Painel do dia

UE submeterá sistema bancário a testes de estresse

A União Europeia segue os Estados Unidos e submeterá o sistema bancário a um teste de estresse a partir de setembro, para analisar sua reação a um possível agravamento da crise e verificar se as medidas de recapitalização tomadas são suficientes, tal como solicitou o Fundo Monetário Internacional. Segundo fontes do governo, os testes de resistência serão realizados em colaboração com diferentes supervisores bancários nacionais, em conformidade com os requisitos da UE.

Clique aqui


Ford pretende levantar US$ 2 bilhões com emissão de ações

A Ford Motor, a única das três montadoras de Detroit a sobreviver sem resgate do governo, se distanciou ainda mais de seus problemáticos rivais com planos para uma emissão de capital que poderia levantar cerca de US$ 2 bilhões. O processo permitirá à Ford pagar em dinheiro a sua contribuição para um sistema de cuidados com a saúde, gerenciado juntamente com o sindicato, que de outra forma teria sido feito em partes. Alan Mulally, executivo-chefe da Ford, descreveu a emissão de ações como “outro exemplo da rápida e decisiva ação que estamos tomando, enquanto ganhamos força para nosso plano, que inclui progressos adicionais em melhorar nosso balanço”. A rival Chrysler está reestruturando seu balanço falido debaixo de proteção judicial, enquanto se espera amplamente que a General Motors siga o exemplo antes do final do mês. A Ford disse que iria emitir até 345 milhões de ações ordinárias. O preço de emissão ainda não foi determinado. A família Ford irá permanecer firmemente no controle, através de suas participações em múltiplos capitais votantes.

Clique aqui


Exportações na China têm segunda queda acentuada

As exportações da China em abril ficaram 22,6% abaixo do período de um ano atrás, sexto mês sucessivo de declínio. A queda nas exportações de abril também foi maior que os 17,1% de declínio anual registrado em março. Mas outros dados divulgados nesta terça-feira sugerem que os esforços do governo chinês para estimular a economia estão aumentando os níveis de investimento no país. Analistas continuam otimistas de que a China será a primeira a conseguir sair da recessão. Para os industriais chineses que enviam a maior parte dos seus produtos ao estrangeiro, há pouco alívio nos últimos números de comércio. Alguns esperavam que o pior já tivesse passado para os exportadores, mas a queda foi de 22,6% foi maior do que muitos analistas tinham previsto. Por outro lado, o investimento em fábricas e imóveis urbanos foi 30% maior nos primeiros quatro meses do ano do que havia sido no mesmo período de 2008.

Clique aqui


Bank of America vende participação de US$ 7,3 bilhões em banco chinês

Sob pressão dos reguladores norte-americanos para levantar dinheiro, o Bank of America vendeu 5,8% do seu capital no China Construction Bank, por cerca de US$ 7,3 bilhões, disseram duas pessoas com conhecimento do assunto. A Hopu Investment Management, um fundo de capital privado gerido pelo sócio do Goldman Sachs China, Fang Fenglei, liderou investidores que incluem o fundo estatal de Cingapura, Temasek Holdings, na compra de 13,5 bilhões de ações do Bank of America, disse uma pessoa, na condição de anonimato. O porta-voz do Bank of América, Robert Stickler, recusou-se a comentar o assunto. A segunda venda de ações do Bank of America para o Construction Bank em 2009 traz o presidente executivo Kenneth Lewis para mais perto dos US$ 33,9 bilhões que os legisladores dizem que ele precisa, seguindo os testes de estresse dos bancos dos EUA. O negócio marca a maior alienação de ações feita para um investidor estrangeiro.

Clique aqui


Banco da Coreia mantém taxa básica em 2%

O Banco da Coreia do Sul (BOK, na sigla em coreano) manteve a sua taxa básica de juros inalterada no nível mais baixo de todos os tempos, 2% ao ano, pelo terceiro mês consecutivo, em meio a crescentes sinais de que a economia está melhorando. No curto prazo, a economia sul-coreana é suscetível de mostrar “crescimento ligeiramente positivo” na comparação trimestre a trimestre, disse o banco central na ata que acompanhou a decisão. A incerteza está circundando as empresas, mas o ritmo de desaceleração da atividade econômica doméstica abrandou-se claramente nos últimos meses, disse o BOK. Espera-se uma rápida estabilização na tendência de subida dos preços, graças à acomodação dos fatores de custo trazidos pela valorização do won contra o dólar, e à moderação das pressões da demanda resultantes da desaceleração da atividade, disse o BOK.
Clique aqui


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome