Gilmar é sorteado para analisar pedido de investigação da PF sobre Glenn Greenwald

Polícia Federal teria pedido ao Coaf relatório sobre a movimentação financeira de jornalistas do Intercept Brasil

Ministro Gilmar Mendes. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Jornal GGN – A Rede entrou com um pedido para que o Supremo Tribunal Federal (STF) fiscalize se a Polícia Federal e o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) estão investigando o jornalista Glenn Greenwald e, ainda, se o levantamento de seus dados pessoais tem relação com o fato de o site que lidera, The Intercept Brasil, ter disparado uma série de publicações mostrando a colaboração ilegal entre o então juiz Sergio Moro e os procuradores da Lava Jato.

Para o partido, se a investigação concluir esses pontos, ficará configurado procedimento de retaliação e ataques à liberdade de imprensa. O ministro Gilmar Mendes foi o sorteado na Corte para analisar o pedido.

Em audiência na Câmara dos Deputados, no dia 5 de junho, e durante a repercussão nos noticiários de que o Coaf e a PF estariam investigando Greenwald e jornalistas do Intercept, o ministro da Justiça, Sergio Moro foi questionado se tinha conhecimento da investida. A Polícia Federal está subordinada à pasta que comanda, e o Coaf à Economia.

O ex-juiz respondeu apenas que não participa de investigações e que, essa questão deve ser feita “ao órgão certo”.

Na semana passada, o Tribunal de Contas da União (TCU) enviou um questionamento ao Coaf, se o órgão estaria ou não analisando as movimentações financeiras do jornalista do Intercept. O presidente do Coaf, Roberto Leonel de Oliveira Lima, foi indicado para o cargo pelo ministro Moro. Ele foi auditor-fiscal da área de inteligência da Receita Federal e atuou na Lava Jato.

*Com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo 

Leia também: Em audiência no Senado, Greenwald diz que Moro ‘finge amnésia’ sobre mensagens reveladas pelo Intercept

8 comentários

  1. Gilmar Mendes sorteado para investigar o caso Glenn? Piada né? Impressionante, caiu no colo do sapão o sujeito mais canalha do STF…..muda Brasil…..

  2. Gilmar deve ser o mestre dos sorteios ou o velhaco que projetou tais regras. Ele sempre recebe, via sorteio, os casos que lhe interessa !
    Mas neste caso que ele detone o CONJE !!!

  3. Deveria encaminhar o julgamento para a Turma. No caso, a Segunda Turma.
    Daria mais respaldo.
    Duvido que algum ministro do Supremo, por mais direitona que seja, vá se posicionar contra a liberdade de imprensa.

  4. Também não acredito no sistema de sorteio do supremo, porém na atual conjuntura, embora o Ministro Gilmar Mendes, tenha sido um dos artífices do antipetismo, que deu o ponta pé inicial para iniciar o processo do “mensalão”, naquele episódio na casa do Nelson Jobim, onde o Gilmar, acusou o Lula, de estar fazendo tráfico de influência para adiar o processo, “deu o grito de pega ladrão “, pois este fato , causou grande repercussão na mídia, e forçou o início do julgamento, que terminou como o Paulo Henrique Amorim dizia , tão preciso quanto o big bem, no segundo turno da eleição de 2012 (Haddad).

    Depois, o Gilmar teve papel importante, para impedir o Lula de assumir a casa Civil no governo Dilma e no próprio inpecheament da Dilma.

    Mas a minha percepção, é que ele viu o monstro que “pariu” e tem feito gestão para o retorno do garantismo , primacialmente depois da lava jato ter atingido o PSDB.

    APESAR DE TUDO E DE SEUS DEFEITOS, O GILMAR TEM UMA QUALIDADE, QUE NÃO SE PODE NEGAR , ELE TEM CORAGEM, E NÃO SE ACOVARDA COMO MUITOS QUE FORAM ALÇADOS POR LULA E DILMA AO SUPREMO….

    É NESSE PONTO EU ACHO QUE ELE É O ÚNICO LA NO SUPREMO DE ENFRENTAR O FEDOR DA LAVA JATO.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome