Documentos de Luiz Carlos Prestes são doados ao Arquivo Naci

Prestes, o cavaleiro da esperança, terá seu acervo preservado pelo Arquivo Nacional



Doação da família de Prestes faz Arquivo Nacional esperar novos documentos sobre ditadura militar

[…]Durante a cerimônia de doação dos documentos, produzidos ou acumuladas entre as décadas de 1970 e 1990 por Prestes, a viúva do político comunista, Maria Prestes, disse que espera ajudar na consolidação da Justiça, contra os torturadores. “Por que a gente tem que só apanhar? Se tem Justiça no Brasil, a Justiça deve apurar e deve punir”.

Maria Prestes disse que a lista com os 233 nomes de torturadores foi entregue a seu marido por “homens de confiança” do Partido Comunista. “Nessa época, todo material de valor era levado para que Prestes tomasse conhecimento. Ele guardou e eu estou doando”, contou a viúva.

A relação chegou a ser publicada por um jornal, que sofreu na época dois atentados e coincide com levantamento feito pelo Grupo Tortura Nunca Mais, organização não governamental que busca esclarecimento pelas mortes e desaparecimentos de militantes políticos no período.

Também constam do acervo de Prestes, cartas enviadas a líderes políticos como Fidel Castro, relatos da repressão no Brasil e documentos em favor da redemocratização, além de correspondências trocadas com os noves filhos da união com Maria Prestes…

 
Leia o texto completo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome