No Maranhão, Bolsonaro compara Flávio Dino a “praga”

Presidente chegou a comparar governador do PC do B com ditador da Coreia do Norte; em resposta, Dino afirma “não ter tempo para molecagens”

Cerimônia de entrega de Títulos de Propriedade Rural no estado do Maranhão - Foto: Isac Nóbrega/PR (via fotospublicas.com)

APOIE O GGN NA RESISTÊNCIA AOS ATAQUES DIGITAIS E CERCO JUDICIAL QUE TENTAM NOS CENSURAR

CLIQUE AQUI E SABIA MAIS

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro aproveitou uma viagem ao Maranhão nesta sexta-feira para atacar diretamente o governador Flávio Dino (PC do B), afirmando que o estado será “libertado da praga” do comunismo.

“Dizer a todos do Maranhão que perderam seus empregos, não foi obra do governo federal. Quem fechou o comércio, obrigou vocês a ficarem em casa e destruíram milhares de empregos foi o governador do seu estado”, afirmou, comparando a gestão Dino com a de ditadores.

“Lá na Coreia do Sul [quis dizer do Norte] é uma ditadura e o ditador não é um gordinho? Na Venezuela também é uma ditadura e não é gordinho o ditador? E quem é o gordinho ditador aqui no Maranhão?”, disse, referindo-se a Dino. Bolsonaro chegou a ser corrigido ao confundir o nome da Coreia do Norte, mas ignorou o alerta.

Segundo o portal UOL, Bolsonaro esteve em viagem pelo Maranhão, onde esteve em meio ao público provocando aglomeração, sem adotar distanciamento social e sem usar máscara para entregar ‘títulos de propriedade rural’ em Açailândia – uma das três cidades maranhenses onde venceu as eleições em 2018.

Nas redes sociais, Flávio Dino respondeu às provocações de Bolsonaro afirmando que não ter tempo “para molecagens, cercadinhos e passeios com dinheiro público”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome