Lava Jato pressiona Supremo a decidir contra liberdade de Dirceu

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Nesta terça (2), dia em que o Supremo Tribunal Federal pode iniciar o julgamento de um recurso de José Dirceu contra a prisão decretada por Sergio Moro na Lava Jato, a força-tarefa do Ministério Público Federal decidiu denunciar o ministro mais uma vez, agora alegando recebimento de propina de R$ 2,4 milhões.
 
O advogado de Dirceu, Roberto Podval, apontou que a denúncia é requentada, pois já foi, em grande parte, apresentada a Moro para justificar o pedido de prisão do ex-ministro, que está detido desde agosto de 2015. Curiosamente, a Lava Jato guardou a denúncia como uma carta na manga, já que não inseriu essas mesmas acusações na primeira ação penal contra o petista.
 
“Esses fatos foram utilizados quando do primeiro pedido de pisão, embora quando da denúncia foram esquecidos. Não acredito que o juiz Sérgio Moro desautorize o Supremo Tribunal Federal dessa forma. Isso não é um jogo. O STF não irá autorizar chicana judicial. Não acredito que o juiz Sérgio Moro utilize tais procedimentos”, disse Podval.
 
Nesta terça, o Supremo deve colocar em julgamento um habeas corpus de Dirceu. Na semana passada, a 2ª Turma mandou soltar dois condenados na Lava Jato, o pecuarista José Carlos Bumlai e o ex-assessor do PP João Cláudio Genu. Em ambas as decisões, os ministros apontaram que a Lava Jato banalizou as prisões preventivas.
 
Hoje, em coletiva de imprensa, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa, deixou claro que a agenda por trás dessa “nova” denúncia contra Dirceu é evitar a liberdade do ex-ministro. Segundo o Estadão, ele admitiu que, em razão da análise do habeas corpus pelo STF, “houve a precipitação da apresentação” da denúncia. O procurador ainda sinalizou que espera que o Supremo “considere” os elementos da denúncia no julgamento do HC.
 
Outros procuradores endossaram a tentativa de Dallagnol de manter Dirceu preso. O discurso majoritariamente adotado pela força-tarefa é de que o petista praticou crimes durante e depois do mensalão, denotando total desrespeito pelo julgamento da Ação Penal 470 pela Suprema Corte.
 
“É chocante que o ex-ministro-chefe da Casa Civil tenha usado dinheiro da corrupção na Petrobras para contornar os efeitos negativos da descoberta de seus crimes. É o crime sendo usado para reduzir os prejuízos do crime descoberto”, disse o procurador Júlio Noronha.”
 
Roberson Pozzobon afirmou que “a impunidade no país é tamanha que, no Mensalão, o ex-ministro-chefe da Casa Civil acreditava que sua responsabilização criminal por corrupção seria como um raio que não poderia cair duas vezes em seu quintal. Somente assim se explica a atitude de José Dirceu, que, mesmo após ter perdido seu cargo, mesmo durante e após o seu julgamento pelo Supremo, mesmo após o cumprimento de sua prisão por determinação da mais alta corte do País e a deflagração da operação Lava Jato, persistiu recebendo propinas milionárias. O tempo dos crimes objeto da presente denúncia atesta o total menosprezo de José Dirceu à autoridade da Justiça brasileira.”
 
Dallagnol ainda destacou que “a liberdade do réu [Dirceu] acarreta sérios riscos para a sociedade em razão da gravidade dos crimes, da reiteração delitiva e da influência do réu no ambiente político-partidário, lembrando que o imenso esquema identificado pela Lava Jato tem atuação em diferentes níveis da federação. Este é um caso extremo. Dirceu já foi condenado por dezenas de atos de corrupção e lavagem entre 2007 e 2013, somando mais de 17 milhões de reais. Muitos crimes foram realizados durante o próprio julgamento do Mensalão, o que é um acinte à Justiça.”
 
“Outra prova da necessidade da prisão é que parte dos delitos só parou com a prisão, em outubro de 2014, de um empresário que lhe repassava propinas. Há ainda investigações sobre vários repasses por outras empresas e empreiteiras controladas por pessoas sob investigação e em liberdade. Além disso, há recursos desviados que ainda não foram localizados e um delator chegou a dizer que teve orientação de Dirceu para deixar o país durante o Mensalão, o que traz outra ordem de preocupações com a recuperação dos ativos e a integridade da instrução do processo”, reforçou o procurador.
 
“Situações extremas exigem cautelas extremas. Por isso tudo, dez julgadores de quatro instâncias já se manifestaram pela manutenção da prisão de José Dirceu”, acrescentou.
 
A DENÚNCIA
 
Segundo essa nova acusação, José Dirceu contratou, em 2009, a empresa Entrelinhas Comunicação LTDA. para prestar serviço de assessoria de imprensa. Ele não conseguiu arcar com os custos do serviço e, entre 2011 e 2012, a Engevix assumiu a despesa, a pedido do irmão de Dirceu. Os serviços custaram R$ 900 mil entre abril de 2011 e julho de 2012, garantindo a prestação de serviços até o ano seguinte.
 
Além disso, a UTC teria, entre fevereiro de 2013 e outubro de 2014, firmado “aditivos contratuais fictícios” com a JD Assessoria, empresa de Dirceu, para, com a “aquiescência de João Vaccari Neto”, lhe repassar mais de R$ 1,5 milhão em propinas. 
 
Assine

12 comentários

  1. Mais uma vez, o justiçamento
    Mais uma vez, o justiçamento toma o lugar da justiça.
    Dois anos de prisão preventiva é brincadeira!

  2. Quadrilha de Curitiba

    Até quando essa quadrilha ficará solta ?

     

    1 – acobertou um assalto aos cofres publicos de mais de 500 bilhões

          Notorio parceiro de drogado e traficante.

          perpetrou dezenas de outros crimes

    2 – assaltou a APAE em quase 500 milhões

    3 – Compra MCMV para efetuar lucro imoral. 

         Recebe acima do teto permitido

    4 – Um contrabandista cuja alcunha é japones.

  3. Nassif, perderam a vergonha e

    Nassif, perderam a vergonha e o puder.

    A perseguição é escancarada.

    Ou o STF dá um jeito nisso hoje e além de dar o HC, retira o caso Dircer desta Vara ou o Estado de Direito estará morto e enterrado.

    O STF está numa sinuca, se não agir desta forma estará convalidando a perseguição judicial no País.

  4. Está mais do que escancarado

    Está mais do que escancarado êsse ódio que os golpistas tem do Sr José Dirceu. Tem uma história invejável, é um bravo e inteligentíssimo guerreiro brasileiro, lutador que escapou da morte na ditadura de 1964 e voltou ao seu país para começar a implantar uma democracia, que infelizmente não saiu da casca. Se o Sr José Dirceu está preso, fernando henrique cardoso e toda sua gangue de criminosos golpistas, incluindo-se aí óbviamente todo esse pessoa da farsa a jato, deveriam estar presos nos eua, todos no corredor da morte que aqui não tem. O Sr José Dirceu, perto do fernando henrique cardosos e sua gangue demotucanopeemedebista, é uma mocinha virgem, todos sabem disso, principalmente seus ferozes e criminosos inimigos.

     

  5. Hoje é o dia D do STF.
    Ou se

    Hoje é o dia D do STF.

    Ou se acovarda de vez ou coloca a República do Curitiba no seu devido lugar e RETIRA o caso Dirceu desta vara, devido a NOTÓRIA perseguição judicial.

     

  6. Mais uma atitude bisonha de Dallagnol

    Esta atitude de Dallagnol, suas palavras e sua maneira de se expressar, mostra que está usando o cargo público contra um desafeto. Requentar acusações no dia em que há um julgamento  no STF é uma verdadeira afronta a justiça, e mostra que Dallagnol manipula as acusações e  escolhe quando as apresenta, conforme as conveniências. 

    Todo este noticiário baseado em delações forçadas e a velha acusação de que Dirceu não  trabalhou como consultor, é um atentado, pois o mesmo delator  já havia atestado o trabalho de Dirceu, Mas após um período em Guantanamo, voltou atrás e . O ódio já demonstrado pela Republica de Curitiba, havia ficado patente quando não contentes de atacar Dirceu, atacaram sua mãe, expropriando a sua casa, sob alegações de um crime que sequer foi julgado até a última instância. Isto é um abuso de autoridade, e não se trata de hermeneutica. Se trata apenas de abuso e covardia.

    As declarações de Fachin, apenas demonstram um outro que sequer se atém às leis. Pois caso contrário saberia o que significa prisão preventiva.  Fachin, está apenas burlando a lei e decretando que uma pessoa pode ser presa após o julgamento em primeira instância. 

    Mas enquanto isto a Globo fala em presos políticos na Venezuela.

     

    PS: E sabemos que Curitiba não perdoa os que não se curvam a ela.

  7. O Supremo Tribunal Federal –

    O Supremo Tribunal Federal – STF passa hoje por mais um teste de aferição da sua altivez como Poder e da sua efetividade como guardião da Constituição no tocante às garantias individuais.

    Trata-se da apreciação de um Habeas Corpus para libertar o ex-ministro José Dirceu, preso ilegalmente dado que ainda não foi julgado pela segunda instância.

     A prova dos noves do STF se tornou ainda emblemática porque hoje, por “coincidência” na mesma data do julgamento do HC, o Ministério Público(rapaziada de Curitiba) entra com nova denúncia contra José Dirceu, devidamente ecoada hoje no Jornal do Meio-Dia da Globo por quase cinco minutos.

    Se isso não significa uma afronta, uma pressão indevida sobre um Poder da República, nada mais o será.

    Se o STF se curvar que então: a) Delibere pela prisão perpétua do ex-ministro; b) Transfira suas prerrogativas para Curitiba. Basta de tanta hipocrisia; de tanto jogo de cena!

  8. Guerra sem fim

    Isto não pode jamais ser considerado uma operação. Isto é na verdade uma guerra entre justiceiros, cuja  única finalidade é a de destruir um partido político de idéias contrárias  às dos donos do país e de corporações e bancos estrangeiros e brasileiros tb de olho nas nossas riquezas .

    E esse fulano e seus boyzinhos foram escolhidos a dedo por essa gente, já que não possuem escrúpulos nenhum. Nasceram aqui por acaso, e espero que não desejem ser aqui enterrados.

  9. Tô Mentindo?

    Nassif: aí é que você se engana. A ideia do Gogoboy, em cena combinada no Çu-premu, é essa mesmo. Possivelmente, no acórdão irá constar “cumpra-se, se por outro motivo não estiver preso”. Ora, o que não falta na República de Curitiba é mandado de prisão (devidamente cumprida pelos Sabujos do morador da Avenue Foch) contra o ex-ministro do governo deposto pelos amigos dos amigos de Savonarola dos Pinhais.

    O empreendedor imobiliário de Pato Branco (o que adquire imóvel pelo plano “Minha Casa Minha Vida” e vende pelo plano “Minha Casa Meu Pesadelo”) e sua trupe não vão ao mictório sem autorização de Brasilia. Não seria louco de dizer um “alô” sem que Ali Babá e a gangue da Cavena Césamo estivessem de acordo.

    Isto, inclusive, vai dar motivo para que o pessoal do Jardim Botânico possa estampar em seus imundos noticiários a “imparcialidade” do julgadores na Corte-Menor.

    Você tem como contradizer minha observação?

  10. A galera.

    Dallangnol já fez o seu show e jogou para a galera.

    Falando em galera, será que o STF vai peitar a PLATINADA e os paneleiros seletivos?

    Duvido!

    Vai ser na cara de pau.

    Chico é chico.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome