No tempo grosso que me põe aqui, por Romério Rômulo

Todas elas são as gentes / que empoçam por aqui / tão plácidas, tão dementes.

Di Cavalcanti

No tempo grosso que me põe aqui

por Romério Rômulo

 

Se eu for à tua torre de manhã

no tempo grosso que me põe aqui

na tarde mais soturna e mais vilã

 

vou te dizer do encanto lamacento

deste cruel e mais quebrado instante

e te entregar meu corpo como vento.

2.

Todas elas são as gentes

que empoçam por aqui

tão plácidas, tão dementes.

 

No olho que nunca vi

são, todas elas, sementes.

 

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Os Rifões de Sancho Pança

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome