Alexandre Ramagem processa jornalistas que revelaram uso político da Abin

Tatiane Correia
Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.
[email protected]

Deputado eleito diz ser alvo de calúnia e difamação; reportagem revelou uso da Abin para favorecer Flávio Bolsonaro no caso de rachadinhas

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O deputado federal eleito Alexandre Ramagem processa os jornalistas Fabio Leite e Guilherme Amado por calúnia e difamação, devido a reportagem que revela o uso político da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) pelo agora político.

Reportagens publicadas na revista Época, no jornal O Globo, no site Antagonista e na revista Crusoé entre 2020 e 2021 mostram que Ramagem, enquanto diretor-geral da Abin, usou a autarquia para fornecer informações que ajudassem o senador Flávio Bolsonaro (PL).

Segundo o site Jota.info, Guilherme Amado não só confirmou a existência dos relatórios para a defesa de Flávio Bolsonaro com a advogada dele, como teve acesso ao material na íntegra – o que foi feito por outros veículos.

O filho do presidente Jair Bolsonaro (PL) era alvo de investigação em suposto esquema de rachadinhas enquanto era deputado estadual no Rio de Janeiro, onde funcionários-fantasmas repassavam parte dos salários ao político.

Foi realizada uma audiência de conciliação nesta quinta-feira (13/10), e não se chegou a um acordo. Está a cargo do juiz da 10ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal se receberá ou não a queixa-crime.

Em nota, o presidente da Associação Nacional dos Jornalistas, Marcelo Rech, afirma que o caso é mais um na lista de tentativa de intimidação da liberdade de imprensa no Brasil nos últimos anos.

Leia Também

Ramagem presta depoimento sobre ataques de Bolsonaro às urnas eletrônicas

Polícia Federal intima ministro Luiz Eduardo Ramos e Alexandre Ramagem

Ramagem, da Abin, diz que passeio de moto de Bolsonaro foi “memorável”

STF manda investigar ABIN; PSB e Rede querem Ramagem fora, por Marcelo Auler

Ramagem, da Abin, é mais poderoso que ministros, diz colunista

Alexandre de Moraes mantém veto a Ramagem na Polícia Federal

Bolsonaro não esqueceu Ramagem e pede ao STF para reconsiderar nomeação

Tatiane Correia

Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador