Trump ameaça redes sociais após ter posts averiguados

Presidente norte-americano diz que mídias sociais ‘silenciam totalmente as vozes conservadoras’, e que irá regulá-las ou fechá-las

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou regular ou fechar as redes sociais um dia depois que o Twitter indicou que seus usuários “chequem os fatos” em dois posts publicados por ele.

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, o Twitter marcou pela primeira vez duas postagens efetuadas por Trump, pedindo que seus usuários checassem as publicações. As mensagens estavam relacionadas com a votação nas eleições presidenciais programadas para novembro.

O presidente sugere a existência de fraude, e que “caixas de correio serão roubadas, as cédulas serão falsificadas e até impressas ilegalmente e assinadas de forma fraudulenta”.

Citado pelo jornal The New York Times, um porta-voz do Twitter afirmou que as marcas foram incluídas porque as mensagens “contêm informações potencialmente enganosas sobre os processos de votação, e foram rotulados para fornecer um contexto adicional”.

Trump acredita que as plataformas de mídia social “silenciam totalmente as vozes conservadoras”, e afirmou que haverá uma regulação forte – ou mesmo o fechamento delas – antes que eles permitam que isso venha a acontecer.

 

Leia Também
Coronavírus: EUA se preparam para proibir viajantes do Brasil
Coronavírus: nos EUA, vírus chega à base eleitoral de Trump
Organização Trump pede ajuda ao Reino Unido; democratas pedem detalhes

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Grupo de divulgação científica da USP mostra anatomia das fake news

3 comentários

  1. Gostaria de ver a humanidade off LINE de novo. Portanto, fecha, Trump as redes sociais. Eu quero ver do que a população, fora do ar, é capaz de fazer
    Ia bater uma síndrome de abstinência tão grande na Zayda que ela iria largar o álcool… ou o céu da boca… de tanto beber
    O povo vai zumbizar as urbes e o orbe, mesmo que a Uber derreta, tal qual manteiga na Frigidaire
    O Trump não correria o risco de ser eleito novamente nem para ser síndico de galinheiro, ainda que concorresse com um rato
    É vero esse bilete

  2. Lá como cá, o sujeito que ocupa a presidência taxa de “liberdade de expressão ” a veiculação de mentiras e destruição de reputações lelas redes sociais. Para estes pseudogovernantes, a imprensa tradicional é inservível pois suas fraudes não seriam replicadas (ao menos não deveriam ser).
    Mas o que espanta é que o inútil daqui reproduz tudo o que não presta do inútil de lá. Como exemplo a apologia ao placebo da morte, a cloquina, e as orientações insanas que vão contra a lógica e as recomendações médicas internacionais que nos colocaram em segundo no mundo em contagio e breve em mortes por COVID, atrás apenas dos EUA.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome