Água, Vento e Sol: o caminho do setor elétrico brasileiro

Como a promissora relação entre as usinas hidrelétricas e as energias eólica e solar é perdida na atual agenda de mercantilização e na privatização da Eletrobras

Por Ronaldo Bicalho

Neste vídeo do Canal Ilumina, Renato Queiroz entrevista Roberto D’Araujo, que fala sobre a complementaridade altamente promissora no caso brasileiro entre os nossos reservatórios das usinas hidrelétricas e as energias eólica e solar e como tudo isso é perdido em função da atual agenda do setor centrada na mercantilização e na privatização da Eletrobras.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora