A publicidade de azeite acusada de racismo

Por Paulo F.

Do Diário de Notícias de Lisboa

Publicidade do Azeite Gallo acusada de racismo no Brasil

Imagem da campanha
Imagem da campanha Fotografia © DR

Um anúncio do Azeite Gallo no Brasil está a ser acusado de racismo. Tudo por causa da frase que destaca os atributos do azeite ser embalado em garrafa de vidro escuro.

“O nosso azeite é rico. O vidro escuro é o segurança” é a frase que leva a campanha a ser considerada racista na coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha de São Paulo.

A situação levou inclusivamente o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitário (Conar), o homólogo do ICAP português (Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicaão Comercial), a avaliar o assunto a abrir processo de averiguação.

A agência que criou o anúncio, a AlmapBBDO, só comentará quando o caso for julgado pelo Conar.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador