Técnicos da PGR chegam a Curitiba para obter dados da Lava Jato

Ação acontece após determinação do presidente STF, ministro Dias Toffoli, que decidiu pelo compartilhamento dos dados

Edifício da Procuradoria Geral da República em Brasília | Foto: Divulgação (PGR)

Jornal GGN – Os técnicos da Procuradoria-Geral da República (PGR) chegaram a Curitiba, nesta terça-feira, 21 de julho, para acessar todos os dados da Operação Lava Jato.

A ação acontece após determinação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, que decidiu pelo compartilhamento dos dados da Lava Jato com a PGR no último dia 9.

A PGR argumentou ter enfrentado “resistência ao compartilhamento” e à “supervisão de informações” por parte dos procuradores da Operação de Curitiba.

Os técnicos devem copiar toda a base de dados, de celulares e computadores, apreendidos pela Lava Jato ao longo de sua existência. O trabalho deve durar cerca de uma semana.

A PGR deve ter acesso a 500 terabytes de dados no Ministério Público Federal e mais 500 na Polícia Federal, para checar se houve irregularidades cometidas por autoridades da força-tarefa.

Com informações do G1. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora