De olho em candidaturas 2020, Witzel compara Bolsonaro a Fujimori, Erdogan e Chávez

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, está preparando o terreno para o seu partido nas eleições municipais 2020

Foto: AFP

Jornal GGN – Ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro e eleito graças ao apoio anunciado ao hoje mandatário nas vésperas das eleições, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, está preparando o terreno para o seu partido nas eleições municipais 2020.

Entre os objetivos do PSC, partido do qual Witzel é presidente de honra, é a possibilidade de fazer uma fusão com o PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro. “Estamos analisando, vamos conversar. Temos que avaliar. O PSC tem uma tradição de longa data”, disse.

Neste cenário, o confronto direto entre o governador do Rio e o mandatário se intensificou nas últimas semanas. Não à toa, boa parte do café da manhã com a imprensa, nesta terça (17), foi dedicada a atacar Bolsonaro.

O polêmico governador comparou Bolsonaro a Alberto Fujimori, Recep Tayyip Erdogan e Hugo Chávez. Afirmou que a retórica adotada pelo presidente é “típico de Fujimori, Erdogan, o outro maluco lá da Venezuela… Chávez.”

O café da manhã foi anuniado como um balanço do primeiro ano de Witzel no comando do Palácio Guanabara. Para fazer frente a uma oposição direta a Bolsonaro, modificou completamente o discurso que o elegeu, criticando agora as propostas de Paulo Guedes e o neoliberalismo.

Disse que Guedes estaria levando o país a uma “direção equivocada” e, como exemplo, citou a maior crise social do Chile, resultado do abandono de políticas de bem-estar social, ao comparar o governo Bolsonaro na conjuntura da América Latina.

Apesar das suspeitas de sua intenção de lançar candidatura à Presidência em 2022, ao ser questionado pelos jornalistas, o governador não confirmou, mas tampouco negou a intenção: “sou candidato a governar bem o Rio de Janeiro”, desviou.

Leia também:  Para Mourão, Bolsonaro não terá o mesmo destino de Trump

Para o próximo ano, contudo, mostrou que dedicará empenho a um candidato do PSC, sem ainda cravar nome. Entre os possíveis cotados, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), está sendo elogiado por Witzel, da mesma forma como o ex-prefeito Eduardo Paes, que tem apoio do PSC.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. E Witzel falou alguma mentira? Bolsonaro vem decepcionando mesmo, muito autoritário, se não falar o q ele quer ele fica fazendo acusações infundadas e criando polêmicas, enfim, coisa que os governos citados fazem tb.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome