Cassação de Bolsonaro: TSE passa a bola para Alexandre de Moraes

Ministro do TSE pede que Moraes se manifeste sobre o empréstimo de provas do inquérito das fake news às ações eleitorais que pedem a cassação do presidente

Jornal GGN – O ministro Og Fernandes, do Tribunal Superior Eleitoral, pediu nesta sexta (12) que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, se manifeste a respeito do compartilhamento de provas do chamado “inquérito das fake news” com processos que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão.

Segundo informações da Folha, Og anotou que se Moraes achar que as provas são relevantes para as ações eleitorais, então elas serão solicitadas, atendendo ao pedido do PT e à manifestação do Ministério Público Eleitoral, que também apoia o cruzamento dos processos.

Em sua manifestação, Og anotou que “inegável que as diligências encetadas no inquérito podem ter relação de identidade com o objeto da presente AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral), em que se apura a ocorrência de atos de abuso de poder econômico e uso indevido de veículos e de meios de comunicação por suposta compra, por empresário apoiadores dos então candidatos requeridos, de pacotes de disparo em massa de mensagens.”

A defesa do presidente Jair Bolsonaro alega que as provas levantadas no inquérito das fake news não têm qualquer conexão com as duas ações eleitorais mais relevantes que tramitam no TSE, e que podem levar à cassação da chapa eleita em 2018.

As ações foram protocoladas pelo PT e PDT após a Folha revelar, ainda em 2018, a existência de um esquema com financiamento empresarial irregular para disparar fake news em massa por meio do WhatsApp.

Leia também:  Delator diz que contratos eram "legais", mas Lava Jato muda a delação

O cruzamento dos processos no TSE e no STF é o que tira o sono de Bolsonaro, já que, distribuindo cargos e verbas para o Centrão, ele trava o início de um processo de impeachment na Câmara. Já as ações que tramitam no Judiciário estão fora de sua alçada.

Leia mais:

O cruzamento do inquérito das fake news com a cassação de Bolsonaro no TSE

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

8 comentários

  1. Há uma ameça gravíssima e bandida de um general sobre este processo. Decretem sua prisão se quiserem, se quisermos continuar como nação com um mínimo de dignidade.
    Ou ele é preso ou isto realmente virou uma bagunça indigna.
    Aí sim o processo continue normalmente.

  2. Há uma ameça gravíssima e bandida de um general sobre este processo. Decretem sua prisão se quiserem, se quisermos, continuar como nação com um mínimo de dignidade.
    Ou ele é preso ou isto realmente virou uma bagunça indigna.
    Aí sim o processo continue normalmente.

    • Pelos precedentes do stf e tse perante aos militares, Infelizmente há uma probabilidade bem razoável do Moraes arregar. INFELIZMENTE.

    • Ah, importante: pesquisa por telefone com 1000 pessoas.
      Minha dúvida: como foi distribuida a populacao que compõe a pesquisa?
      Pobre esta na lista da XP? Afinal,.são os que sofrem mais com a pandemia.

    • Ah, importante: pesquisa por telefone com 1000 pessoas.
      Minha dúvida: como foi distribuida a populacao que compõe a pesquisa?
      Pobre esta na lista da XP? Afinal,.são os que sofrem mais com a pandemia.

  3. Dizer que um dito general das forças armadas compactua com a criminalidade bolsonariana é, no mínimo, o disparate do século, pois, vincula os olivais aos crimes desde sempre cometidos para os bolsonazis chegarem ao poder neste país de merrecas.
    Ainda não consigo “alcançar” as razões para um general do exército ser assecla das milícias bolsonarianas e, pior, contra o estado democrático de direito.
    Não há de ser apenas pelo gordo comissionamento no contracheque do final do mês.
    Seria a ideologia racista, fascista, nazista e negocista das academias olivais?
    Não posso acreditar que nossas forças armadas, por pior que sejam, sejam capazes de compactuar com a loucura nazi-fascista-miliciana desses estropícios.
    Será?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome