Suspeitos de fraude em auxílio emergencial foram eleitos

Levantamento divulgado pelo TCU mostra que pelo menos 883 candidatos são suspeitos de recebimento indevido de ajuda federal

Jornal GGN – Pelo menos 883 candidatos suspeitos de recebimento indevido do auxílio emergencial pago pelo governo federal foram eleitos no último domingo.

Os nomes de todos constam de lista divulgada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no último dia 06 – tal levantamento apresentava os nomes de 10.690 candidatos que declaram à Justiça Eleitoral ter patrimônio acima de R$ 300 mil, mas que aparecem como beneficiários do auxílio. O órgão já abriu investigação para apurar irregularidades.

Segundo o portal UOL, é possível que os candidatos tenham sido vítimas de fraude por uso indevido de dados, e os postulantes também podem ter errado no envio da declaração de bens. Mesmo assim, determinou-se o bloqueio dos pagamentos aos inclusos na lista para apuração. Dos candidatos incluídos, 8,2% foram eleitos, sendo 42 candidatos a prefeito, 86 a vice-prefeito e 755 a vereador.

Voltado a trabalhadores sem carteira assinada e desempregados, o auxílio emergencial é pago para quem possuir rendimentos de até R$ 28.559,70 em 2018 e 2019, ter no máximo de R$ 300 mil em bens em 2019 e ter renda familiar de até R$ 3.135.

 

 

Leia Também
Privatizações descabidas: precisamos continuar vigilantes ao que é do Brasil, por Sergio Takemoto
PDT de São Paulo decide apoiar Boulos
Lava Jato de Curitiba deve fornecer cópia de dados sigilosos à Corregedoria
Argentina aprova taxação de grandes fortunas
Covas tem 48% e Boulos 32%, mostra pesquisa XP/Ipespe

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Crivella quer presença de Bolsonaro em campanha no Rio

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome