Painel internacional

Gordon Brown convoca eleições gerais para maio

BBC NEWS

O primeiro-ministro Gordon Brown confirmou que as eleições gerais do Reino Unido serão realizadas em 6 de maio. Rodeado por todo o seu gabinete, Brown disse que era o segredo menos bem guardado dos últimos anos”. Ele disse que a Grã-Bretanha estava no caminho da recuperação e instou os eleitores a não colocá-la em risco“. Mas David Cameron disse que o Partido Conservador oferece um “novo começo”, enquanto o Liberal Democrata Nick Clegg afirmou que apenas o seu partido propõe uma mudança real”. Brown fez o anúncio fora de Downing Street (residência oficial do primeiro-ministro), depois de uma reunião de 20 minutos com a rainha no Palácio de Buckingham para buscar a dissolução do Parlamento. O primeiro-ministro que enfrenta sua primeira eleição como líder do Partido Trabalhista disse que queria um “mandato claro e simples” para continuar o trabalho de recuperação econômica. Ele disse que viajaria pelo país dizendo aos eleitores: “Grã-Bretanha está no caminho para a recuperação e nada do que fizermos deve colocar em risco a recuperação.” E acrescentou: “Não permitiremos que 13 anos de investimento e reforma em nossos serviços públicos para construir o futuro dessas grandes benfeitorias sejam postos em risco.” Clique aqui

E mais:

China pede que empresas boicotem a Austrália e o minério do Brasil

Secretário do Tesouro dos EUA visita a Índia

Falências de empresas alemãs prejudicam a recuperação

Banco do Japão deve manter política monetária China pede que empresas boicotem a Austrália e o minério do Brasil

Breaking  News, World News and Taiwan News.

Um grupo industrial chinês instou as siderúrgicas nacionais a parar de comprar minério de ferro das três principais mineradoras do mundo, em protesto contra um suposto monopólio de preços, informou a mídia estatal nesta segunda-feira. A Associação de Ferro e Aço da China pediu que as siderúrgicas nacionais e negociantes não importem minério de ferro da Rio Tinto, na Austrália, BHP Billiton e Vale do Brasil por dois meses, disse a China Net, um site de notícias do governo. A China tem 75 milhões de toneladas de reservas de minério de ferro e a produção de recursos pelas minas chinesas subiu 18% em relação ao ano durante os dois primeiros meses de 2010, disse o relatório. “Atualmente, nossas siderúrgicas têm suprimentos abundantes de minério de ferro para garantir a produção normal de aço por dois meses”, segundo o relatório. A associação convocou o boicote na sexta-feira como o meio mais eficaz para combater o comportamento monopolístico” das três gigantes do minério de ferro, disse o relatório. O ministro do Comércio australiano Simon Crean respondeu clamando para que Pequim não intervenha no mercado. “Você tem que deixar o mercado determinar o preço. Você não pode emitir diretivas em termos de restrição de oferta“, disse à ABC Radio. Crean disse que um boicote seria improvável, porque a demanda por minério de ferro estava muito elevada por causa da rápida industrialização da China.

Clique aqui

Secretário do Tesouro dos EUA visita a Índia

New York Times

O secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, se reuniu na terça-feira com lideranças indianas para discutir os passos de estreitamento de laços econômicos e melhorar as perspectivas de negócios dos EUA no rápido crescimento da economia do sul da Ásia, disseram as autoridades. Geithner começou sua visita de dois dias à Índia com uma parada em uma loja na capital que oferece serviços bancários móveis, destacando as medidas necessárias para ampliar o acesso dos hindus aos serviços financeiros. Ele falou brevemente com um vendedor de rua que passa roupas a ferro e é cliente da loja de mobile banking. Geithner se encontrou depois com o primeiro-ministro Manmohan Singh e seu colega indiano, Pranab Mukherjee, Ministro das Finanças, e participou na primeira reunião da Comunidade Econômica EUA-Índia e parceria financeira, destinada a promover o comércio e o investimento. “Aprofundar nossos laços com a Índia é crítico para o mais amplo esforço global de desenvolver uma estrutura para um crescimento forte, sustentável e equilibrado e vai facilitar mais o comércio, investimento e criação de emprego nos nossos países”, disse Geithner em comunicado.

Clique aqui

Falências de empresas alemãs prejudicam a recuperação

The Wall Street Journal

Cresce a preocupação de que a recuperação industrial da Alemanha esteja muito fraca e tarde para salvar muitas das médias empresas que formam a espinha dorsal de sua base industrial, um fator que pode retardar a recuperação econômica da Alemanha e zona do euro. As falências entre as Mittelstandpequenas ou médias empresas, a maioria privadas que dominam a economia orientada para a exportação da Alemanha e fornecem a maioria dos postos de trabalho –, já contribuiu para altas taxas de desemprego e ofuscou a lenta marcha de volta ao crescimento do PIB do país. Este ano espera-se atingir um nível recorde. Isso poderia retardar a recuperação econômica não só na Alemanha, onde a projeção do governo do produto interno bruto é de crescimento de apenas 1,4% este ano, depois da queda de 5% no ano passado, mas também na zona do euro, porque a Alemanha é a maior economia.As 40.000 empresas alemãs previstas para entrar em falência este ano, aumento de 16,6% sobre 2009, superaria o recorde de 2003, com 39.470, de acordo com o MittelstandMonitor, um relatório anual sobre o setor.

Clique aqui


Banco do Japão deve manter política monetária

O Banco do Japão (banco central) pode elevar a sua avaliação econômica e manter a política inalterada amanhã depois que a sua pesquisa empresarial Tankan mostrar que a recuperação impulsionada pelas exportações está ganhando força. O presidente do BC, Masaaki Shirakawa, e seus colegas vão deixar a taxa de juro de referência em 0,1%, de acordo com todos os 21 economistas consultados pela Bloomberg News. O conselho poderá apresentar uma visão mais otimista da economia em um comunicado a ser lançado após a reunião, disseram três pessoas familiarizadas com o assunto. Os sinais de uma recuperação sustentada mesmo em meio à deflação podem permitir a Shirakawa adiar qualquer decisão para adicionar as injeções de liquidez até a reunião seguinte de política no final do mês. O governo do premiê Yukio Hatoyama irá provavelmente intensificar a pressão sobre o banco para estimular a economia diante de uma eleição em julho, disse o professor de economia Akio Makabe. “Mesmo que o BOJ dobre seu programa de empréstimos de março, o governo provavelmente verá como insuficiente”, disse Makabe da Shinshu University, Matsumoto, Japão central. “O banco não tem escolha a não ser manter a implementação no que puder, aplicando em pedaços e sinalizar sua cooperação com o governo.”

Clique aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome