Alexandre de Moraes mantém veto a Ramagem na Polícia Federal

Na prática, pedido de reconsideração da nomeação por parte do governo não é avaliado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal

Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve a suspensão da nomeação de Alexandre Ramagem, diretor da Abin, para a chefia da Polícia Federal.

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, o decreto de nomeação já foi anulado pelo Planalto, e o ministro julgou prejudicado o objeto da ação movida pelo PDT contra a indicação – na prática, o processo será arquivado, e o ministro não irá analisar o pedido de reconsideração apresentado pelo governo.

Citando decisões de colegas da Corte, Moraes afirmou que o decreto de Bolsonaro que anulou a nomeação de Ramagem levou à perda do objeto da ação – a própria indicação.

A Advocacia-geral da União pediu a Moraes que reconsidere a decisão liminar que suspendeu a nomeação e posse do delegado Alexandre Ramagem como diretor-geral da Polícia Federal.

E a insistência do presidente Jair Bolsonaro por Ramagem tem gerado mal estar e desconfiança – uma vez que ele nomeou Rolando Alexandre, mas não abre mão do atual diretor da Abin, seu amigo e de seus filhos.

 

Leia Também
Bolsonaro não esqueceu Ramagem e pede ao STF para reconsiderar nomeação
Moro sabia desde janeiro que Bolsonaro queria o amigo de Carlos na PF
Presidente do STF dá recado à Bolsonaro: ‘o poder que não é plural é violência’
GGN revisita a trajetória de Moro em projeto inédito. Saiba mais aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora