Juiz de Curitiba condena União a pagar R$ 59 mil a Dallagnol por ofensas de Gilmar Mendes

Dallagnol entrou com a ação por danos morais em dezembro de 2019, alegando que sofreu “reiteradas ofensas” do ministro no Plenário do Supremo

Deltan Dallagnol | Foto: Valdimir Platonow/Agência Brasil

Jornal GGN – O juiz Flavio Antônio da Cruz, da 11ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, condenou na última sexta-feira, 7 de agosto, a União a pagar R$ 59 mil por ofensas do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ao coordenador da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol.

Dallagnol entrou com a ação por danos morais em dezembro de 2019, alegando que sofreu “reiteradas ofensas” do ministro no Plenário do Supremo e em entrevistas de Gilmar à mídia. 

Segundo informações do G1, o gabinete de Mendes preferiu não se  manifestar sobre o caso, que ainda cabe recurso na primeira instância. Já a defesa de Dellagnol afirmou que “ninguém está acima da lei”.

Para o juiz Flavio Antônio da Cruz as declarações de Mendes “transbordaram o limite do razoável, atingindo sim a honra do demandante”, escreveu em sua decisão. 

“Considerando as manifestações aludidas acima, o teor das ofensas, o fato de não se assegurar, com igual alcance, direito de resposta ao Procurador da República nos mesmos canais de imprensa, tendo em conta ainda a repercussão das declarações nos meios de comunicação de massa – eis que promovidas pelo ministro da Suprema Corte -, reputo adequado o montante postulado na peça inicial R$ 59 mil”, completou Cruz.

Com informações do G1. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora