Guerra de arquivos

O Instituto Fernando Henrique Cardoso se candidatou ao apoio do BNDES para a preservação do acervo através da Lei Rouanet. O banco tem uma linha de apoio à preservação de arquivos. Acabou sendo preterido em favor de um projeto de organização do arquivo do Partido Comunista. O presidente do BNDES ainda era Carlos Lessa. Já o apoio da Sabesp está depositado, até completar os 20% de captação exigidos pela Lei.

Se o arquivo do PC estiver completo, é capaz que FHC seha contemplado, especialmente em sua atividade como tesoureiro da campanha do “Petróleo é Nosso” em São Paulo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora