Esquerda? Onde?, por Izaías Almada

Aqui, país que volta a ser o quintal das grandes potências (se é que algum dia deixou de ser), a justiça (sic) reconhece que a prisão de Lula foi ilegal. Jura? É mesmo? Descobriram só agora?

Ilustração: mural do coletivo mexicano Lapiztolarte

Esquerda? Onde?

por Izaías Almada

Eleições de 2018: Dilma Rousseff, Lindbergh Farias e Roberto Requião, segundo as pesquisas eleitorais venceriam em seus estados a eleição para o senado com boa votação. Para surpresa geral, foram derrotados.

Eleições municipais de 2020: também segundo pesquisas para o segundo turno em várias cidades do país, candidatos como Guilherme Boulos, Manuela D’Ávila e Marília Arraes reuniam excelentes condições para virar o resultado a seu favor em São Paulo, Porto Alegre e Recife. Também foram derrotados.

Falsas pesquisas? Novamente a questão das “fake news”? Excesso de otimismo? Erro de avaliação? Distância da realidade? Tudo isso e mais alguma coisa.

Alianças aqui e ali, elogios, análises políticas que previam uma virada da esquerda sobre os conservadores e a direita fascitoide, notório filósofo a dizer que Boulos destoava da figura do político tradicional brasileiro e isso o credenciava à vitória… E a lenga-lenga ia por aí afora.

Tudo indica que a esquerda brasileira, com seus vários partidos e interesses, anda um pouco tonta e sem saber muito bem que fazer diante do ataque do capital e seus porta-vozes, pois ainda não encontrou a melhor maneira de enfrentar seus adversários. Anda a patinar e, talvez, com os olhos mais no passado do que no presente e no futuro.

Não basta só desejar. É preciso ter quadros que acompanhem o veloz caminhar dos atalhos digitais, todo ele na mão dos grandes capitalistas do mundo e que, cada vez mais, não se mostram nem de longe dispostos a entregar o ouro ao bandido.

Leia também:  quem tem o olavo pra se acompanhar termina sozinho, só pode penar, por Z Carota

Aqui, país que volta a ser o quintal das grandes potências (se é que algum dia deixou de ser), a justiça (sic) reconhece que a prisão de Lula foi ilegal. Jura? É mesmo? Descobriram só agora?

Passadas as eleições, o cidadão Ciro Gomes volta à sua cantilena favorita: atacar a esquerda para agradar a direita, ou seja, agradar a si mesmo. Com seu linguajar de coronelão nordestino, sonha em ser presidente, não se sabe exatamente para quê. Iguais a ele ou um pouquinho melhores até temos candidatos aos montes.

O trabalho sujo de Moro é premiado com um emprego em Washington. O que têm a dizer os patrioteiros da camisa verde amarela sobre esse cafajeste que traiu a sua pátria por dinheiro?

Como costumo dizer: o brasileiro não sabe distinguir o que é esquerda ou direita. Não sabe qual a diferença entre Lula e o presidente Jair. Não sabe nada de nada em política, economia, mas gosta muito de arrotar sabedoria. O que gosta mesmo é de andar na moda, sabe tudo sobre futebol, alguns jogam na bolsa, vibram com os desenhos animados de Hollywood, adoram exibir seus títulos acadêmicos num país de semianalfabetos…

Como dizia meu avô mineiro: melhor que isto só pão com aquilo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

5 comentários

  1. $érgio Moro interroga Gilberto Gil:

    “O senhor conheceu o ex-ministro José Dirceu?
    – Sim, claro.

    Ele foi ministro ao mesmo tempo que o senhor?
    – Sim.

    O senhor teve conhecimento de quando ocupava o Ministério do senhor Dirceu em algum esquema de corrupção?
    – Não.

    O senhor conheceu durante o seu cargo no Ministério o senhor Antonio Palocci?
    – Sim.

    O senhor teve conhecimento durante o exercício do seu cargo como ministro do envolvimento do senhor ministro Antonio Palocci em algum esquema de corrupção?
    – Não.

    O senhor chegou a conhecer o senhor João Santana?
    – Sim.

    O senhor teve contato com ele durante o período que o senhor ocupou esse cargo como ministro da Cultura.
    – Sim.

    O senhor teve conhecimento de envolvimento dele em algum esquema de corrupção ou de lavagem de dinheiro? Na época que o senhor ocupava esse cargo de ministro.
    – Não. Não tive conhecimento de nada desse tipo.

    (Moro repete a pergunta por corte de sinal)
    – Não, não tive conhecimento nenhum.

    O senhor teve conhecimento que tanto o senhor Antonio Palocci quanto o senhor João Santana são confessos em relação à prática de corrupção e lavagem de dinheiro?
    – Tenho ouvido notícias a respeito dessa possibilidade.

    Mas na época o senhor não tinha conhecimento?
    – Não”.

    Agora é o $érgio Moro que vai ser interrogado pelo Gilberto Gil:

    O senhor já ouviu falar nos Anarquistas Sacco e Vanzetti?
    – Sim.

    O Senhor sabe que eles foram condenados à morte e executados nos EUA?
    – Sim.

    O senhor sabe que, durante o julgamento, testemunharam que eles eram culpados?
    – Sim.

    O senhor tem conhecimento de que eles negaram ter praticado os crimes?
    – Sim.

    O senhor sabe que o próprio estado reconheceu a inocência deles?
    – Sim.

  2. Acompanhei de perto 4 cidades. Niteroi, Rio, Curitiba e SP.
    Na única cidade onde o ganhou , que foi em Niteroi , onde estava numa chapa de composição incluindo também o PC do B , o PT não tinha protagonismo. Ou seja tava no bonde mas sentado no corredor, longe da janela.
    Os erros crassos de avaliação fizeram o Partido ter a sua maior derrota. O tempo de bater no peito e dizer “deixa comigo” passou. Agora precisa olhar para o lado , conversar com muita humildade com todo mundo do campo progressista e mudar urgente esta Direção fracassada. PT precisa ver que a maré não tá mais pro seu peixe.

    • Todos que querem o fim do “protagonismo do PT” desejam na verdade que a politica nacional desenvolvimentista do partido seja extinta. Nao existe “anti-petismo”, o que existe é um movimento claro para manter o Brasil no sub-desenvolvimento, expropriar nossas riquezas e impedir o protagonismo mundial que o país começava a conquistar *graças ao PT*.

      TODAS as ações da farsa jato e do governo golpista, mais o governo que está ai, são nesse sentido. Destruir o Brasil como nação, dividir o povo (estão conseguindo!) para que ele não acorde e lute pelo que lhe está sendo tomado.

  3. Não vejo boas perspectivas para a esquerda em 2022. Adora colocar a culpa nos outros, no capital externo, no Moro, no Ciro… e estratégia que é bom, nada! Não é que não tenham sofrido os ataques que apontam! Mas, e daqui pra frente?? Já conhecem o jeito que os inimigos manobram, vão ficar só reclamando? Jackes já deu a senha: renovação pra ontem! Mas isso não desponta pra 2022!
    E Ciro e Lula vão ter que parar de mimimi! Lula, o grande articulista, deveria fazer o que fez com Maluf, ACM, e tantos nomes de igual calibre. Em no me do pragmatismo, descer do pedestal e ir falar com Ciro. O gesto cabe a quem for maior. Grandeza (irrefutável!) no passado fica nos livros de história e se é para ficar como está, que deixe de ser uma pedra no caminho para o futuro.

  4. “…Como costumo dizer: o brasileiro não sabe distinguir o que é esquerda ou direita. Não sabe qual a diferença entre Lula e o presidente Jair. Não sabe nada de nada em política, economia, mas gosta muito de arrotar sabedoria…” Ah! Estas Elites da Pretensão e da Hipocrisia. Realmente o problema é a opinião dos Brasileiros?! Tão cheios de si, que não aceitam a mediocridade nem na humilhação acachapante da derrota. O erro, este, são sempre os outros. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome