Nassif defende punição de responsáveis por invasão na casa de Ciro Gomes

Ciro Gomes e o jornalista Luis Nassif
Fotos: Agência Brasil e Vinícius Favero

O jornalista Luis Nassif comentou a decisão unânime do TRF-5 que anulou nesta semana a operação de busca e apreensão na casa do presidenciável Ciro Gomes (PDT), feita em dezembro de 2021.

Na visão de Nassif, os responsáveis pela “invasão” na casa do ex-governador deveriam ser punidos por abuso de autoridade.

Ciro e o irmão, Cid Gomes, sofreram buscas a pedido da da Polícia Federal, que investiga suposto esquema de corrupção nas obras do Arena Castelão, estádio da Copa de 2014. O juiz que autorizou as buscas tem histórico de polêmicas, inclusive por ter absolvido um homem que fez declarações antissemitas. O Ministério Público se manifestou contrário à diligência, já que os fatos investigados aconteceram há mais de 8 anos.

Apesar da posição contrária do Ministério Público Federal, o juiz Danilo Dias Vasconcelos de Almeida, da 32ª Vara Federal Criminal no Ceará, acatou o pedido.

“Tem que começar a punir esse pessoal”, disse Nassif invocando a lei de abuso de autoridade. “O nosso mal não está no bolsonarismo. O bolsonarismo é consequência. Nosso mal está na maneira como os poderes – e a mídia – permitiram que pessoas de comportamento distorcido pudessem fazer todos esses abusos sem serem questionados.”

“Agora começa uma revisão [por parte do Judiciário, em relação aos abusos inaugurados na Lava Jato]. Se não tiver a punição dos abusos, vai se repetir de novo. Esse caso do Ciro Gomes, tem que punir”. O CNJ [Conselho Nacional de Justiça] tem que atuar em cima de quem comete esses abusos”, defendeu Nassif.

Nassif ainda lembrou do abuso de autoridade que a Polícia Federal cometeu contra o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, seus assessores e secretários, durante a Operação Calvário.

O caso foi abordado na TV GGN, em entrevista exclusiva de Nassif e Marcelo Auler com a esposa de Coutinho, Amanda Rodrigues, no final de 2021. Assista abaixo:

Inscreva-se na TV GGN, no Youtube, gratuitamente, clicando aqui.

Redação

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador