Senado aprova redução de dívidas do Fies em até 99%

Proposta favorece alunos que aderiram ao financiamento até o segundo semestre de 2017; texto segue para sanção presidencial

Plenário do Senado Federal – Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O plenário do Senado Federal aprovou na noite desta quarta-feira (24/05) a medida provisória (MP) 1.090/2021, que permite o abatimento de até 99% das dívidas de estudantes com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

A proposta favorece os alunos que aderiram ao programa até o segundo semestre de 2017. Pelo texto aprovado, os estudantes com débitos vencidos e não pagos há mais de 90 dias na data da publicação da medida (30 de dezembro de 2021) podem ter desconto de 12% no pagamento à vista, ou parcelar o débito em 150 meses, com perdão dos juros e das multas.

Nos casos em que o débito ultrapassa 360 dias, podem se aplicar os descontos de 77%, e o percentual de desconto pode chegar a 99% para os devedores inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente.

Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

De acordo com o governo federal, o objetivo é diminuir a inadimplência do Fies, que aumentou em razão da pandemia da covid-19 – acredita-se que o valor dos débitos em atraso chegue a R$ 6,6 bilhões.

Mais de 1 milhão de estudantes estão com dívidas atrasadas no Fies há mais de 90 dias, segundo dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), há mais de 1 milhão de estudantes com atrasos superiores a 90 dias no Fies.

A medida não vai causar impacto fiscal, uma vez que são débitos considerados irrecuperáveis. A proposta segue para sanção presidencial na forma do PLV 12/2022.

Com informações da Agência Senado

Leia Também

Militares criaram um “Projeto de Nação” para 2035 nos moldes da ditadura

Governo Bolsonaro enviesa enfrentamento da pandemia para virar discurso de reeleição

Narrativa é o escambau, o que existe é o discurso do golpe, por Letícia Sallorenzo

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador