitos, os Democratas, que são os pais da lava-jato, podem querer a fatia financeira do Brasil e ai os militares podem numa cajadada só abrir o sistema financeiro para os bancos e dar espaço para mídia americanas!
    Nesse movimento numa tacada só, além de agradar Tio Sam, eles podem matar a elite golpista brasileira!
    Agora está mais fácil disto acontecer!
    Quem vai segurar o Google?
    A Amazon?
    Quem vai bancar o ufanista brasileiro e querer os juros do Itaú contra juros do Bank of América?
    Imagina o golpe de 2016 acabar liquidando a elite golpista brasileira?

  4. O Bolsonaro age como um imaturo emocional, quem dirá político. Tem muito tempo de casa mas apenas gastou comendo e dormindo. Foi alçado ao cargo, onde já iria enfrentar dificuldades, quem dirá diante de crise mundial no sanitarismo e na economia e ainda, tendo as falcatruas suas, da família e de simpatizantes sob ataque. Ele não atura por muito tempo mais. Os militares fazem de conta que estão com eles, pois beneficiam-se da situação, mas a queda de Bolsonaro é para eles muito mais viável, sob risco de levarem culpa sem estarem a frente das decisões. Vão esperar queimar até caírem as cinzas.

    2
    1
  5. Pra quem só foi eleito graças à intervenção do STF, que impediu o concorrente de se candidatar, não entendo essa crítica do presidente a intervenções do STF.

  6. Quando vemos um gigante, temos que examinar a posição do sol a fim de termos certeza de que não se trata da sombra de um pigmeu.

  7. É claro que não termos outro dia como ontem pois, como diria o Lulu Santos,

    “Nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia
    Tudo passa, tudo sempre passará
    A vida vem em ondas
    Como um mar
    Num indo e vindo infinito

    Tudo que se vê não é
    Igual ao que a gente viu há um segundo
    Tudo muda o tempo todo no mundo

    Não adianta fugir
    Nem mentir
    Pra si mesmo agora
    Há tanta vida lá fora
    Aqui dentro sempre
    Como uma onda no mar
    Como uma onda no mar”

    Tudo flui – Heráclito

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome