Damous ao GGN: A troco de quê Fachin mudou da água para o vinho?

Jornal GGN – O deputado federal Wadih Damou (PT) classificou o comportamento do ministro Edson Fachin, no Supremo Tribunal Federal, como “inacreditável”, e afirmou, em entrevista a Luis Nassif, que “a pergunta que não quer calar é: por que [Fachin mudou da água para o vinho]? A que pressões foi submetido Fachin para se tornar uma figura tão patética, trêfega na condução da Lava Jato?”
 
Damous admitiu na entrevista – divulgada no canal do GGN no Youtube – que apoiou a indicação de Fachin ao Supremo durante o governo Dilma Rousseff. Ele afirmou que foi procurado pelo MST para ajudar na campanha do então advogado paranaense. “O MST apoiou o Fachin e tinha por que apoiar. Fachin era advogado do MST”, destacou Damous, afirmando que se enganou com o “outro lado” do ministro: o que foi apoiado veladamente pela JBS.
 
“Ainda que ele tenha mudado da noite para o dia a sua visão de mundo, a forma como ele age é estarrecedor”, disse Damous.
 
O deputado opinou que a defesa de Lula deveria considerar pedir a suspeição de Fachin, pois o ministro vem manobrando no Supremo para garantir a manutenção da prisão do ex-presidente no caso triplex.
 
“Ele não tem mais qualquer pudor em mostrar sua parcialidade”, disse Damous. “Agora, a troco de quê ou de quem, é a pergunta. Esse comportamento dele é simplesmente inacreditável.”
 
Assista à entrevista abaixo:
 
https://www.youtube.com/watch?v=jEY5PdpEum8

18 comentários

  1. Bruto

    e sujo. Essa quadrilha atravessou o rubicão, não vão recuar. Podem esperar, o STF vai cassar o direito do Lula de ser candidato a presidência. A moral dos integrantes do STF é uma piada de mal gosto.

  2. Se mudou de água para vinho o

    Se mudou de água para vinho o vinho é da pior qualidade existente no mundo…

  3. Canalha, falso, quem nunca viu esse tipo carreirista?

    Um dia cai a mascara, traidor é o que mais tem no mundo…..e trair um rpojeto de nação é especialidade desse povo do judiciários esses “doutores” cheios de pedância e impafia. eu nem aguento mais assistir os tais ministros pela TV, asco e nojo.

  4. ???

    Assistam o video onde o fachin pede voto para a Dilma e diz das grandes realizações do pt.
    O fachin não é traidor, não é hipocrita, nem vende seu papel, simplesmente porque o preço que paga é incomensurável.
    Há um constrangimento muito especial para tornar um progressista em perseguidor do pt a custa de jogar no lixo a constituição, destruir o país, e tudo que foi sua vida.
    Mais do que qualquer outro personagem, fachin é a chave do mistério, é a chave do desastre a que o país está submetido.
    Quando soubermos o que ” convenceu” o fachin a troco de tanto, o golpe mostrará sua cara, mostrará quem é o seu executor, quem manda, quem e porque destrói o país.
    Ele é a chave do desastre.

  5. Já pensaram no desastre: onze votos prevalecendo contra 60 milhõ

    Lembremo-nos que se o stf impedir a candidatura LULA, estará impedindo o direito de voto e escolha, que é a mesma coisa, de aprox 60 milhões de brasileiros, estará colocando os seus 11 votos em lugar de 60 milhões de votos, estará impichando 60 milhões de brasileiros, estará impedindo que 60 mlhões usem o que é seu direito inquestionavel a qualquer nível ou instância. Será o maior desastre legal e constitucional de todos os tempos. Não do Brasil, mas da história do planeta terra e de todos os tempos. Teremos que reinventar o que é democracia, o que é a vontade do povo, o que é nação, o que é soberania, a tal frase “o poder emana do povo”, eleição, voto (que os idiotas pedem que seja moderno e digital), o tal ste, a justiça eleitoral e etc e etc. Tudo o que temos agora vai pelo ralo. O impedimento ilegal do LULA é mais um desastre incomensurável e destruidor absoluto do estado de direito. Onze votos, talvez 6 contra 5, com alguém dizendo que votou contra sua convicção mas pela maioria do colegiado,valendo mais do que 60 milhões de votos. 

  6. de água para o vinho

    Deixo aqui meu palpite do que fez o Fachim fermentar. Está de joelhos.

    Ele e tantos nessa republica.

    A tecnologia dirá.

     

    Viva a história de quem perdeu.

  7. #

    O que acontece com Fachin é a “síndrome Joaquim Barbosa”.

    Quando JB recebeu a relatoria do caso do mensalão, a Globo, especialmente a CBN, começou a atacar o referido juiz.

    Acreditavam que, por ter sido indicado por Lula para o STF ele iria favorecer o PT.

    Passaram a dizer que ele, por ter problemas na coluna cervical, faltava às seções do STF alegando estar em tratamento, mas era visto em coquetéis e festas nos mesmos dias em que não compareceu ao trabalho.

    Isso foi o suficiente para o ministro se acovardar e passar a fazer tudo o que a Globo desejava.

    Daí em diante o que se viu foi uma perseguição odiosa aos parlamentares do PT, por parte do ministro outrora progressita.

     

  8. tribunais

    Devemos compreender as pressões e as contra pressões que sao, diariamente, exercidas sobre os componentes dos Tribunais Superiores. Como também em relação às decisões políticas, à margem do Regimento Interno das Côrtes. São humanos iguais a nós. Têm lá suas preferências político ideológicas. Não deveria, mas tem sido assim. O que é imperdoável, é que nada fazem para dar um fim à entrega de nossas riquezas e empresas, com a perda da soberania através decisões equivocadas, em favor de interesses estrangeiros. Isso é crime de lesa Pátria. Como também é imperdoável a omissão da OAB Nacional diante sucessivos fatos atentatórios aos interesses e direitos civis dos brasileiros e brasileiras, e a quebra de centenários princípios jurídicos que fundamentam a Constituição e as Leis da República.  

  9. É o medo de transformá-lo em

    É o medo de transformá-lo em vapor de água, como fizeram com Teori. As intervenções e ações  das irmãs das petróleo e do império americano ao longo da história não deixam dúvidas. Países foram criados, países foram destruídos, líderes foram mortos, governantes foram postos e depostos. Somos um monte de sardinhas se debatendo enquanto o tubarão está com a boca aberta.

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome