PDT recorre ao Supremo para garantir autonomia a estados na compra de vacinas

"Essa é uma questão de saúde pública e não pode ficar a mercê das vontades individuais do presidente", afirmou o partido nas redes sociais

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O PDT anunciou nesta quarta (21) que vai mover ação no Supremo Tribunal Federal para garantir a autonomia de Estados e municípios na compra das vacinas contra o coronavírus. A atitude ocorre depois que Jair Bolsonaro desautorizou a aquisição de 46 milhões de doses da Coronavac – a vacina chinesa testada pelo Instituto Butantan – anunciada pelo ministro Eduardo Pazuello no dia anterior.

“Em resposta às declarações anti-vacina de Bolsonaro, o PDT entrou com ação no STF para garantir autonomia dos Estados e Municípios para determinar vacinação compulsória. O presidente afirmou hoje que a vacina da China não será comprada pelo Governo Federal”, anunciou o partido nas redes sociais.

“Vale lembrar que a vacinação coletiva garante a imunidade de rebanho e protege pessoas que por algum motivo não podem se vacinar. Essa é uma questão de saúde pública e não pode ficar a mercê das vontades individuais do presidente. Precisamos acabar com a pandemia! #VacinaSim”

Leia mais:

Governadores não querem “guerra na Federação”, mas vão garantir a vacina, reage Flávio Dino

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ambiente e Política Externa, por Rui Daher

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome