Ministério desmente parceria com Musk para conectar escolas à internet

A pasta ainda afirmou que irá seguir com projetos já existentes de conexão com a internet, como o Wi-Fi Brasil e o Norte Conectado

Foto: Reprodução Facebook

O Ministério das Comunicações desmentiu o próprio  ministro Fábio Faria sobre a parceria com Elon Musk, para implementação do projeto Starlink, que teria como meta conectar 19 mil escolas públicas no país à internet. 

“Existem atualmente 14,5 mil escolas sem internet no país. O Governo Federal anunciou a instalação de novos 12 mil pontos de Wi-Fi Brasil até julho. Apenas 2,5 mil escolas restarão para o segundo semestre”, informou o ministério, por meio de nota enviada ao Globo. 

O Ministério ainda confirma que “não há previsão de parceria em curso” sobre o projeto Starlink.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

A pasta ainda afirmou que irá seguir com projetos já existentes de conexão com a internet, como o Wi-Fi Brasil,da Viasat, concorrente de Musk nos EUA, e o Norte Conectado, que prevê a implantação de cabos de fibra óptica nos rios da Amazônia.

Outro anúncio feito por Musk, sobre monitoramento da Amazônia, também é mentiroso. Uma vez que o trabalho se trata da soberania nacional e já é feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Ainda, especialistas afirmaram que os satélites da SpaceX, empresa de Musk, não têm condições técnicas de realizar o monitoramento, já que só fazem envios de imagens e sons.

Leia também:

Jogada eleitoral internacional, Bolsonaro se reúne com Elon Musk

Defesa da Amazônia por Bolsonaro não engana ninguém

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador