Os ativistas anti-plágio da Alemanha

Fica imaginando quantos “doutôs” ficam em panico lendo materias assim!!!!  principalmente em paises perifericos como o Brasil em termos cientificos, onde o acesso a trabalhos de outros centros e mais dificil!

—————————————————————————————————————-

Do Uol

Ativistas anti-plágio alemães derrubam mais duas figuras políticas

A comunidade on-line de ativistas de combate ao plágio na Alemanha está acumulando vitórias. Seus esforços para revelar trapaças acadêmicas levaram à renúncia de uma política de alto escalão do FDP na quarta-feira (11/5) e também à anulação por uma universidade alemã do título de PhD da filha de um ex-governador.

O site que serve como plataforma de denúncias WikiLeaks foi descrito como o mais perigoso do mundo. Mas, pelo menos para os políticos alemães, outros projetos de colaboração com o Wiki parecem impor uma ameaça bem maior.

O projeto GuttenPlag Wiki conseguiu derrubar em março Karl Theodor zu Guttenberg, conservador que era uma estrela em ascensão. Ele renunciou como ministro da defesa da Alemanha após o site revelar muitos trechos de plágio em sua tese de doutorado.

Agora, um projeto paralelo conseguiu mais dois escalpos. Silvana Koch-Mehrin, do Partido Democrático Livre e membro de alto perfil do Parlamento Europeu anunciou na noite de quarta-feira que estava deixando todas as suas posições de liderança com o agravamento de seu escândalo de plágio. Enquanto isso, uma universidade alemã anunciou que estava tirando o doutorado da filha do ex-governador da Bavária Edmund Stoiber por causa das evidências de plágio em sua tese.

Koch-Mehrin está renunciando à liderança do FDP no Parlamento Europeu, à vice-presidência do Parlamento Europeu e de seu posto no comitê executivo do FDP. De acordo com seu porta-voz, ela pretende continuar no Parlamento Europeu.

Nas últimas semanas, ativistas anônimos se focaram em Koch-Mehrin, organizando seus esforços em torno da busca por trechos plagiados em sua tese de PhD pelo site VroniPlag Wiki. Os ativistas alegam ter encontrado trechos copiados em toda a tese, o que para eles prova que o plágio foi cometido deliberadamente.

Os ativistas insistem que não são motivados pela política e apenas querem proteger a “integridade acadêmica do título de doutorado na Alemanha”. Em seus sites, mostram a frequência dos trechos de plágio em seu gráfico tipo código de barras.

Investigação corrente

Na decisão de quarta-feira, Koch-Mehrin reagiu a uma reportagem no jornal de Berlim “Tagesspiegel” que a Universidade de Heidelberg estava planejando anular seu título de PhD como resultado das acusações de plágio. A universidade estava estudando as acusações e planeja tomar uma decisão até o final de maio ou início de junho.

O porta-voz de Koch-Mehrin explicou a decisão dela de renunciar aos seus cargos dizendo que ela ficou “chateada” que os detalhes da investigação pela universidade tivessem se tornado públicos antes do fim da investigação. Em declaração por escrito, Koch-Mehrin disse que queria impedir que toda sua família sofresse pressão por causa do debate público sobre sua dissertação. O trabalho, que estuda paralelos entre o euro e a União Monetária Latina, uma união monetária do século 19, foi publicado em forma de livro em 2001.

Koch-Mehrin tem 40 anos e é uma das políticas de mais alto perfil do FDP, considerada uma das maiores esperanças do partido. Sua renúncia é de grande embaraço para o FDP, que entrou em uma crise profunda por vários meses como resultado dos fracos resultados eleitorais e das pesquisas em queda. O partido fará uma convenção neste final de semana, na qual Philipp Rösler será nomeado novo líder do partido, assumindo após Guido Westerwelle, que foi forçado a renunciar. O porta-voz de Koch-Mehrin não acredita que ela vá participar.

Quase 40 páginas

Koch-Mehrin, contudo, não foi a única vitória dos ativistas do VroniPlag na quarta-feira. No início do dia, a Universidade de Constance anunciou que ia tirar o título de doutorado de Verônica Sass, filha do ex-governador da Bavária Edmund Stoiber. A universidade disse que, após uma revisão detalhada de sua tese, tinha chegado à conclusão que partes significativas haviam sido copiadas.

O VroniPlag, cujo nome combina o apelido de Sass e a palavra “plágio”, havia descoberto vários trechos copiados, inclusive uma seção contínua de quase 40 páginas que foi tirada praticamente palavra por palavra de outra fonte. Sass, advogada, disse que não vai aceitar a decisão da universidade e vai entrar na justiça, se necessário.

Também na quarta-feira, a universidade de Bayreuth publicou um relatório detalhando por que havia retirado o PhD de Karl-Theodor zu Guttenberg. No relatório, o comitê investigador da universidade acusou Guttenberg de trapacear deliberadamente.

Enquanto isso, a comunidade de ativistas de combate ao plágio na Alemanha está recebendo um reconhecimento crescente do público por seus esforços. O GuttenPlag Wiki, que havia detalhado os trechos de plágio na tese de Guttenberg, foi nomeado na quarta-feira para o prestigiado prêmio Grimme Online Award, que é dado para sites extraordinários.

Tradução: Deborah Weinberg

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome