TSE errou ao envolver militares nas eleições 2022?

Nassif entrevista membro da Comissão de Transparência das Eleições e conselheiro do Comitê Gestor da Internet sobre o processo eleitoral

O ministro da Defesa e o presidente do TSE. Fotos: Agência Brasil
O ministro da Defesa e o presidente do TSE. Fotos: Agência Brasil

A queda de braço entre as Forças Armadas e o Tribunal Superior Eleitoral é a pauta do programa TVGGN 20 Horas, apresentado por Luis Nassif nesta segunda (9), dia em que o TSE, comandado por Edson Fachin, rejeitou os pedidos de mudanças na eleição de 2022 feitos, fora do prazo legal, pelos militares. Ainda nesta segunda, a imprensa revelou que o Ministério da Defesa pediu para substituir seu representante na Comissão de Transparência das Eleições junto ao TSE.

Desde a semana passada, o Ministério da Defesa vem fazendo pressão para o TSE divulgar documentos com sugestões de mudanças nas eleições. O presidente da República, Jair Bolsonaro, tem usado o envolvimento das Forças Armadas na preparação do processo eleitoral para ampliar os ataques às urnas eletrônicas.

Para Nassif, à sombra das Forças Armadas, Bolsonaro prepara o golpe mais antecipado da história.

Para discutir o papel da Comissão de Transparência das Eleições e as questões em torno da segurança do processo eleitoral, Nassif entrevistará o o antropólogo Rafael Evangelista, pesquisador da Unicamp e conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil, e o jornalista Arnaldo César Ricci Jacob, representante da ABI na Comissão de Transparência das Eleições do TSE para o pleito de outubro de 2022. Participa também o jornalista Marcelo Auler, colaborador da TVGGN.

De segunda a sexta-feira, sempre às 20 horas, Nassif comenta os assuntos que mais repercutem no noticiário no canal do GGN no Youtube. Clique aqui e inscreva-se de graça.

Acompanhe o programa desta segunda (9), a partir das 20 horas, usando o link abaixo:

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Marcelo.j eu sou

- 2022-05-09 21:07:34

Em homenagem à Rússia comi um belo estrogonofe agora,aproveito para convidar os militares russos a darem aula de PATRIOTISMO VERDADEIRO em meu país,quem sabe assim o NAZISMO não prolifera mais na imprensa, judiciário, política, polícia e civis aqui no Brasil ,sei q alguns FICARIAM PUTIN DA VIDA por aqui !!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador