Para Bolsonaro, Globo “festejou” 100 mil mortes por covid-19

Presidente usa slogan integralista, diz que emissora “debochou” da cloroquina e celebrou os óbitos “como uma verdadeira final da Copa do Mundo”

Foto: Reprodução - REUTERS/Adriano Machado

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro não chegou a fazer uma nota oficial a respeito da marca de 100 mil mortes em decorrência da covid-19, mas usou suas redes sociais para reafirmar seu posicionamento e criticar o editorial do Jornal Nacional, transmitido na noite deste sábado (08/08) na Rede Globo.

“Muitos gestores e profissionais de saúde fizeram de tudo pelas vidas do próximo, diferentemente daquela grande rede de TV que só espalhou o pânico na população e a discórdia entre os Poderes”, disse o presidente, em texto publicado no Facebook. “No mais, essa mesma rede de TV (Globo) desdenhou, debochou e desestimulou o uso da Hidroxicloroquina que, mesmo não tendo ainda comprovação científica, salvou a minha vida e, como relatos, a de milhares de brasileiros”.

Segundo o presidente, a desinformação mata mais que o próprio vírus, e que “o uso político da Covid por essa TV trouxe-nos mortes que poderiam ter sido evitadas”.

“De forma covarde e desrespeitosa aos 100 mil brasileiros mortos, essa TV festejou essa data no dia de ontem, como uma verdadeira final da Copa do Mundo, culpando o Presidente da República por todos os óbitos”, ressaltou Bolsonaro, finalizando o texto com a frase Deus, Pátria e Família – que é o lema do integralismo, movimento político ultranacionalista, conservador e tradicionalista de extrema-direita fundado por Plínio Salgado em 1932.

Confira a íntegra do post abaixo:

– No Reino Unido, o Departamento de Saúde estima que 16 mil pessoas morreram das mais diversas formas, por não terem…

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Sunday, August 9, 2020

 

Leia Também
GGN Covid: 100.000 mortos pelo Coronavirus, no mais completo levantamento
A linha do tempo do coronavírus no Brasil
Pandemia leva brasileiros a reinventar o luto por seus mortos

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora