Amanhã, Glenn Greenwald será ouvido em audiência pública na CDHM

Segundo os deputados, as reportagens assinadas por Glenn Greenwald jogam dúvidas contundentes sobre a imparcialidade da atuação do então juiz Sérgio Moro e de outros juízes e procuradores.

Jornal GGN – O jornalista Glenn Greenwald será ouvido amanhã, dia 25, na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM). Greenwald será ouvido às 15h, no plenário 10 e falará sobre o material divulgado, da Operação Lava Jato, no seu site The Intercept. O pedido de audiência foi feito pelos deputados Camilo Capiberibe, Carlos Veras, Márcio Jerry e Túlio Gadelha.

Segundo os deputados autores do pedido, os direitos dos cidadãos objeto da Operação Lava Jato, particularmente de Luiz Inácio Lula da Silva, foram violados sistematicamente naquilo que reza a Declaração Universal dos Direitos Humanos e o Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos. Nesses documentos, estão estabelecidas as garantias, como julgamento por tribunal competente e independente, a presunção de inocência, o princípio da legalidade e o devido processo legal como direitos humanos inerentes à dignidade de qualquer pessoa.

Segundo os deputados, as reportagens assinadas por Glenn Greenwald jogam dúvidas contundentes sobre a imparcialidade da atuação do então juiz Sérgio Moro e de outros juízes e procuradores.

Sergio Moro, atual Ministro da Justiça, também foi convidado para uma audiência pública conjunta entre a CDHM e a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP). No caso de Moro, a reunião estava prevista para esta quarta-feira, dia 26. Ele cancelou a princípio e agora acertou que deverá comparecer em nova data a ser definida.

A audiência pública com Glenn Greenwald será transmitida ao vivo pelo Facebook da CDHM, YouTube e canais oficiais da TV Câmara.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora