Dez partidos sem voto vão receber R$ 43 mi de fundo eleitoral

Legendas vão receber dinheiro público mesmo sem atender a chamada cláusula de barreira; PT e PSL receberão as maiores fatias

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Os dados dos valores oficiais do fundo eleitoral pelo Tribunal Superior Eleitoral mostrou que PT e PSL receberão, juntos, quase R$ 400 milhões. Mas também mostrou que dez partidos que apresentaram baixo desempenho nas urnas vão receber, somados, R$ 43 milhões em recursos.

Os dez partidos que receberão as menores fatias do fundo são Rede, PMN, PTC, DC, PRTB (do vice-presidente Hamilton Mourão), PSTU, PCB, PCO, PMB e UP.

Dentre dessas siglas, a Rede terá acesso à maior fatia dos recursos, com R$ 20,4 milhões. O PMN aparece em seguida, com R$ 5,8 milhões, seguido pelo PTC (R$ 5,6 milhões) e DC (R$ 4 milhões). As outras legendas receberão R$ 1,23 milhão.

Os partidos que obtiveram os melhores desempenhos nas eleições para a Câmara em 2018 foram PT (R$ 200,9 milhões) e PSL (R$ 193,7 milhões), partido pelo qual Jair Bolsonaro se elegeu.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o valor do fundo partidário e o valor do fundo eleitoral são decididos pelo Congresso, em negociação com o governo. A lei estabelece que o que for aprovado por deputados e senadores para o Orçamento pode ser vetado pelo presidente – e, posteriormente, esse veto pode ser derrubado pelo Congresso, que tem a palavra final.

 

Leia Também
“Aonde querem chegar” vocês, excelentíssimo senhor vice-presidente?, por Roberto De Martin
Presidente do Congresso devolve MP que dá poderes a Weintraub sobre reitorias
Receita descobre sonegação de R$ 2,5 milhões de Luciano Hang, da Havan

A vida pregressa de Sergio Moro: saiba como ajudar o projeto do GGN

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome