Rui Daher
Rui Daher - administrador, consultor em desenvolvimento agrícola e escritor
[email protected]

Anarriê, alavantú XIX – Política brasileira, para trás e para frente, por Rui Daher

O bolsonarismo, no Brasil, existe há séculos, desde a colonização, e só foi ausente entre os povos originários, e será eterno em essência

Arte Naif – Chico da Silva

Anarriê, alavantú XIX – Política brasileira, para trás e para frente.

por Rui Daher

Foram 700 mil ou 185.000 o número de pessoas presentes na manifestação de apoio a Jair Bolsonaro no domingo passado, Avenida Paulista, São Paulo?

O primeiro número foi informado pela quadrilha bolsonarista, o segundo pelo Monitor do Debate Político do Meio Digital da ECA – USP, que vai além:

  1. Homens 62%; brancos 65%; com ensino superior 67%;
  2. Se fôssemos tomar como base o Censo 2022 IBGE, 45,3% se autodeclararam pardos e 10,2% pretos, no evento, entre os presentes 26% e 5%, respectivamente, assim se declaravam;
  3. Mentiram também, como canalhas são, quanto à renda da turba. Apenas 10% disseram ter renda familiar até 2 SM, enquanto 9% relataram acima de 26%. Então tá;
  4. O fator etário é significante. Quase 90% dos presentes estavam na faixa entre 55 e mais de 65 anos. A ‘veiarada’ que acreditou na fake do aumento na pensão;
  5. Cerca de 2/3 (66%) moram na região metropolitana, 34% em diversas regiões, repetindo em reverso os ônibus e veículos, em caravanas, então impedidas de votar (versão Silas Malafaia);
  6. Tinha mais católicos (43%); evangélicos (29%); espíritas (11%); os demais se declaram sem religião. Não fui, caso contrário, teríamos um ateu pecaminoso entre os 700 ou 185 mil, a depender da versão.

É exatamente nesta hora da noite em que escrevo, depois de destrambelhar as pernas fracas até onde fica o computador (desconfio que ele muda com frequência de lugar para me desafiar a mando de minhas lindas fisioterapeutas, Juliana e Paula).

Sentindo-me protegido pelos espíritos e tudo o que escreveram Ariano Suassuna (1927-2014), Tarso de Castro (1941-1991) e Ivan Lessa (1935-2012), confirmo o vaticínio que descortino, desde 2018 e até a bobagem da Avenida Paulista, que me fez perder tantas palavras efêmeras, aos milhões de leitores que me seguem:

  1. Jair Messias Bolsonaro acabou; poderá voltar em outro corpo;
  2. O bolsonarismo, no Brasil, existe há séculos, desde a colonização, e só foi ausente entre os povos originários, e será eterno, enquanto durar em sua essência: a desconsideração de seus próximos, e do alheio.  

Inté! VamupruBrasildiveldadi!

Rui Daher – administrador, consultor em desenvolvimento agrícola e escritor

O texto não representa necessariamente a opinião do Jornal GGN. Concorda ou tem ponto de vista diferente? Mande seu artigo para [email protected]. O artigo será publicado se atender aos critérios do Jornal GGN.

Rui Daher

Rui Daher - administrador, consultor em desenvolvimento agrícola e escritor

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador