Revista GGN

Assine

Dilma a dois pontos da vitória no 1o turno

A divulgação da pesquisa do IBOPE - mostrando Dilma com 38,3% e Serra com 32,3% - escondeu um ponto crucial. A vitória, no primeiro turno, é para quem tiver mais de 50% dos votos válidos. Os percentuais divulgados se referem a todo o universo de eleitores.

Se descontar Brancos/Nulos (6,3%) e Não Sabe (13,8%), Dilma passa a contar com 47,9% dos votos válidos.

Tem mais. 25% dos eleitores ainda não sabem que Dilma é candidata de Lula. Se 3/5 deles, depois de informados, decidirem pelo voto nela, serão 15 pontos adicionais.


Total Válidos

100 79,7
Dilma 38,2 47,93%
Serra 32,3 40,53%
Marina 7
Outros 2,2
Brancos/nulos 6,3
não sabe 13,8

A grande dúvida é como será a campanha de Serra, à luz dessas conclusões. Pode radicalizar, falando para dentro, para seu núcleo duro; ou poderá, num ato de despreendimento, pensar no futuro das oposições e se decidir por um discurso construtivo. Como lembrou um analista, ou se comporta como o PT em 1994 ou como o PT em 1998.

A radicalização irá comprometer a construção mais que necessária da oposição. Resta saber qual o grau de despreendimento do candidato Serra.

Média: 4.8 (10 votos)
87 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+87 comentários

E seguramente Dilma estará em condições de vencer no 1º turno. Mas como democracia não é com a tucanada, sinto-me convicto de que vão tentar a todo custo realizar um golpe. Sim, um golpe judiciário (e sim, exatamente como já vêm ensaiando faz vários meses) é o único jeito atualmente de Dilma não vencer essa eleição... mas não duvido de que isso venha a ocorrer. Resta saber se os tucanalhas vão ter coragem também de passar por cima do povo, pois faltará combinar com este.

 

O Serra é o melhor promotor da candidatura da Dilma.

É só ele abrir a boca que ela ganha pontos.

Fala mais, Serra!

Assim, vai ser antes do 1º turno.

 

 

 

As eleições para presidente já estão decididas há muito tempo...isso aí é barbada.

O Serrá é um candidato perfeito..."pra perder".

Não empolga porque não tem criatividade. Não tem proposta.

É impossível ganhar alguma coisa dessa forma.

E por ironia do destino, isso é ruim.

Um político tão inábil mostra a baixa qualidade das lideranças "nacionais".

 

Afinal libera ou não os comentários ?

 

  • Seu comentário foi enviado para a fila de moderação. Aguarde sua publicação.
  • Comentário enviado com sucesso.

 

Follow the money, follow the power.

A  vitória sem contraponto carrega na sua barriga o vírus da destruição.

Vamos discutir o que é melhor para o Brasil e não para a campanha de A ou B ou C. 

 

Follow the money, follow the power.

Os próximos lances da oposição devem ser a radicalização da campanha, inclusive nos tribunais, e a tentativa de elevar o voto na Marina, aumentando o espaço concedido a ela na velha mídia e falando bem dela nesse espaço. 

 

Prevejo o futuro: Serra daqui a dois anos será candidato natural a prefeitura de sp., fica um ano e meio se candidata ao governo de sp.Como grande parte de quem mora em sp, tem plano de saude,carro para ir trabalhar sem depender de metro, trem ou onibus esse pessoal é serra.O estado e a cidade de sp merecem;   infelizmente quem não tem conciencia de seus direitos não merece te-los não é mesmo. Os professores a mingua, na segurança policia quando não está brigando civil com militar está matando motoboy na frente da mãe, metro engolindo carro e gente, viaduto feito as pressas; caindo, enchentes afogando as pessoas porque economizaram na limpeza do tiete pedágios os mais caros do mundo e assim vamos quem sabe por mais uns 20 anos,Serra substitui alkmin alkimin substitui serra até quando Deus quizer.

 

O programa do PTB está apresentando só o Serra. Ele está falando das suas propostas...kkkkkvai criar o ProUNI do curso técnico. Gente, cmo ele é enfadonho. Estou só ouvindo e não aguento a voz dele. Credo !

 

Sabem uma pergunta que os institutos não estão fazendo, mas que foi comum em sondagens de eleições passadas e ajudariam a entender o comportamento do eleitorado?

"Pensando no voto que o(a) senhor(a) declarou, o senhor acha que poderia mudar de opção?"

a) Poderia mudar.

b) Dificilmente mudaria.

c) Não mudaria.

Há quem diga que é uma pergunta muito subjetiva e que não acrescenta muita coisa, mas eu acho que mede bem o grau de consolidação da preferência por um candidato. Especialmente no caso de Serra, cuja candidatura está em hemorragia profunda, poderíamos ver se ele tem fôlego para buscar votos entre os eleitores de Dilma ou se precisa se preocupar com os próprios votos. Aliás, a presença de um contingente significativo de eleitores que indicassem a alternativa a) seria uma medida do fenômeno de recall, que significaria que Dilma não apenas teria espaço para crescer entre os indecisos, mas entre os próprios eleitores de Serra.

Aos que dizem que o voto em Dilma não é consolidado e decorre unicamente da força de Lula, um alto grau de opção pelas letras b) e c) seria um banho de água fria, além de medir a força do apoio do presidente, especialmente se cruzássemos essas respostas com os eleitores que conhecem pouco Dilma mas votam nela, segmento em que a força do cabo eleitoral Lula seria medida com mais facilidade.

Espero que passem a incluir essas perguntas quando a campanha propriamente dita começar.

 

Paes, no mesmo site CNI tem a apresentação (além da planilha). Talvez a pergunta "com certeza votaria" atenda parcialmente sua questão. Está nas pps. 10 e 11.

 

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

Obrigado pela sugestão, Gunter, mas eu já tinha visto essa pergunta, e acho que ela atende apenas marginalmente à análise que gostaria de fazer, por dois motivos:

a) Ela é feita a decididos e indecisos. Logo, mistura as duas populações e fica mais difícil dizer o que é possibilidade de mudança e o que é possibilidade de escolha primeira.

b) Ela é passiva, a operação mental do entrevistado é outra. A pergunta que sugeri desafia o eleitor a considerar a possibilidade de mudar de idéia com relação ao voto consolidado.

É claro, se eles divulgassem, cruzamentos do tipo "entre os eleitores de Dilma na estimulada, quem poderia votar no Serra", poderíamos ter uma idéia, mas a medida mais correta seria deixar em aberto, perguntar simplesmente se poderia mudar de idéia, sem sugerir um nome em quem votar. Isso, sim, seria uma estimativa fiel de voto consolidado.

Vai ver que deixaram para fazer essa pergunta durante a campanha. Tenho certeza de que me lembro dela em enquetes de eleições passadas.

 

Pois podem escrever aí: Serra vai DESISTIR, e vai tentar reeleição em sumpaulo.

Nem vice ele consegue arrumar, ninguém quer ir para o sacrifício, já sentiram o cheiro da fumaça...

Duvido que ele entre nessa de ficar 2 anos a ver navios para depois só concorrer a prefeitinho.

Ele é pretensioso demais...

 

Não tem volta, o Serra  " já elvis ", a vaca já foi pro brejo com bezerro e tudo.

O tucano Serra é um péssimo candidato, é um "pastel de vento recheado de factóides pelo PIG" e não tem mágica de marketing político que conserte isso.

A Dilma liquida a fatura no primeiro turno, e não duvido nada se a Marina passar na frente do Serra na hora da apuração.  Os demo/tucanos/PIG merecem !!!

 

O serra vai perder em termos percentuais do índice de rejeição. E o "poste" esta olhando para o serra pelo retrovisor.

Preparem-se Dilma e cia, vem mais uma chuva de baixaria por ai, ou voces acham que os tunganos vão afundar sem baixaria?

DILMA Presidente

 

A princípio achava que Serra ganharia fácil de Dilma, aos poucos fui achando que ele ganharia no segundo turno, depois achei que Dilma ganharia no segundo turno, agora meus amigos, tenho certeza absoluta que Dilma ganhará no primeiro turno. Salário mínimo de bom tamanho, real valorizado, inflação estabilizada, desemprego decrescente e alimentos super baratos, podem falar, espernear, que não vai adiantar, pois Dilma vai ganhar. Dois turnos dá muito trabalho e gastos, vamos resolver essa fatura no primeiro turno mesmo.

 

Serra não é toda a oposição. Acho que ele até pode tentar, mas, parece que foi rifado, segundo indica FHC.

A opo que tem algum neurônio dará o toque de recolher e deixará ele de isca. O fato de não ter vice é sintomático.

 

 

Pobre do Serra.

Se ficar a Dilma pega (em outubro), se correr o Amaury Ribeiro Jr. come (em agosto).

 

Na Rádio CBN, Lucia Hippolito, aos 5:10:

 

“Se Marina Silva não crescer, não fizer lá uns 15 por cento, a hipótese de se liquidar a eleição no primeiro turno, não deve ser desprezada. Se Marina Silva crescer um pouco mais, aí você pode ter a possibilidade de ter segundo um turno nessa eleição, o que seria muito bom”.

 

http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/lucia-hippolito/2010/06/23/CRESCIMENTO-DE-DILMA-NAS-PESQUISAS-TEM-RELACAO-COM-ALTA-APROVACAO-DE-LULA.htm

 

 Caso se concretize as tendências atuais, mais do que nunca para o bem do processo político, para não dizer da própria democracia, prescindimos de uma oposição ativa, propositiva e altiva. A hegemonia do atual modelo poderá, no mínimo, alcançar doze anos, e se estender bem mais para diante caso o Lula  volte à cena em 2014.

No meu ponto de vista a atual falhou, e continua a falhar, nesses dois mandatos ganhos pelo PT. Cometeu erros crassos e inadmisssíveis considerando a qualidade intelectual e política de seus quadros. O principal deles, bem apontado aqui pelo Nassif, foram as alianças com o pessoal "barra pesada", cuja estratégia  "tati quebra barraco",   causou mais do que  ojeriza na maior parte da população. Além de alinhar-se com um Lula atacado por todos os flancos, os eleitores manjaram a estreiteza e mesquinheza das ações desse consórcio oposição desvairada-parte da mídia engajada. Resultado: perda de confiança na primeira e de credibilidade na segunda.

Causa perplexidade a indiferença, se não a própria conivência pelo mutismo, de certos quadros políticos para esses descaminhos da oposição. Cito de chofre o ex-governador Aécio Neves e o ex-presidente Fernando Henrique.

Não se trata do "silêncio dos bons" ou coisa parecida. É atestar que os dois conviveram ao longo desses quase sete anos com essas práticas autofágicas e, sei lá por qual motivo, as engoliram, digeriram,  como se neófitos fossem na praxis política.

Tal postura, sem prejuízo da análise racional do fenômeno político em si, remete ao uma cena marcante do drama de guerra Platoon, de Oliver Stone. Nela, o fascínora e psicopata sargento Bob Marnes(Tom Berenger) comanda a tomada de uma aldeia vietnamita e comete atrocidades contra seus habitantes, inclusive assassinatos a sangue frio. Tudo sob a complacência covarde do seu superior imediato Tenente Wolfe(Mark Moses). O clímax se dá quando o sargento Marnes ameaçar uma criança com uma pistola apontada na cabeça e há a intervenção do sargento Elias Grodin(Willem Dafoe) até então ausente da cena.

Após jogar-se contra Marnes e empreender luta corporal com o mesmo, o sargento Elias, contido pelos soldados,  com um olhar de desespero e revolta grita para o Tenente covarde e omisso: "O sr. viu tudo e não fez nada; o sr. viu tudo e não fez nada!"

Façam vocês a devida correlação entre a situação vivenciada no filme, seus personagens e a, pelo menos para mim, tragédia que é hoje a oposição brasileira composta por extremistas truculentos assistidos por uns tantos tenentes  Wolfe.

 

 

Calma gente, como na Copa, vitória só no apito final. Vamos jogar sério, como manda o Dunga.

Nada de salto alto, brigar por quantos gols cada um marcou, quem está melhor na capa da revista, quem vai ser convocado em outra vez, R$ do bicho, etc. Jogar e só. Fazer gols e não levar gols. É isso aí. E em eleições, como no futebol não há apelação.  E em jogo eliminatório, não há empate. Concentração, foco e espírito de sacrificio, porque a gloria é grande, e a derrota é do nosso (do Brasil) futuro.

 

Antes de mais nada, devo votar Marina Silva. Dilma e Serra, para mim, são gerentões. E só isso.  Marina é mais símbolo que uma líder, mas respeito sua honestidade e o Brasil precisa mais disso que outra coisa hoje em dia.

Mas abordo um problema grave da oposição:  ela parte de uma visão preconceituosa a respeito da eleição e do país. Ela (sempre achou) aponta que o eleitor ‘do Lula’ é pobre, dos ‘sertões’, pouco estudo, nordestino, imaturo.. . Aliás, apenas em desqualificar o eleitor por qualquer uma destas características já é preconceituoso e de uma visãozinha curta de mundo que dá dó. E conduziram mal o país até hoje e perderão mais uma vez por esta visão rastaquera...

Mas analisemos os números desta última pesquisa (Ibope-CNI de junho de 2010). Vejamos então se qualquer um destes itens é verdade... quem quiser ver a pesquisa, é só ir no site do ibope que está lá.

1)      Eleitor de Dilma é Pobre (página 9 do relatório)

 

Dilma:  (mais de 10SM) 25% (de 5 a 10) 33% (de 2 a 5) 40% (1 a 2) 40% (até 1) 38%

Serra:  (mais de 10SM) 43% (de 5 a 10) 31% (de 2 a 5) 32% (1 a 2) 30% (até 1) 33%

 

Aqui temos uma meia verdade. Os mais endinheirados, e os menos, votam mesmo Serra! Hummmm... as opções têm mesmo a ver com dinheiro! Como famílias que ganham mais de 10 salários mínimos são cerca de 3% da população, parece que eles sabem mesmo o que é bom para o país! E isto tem uns 500 anos!

 

2)      Eleitor de Dilma é do interior (página 8 do relatório)

Dima: (capital) 37% (periferia) 36% (interior) 39%

Serra:  (capital) 31% (periferia) 28% (interior) 34%

Realmente o pessoal do interior prefere a Dilma... Assim como capital e periferia...

 

3)      Eleitor de Dilma tem pouco estudo  (página 7 do relatório)

Dilma: (até 4ª série) 38% (5ª a 8ª série) 41% (ensino médio) 37% (superior) 37%

Serra: (até 4ª série) 31% (5ª a 8ª série) 34%  (ensino médio)31%  (superior) 34%

Hummmmmm também não cola a desculpa de escolaridade... tentemos outra...

4)      Eleitor de Dilma é nordestino (página 8 do relatório)

Dilma: (Centro-Oeste/Norte) 38% (Nordeste) 45% (Sudeste) 36  (Sul)  32%

Serra: (Centro-Oeste/Norte)  29% (Nordeste) 27% (Sudeste) 35 (Sul) 36%

Realmente Norte, Nordeste e Centro Oeste dão largam vantagem a Dilma... Mas no resto do país a coisa está em empate técnico, olhem só!

 

5)      Eleitor de Dilma é imaturo (página 7 do relatório) (considerarei ‘idade’ como indicador de maturidade)

 

Dilma: (16 a 24) 39% (25 a 29) 43% (30 a 39) 37% (40 a 49) 41% (mais de 50) 34%

Serra: (16 a 24) 35% (25 a 29) 30% (30 a 39) 31% (40 a 49) 31% (mais de 50) 33%

 

Isto é: empate só entre os maiores de 50 anos. Assim, maturidade não é. Entendendo ainda que a faixa etária de 25 a 49 é o grosso da mão de obra do país, ainda dá para interpretar que quem trabalha e sente bolso as políticas econômicas está com Dilma.

 

A oposição não é democrática (governo do povo). Nem mesmo consegue ser aristocrática (governo dos mais instruídos, sábios). Ela é plutocrata (quem tem $$$ é quem devia liderar). E não bastasse ser plutocrata, ainda é preconceituosa. 

 

Creio que ele adotará um discurso "amigável" em relação ao governo Lula.

Quem continuará radicalizando é a mídia.

 

esse candidato aí.. rumo ao fim.

triste. previsto. anunciado.

..

 

Não sou serrista, tampouco petista e esta postagem é apenas um exercício de pensamento crítico:quando o Serra estava na frente e as pesquisas eleitorais do Data Folha e do IBOPE apontavam, em 2009, sua vitória em primeiro turno, foi dito aqui que pesquisa eleitoral é o retrato de um momento, e que seria prematuro falar, faltando 1 ano para as eleições presidenciais, em vitória no primeiro turno.Agora que a Dilma está na frente, tal observação também não caberia?

 

"quando o Serra estava na frente e as pesquisas eleitorais do Data Folha e do IBOPE apontavam, em 2009, sua vitória em primeiro turno, foi dito aqui que pesquisa eleitoral é o retrato de um momento, e que seria prematuro falar, faltando 1 ano para as eleições presidenciais, em vitória no primeiro turno.Agora que a Dilma está na frente, tal observação também não caberia?"

Na minha não cabe porque não se alterou o cenário de continuísmo, apenas um nome passou a ser mais conhecido. No início de 2009 houve pesquisas estimuladas que apontavam que Lula ganharia de Serra mesmo no estado de SP. Isso foi antes que fosse descartada a ideia do 3º mandato. Desde que se começou a fazer pesquisas espontâneas para esta eleição, no começo de 2008, o campo governista nunca teve muito menos que 60% das intenções de voto e o campo oposicionista também não passou de 40%.

Na época em que se alardeava a possibilidade de vitória em 1º turno para Serra, foi lembrado que haveria fatos novos a surgir, em especial o fator conhecimento dos candidatos. A oposição apostava que Lula não transferiria votos para Dilma, o que se comprovou errôneo. Então na ocasião havia dúvidas quanto à transferência, não quanto ao desejo de continuidade, e especulava-se com o nome de Ciro também.

Agora a observação não cabe porque Dilma já está a frente mas o "fato novo" continua o mesmo: ainda falta votos de Lula a transferir.

 

voto espontâneo expandido para 100%
 

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

Marcelo:

1. É muito mais factível prever resultados faltando meses do que faltando ano.

2. Aqui muita gente fala muita coisa. Precisaria direcionar sua resposta a quem falou o que foi mencionado.

 

O fantástico e tradicional jogo dos números para iludir o leitor. 

Ao calcular os "votos válidos" excluindo-se os indecisos fere a inteligência do leitor.

Os indecisos escolherão um candidato.... e não há como afirmar que 100% desse público irá para os votos brancos/nulos. Não questiono a vantagem da candidata Dilma, mas a afirmação que ela tem hoje, 47,9% dos votos válidos é caluniosa e maquiada.

Um outro número solto na notícia: Qual a fonte que afirma que 25% dos eleitores não sabem que Dilma é candidata de Lula? Qual pesquisa? É absurdo afirmar isso, ninguém votará na Dilma como pessoa, votará na continuação do Lula. 

 

 

 

 

 

 

 

 

O fantástico e tradicional jogo dos números para iludir o leitor. 

Ao calcular os "votos válidos" excluindo-se os indecisos fere a inteligência do leitor.

Os indecisos escolherão um candidato.... e não há como afirmar que 100% desse público irá para os votos brancos/nulos. Não questiono a vantagem da candidata Dilma, mas a afirmação que ela tem hoje, 47,9% dos votos válidos é caluniosa e maquiada.

Um outro número solto na notícia: Qual a fonte que afirma que 25% dos eleitores não sabem que Dilma é candidata de Lula? Qual pesquisa? É absurdo afirmar isso, ninguém votará na Dilma como pessoa, votará na continuação do Lula. 

 

 

 

 

 

 

 

 

O raciocínio do post está correto. Pode até haver diminuição da indecisão com a campanha, mas o percentual atual apresentado (20%) para esse grupo já é tido como baixo.

Em 1998, por exemplo, FHC teve votos de apenas 33,9% dos eleitores (considerados os títulos eleitorais), mas a abstenção, brancos e nulos foi tão elevada (36,2%) que mesmo assim ele se reelegeu com 53,1% dos votos válidos do 1º turno.

Em 2006 Lula teve 37,1% dos votos possíveis no 1º turno. Mas a abstenção e anulação caiu significativamente : foi de 23,8%. Sendo assim, ele obteve apenas 48,6% dos votos válidos de 1º turno.

Como o voto de Dilma parece mais consolidado (é possível imaginar mais pessoas passando a conhecer Dilma e migrar seu anterior voto em Serra do que o contrário), mesmo que indecisos passem a se tornar decididos, essa hipótese de 3/5 optarem por Dilma parece factível, o que apenas aumentaria as chances de haver só um turno.

x-x-x-x-x-x-x-x-x

Há algo que a maioria dos analistas esquece:

a) há uma renovação em torno de 10% da população eleitoral de uma eleição para outra.

b) a escolaridade tem aumentado muito:

ano : eleitores / média de anos de estudo

1982 :  57 MM / 4,0

1986 : 69 MM / 4,3

1989 : 82 MM / 4,6

1994 : 95 MM / 5,1

1998 : 106  MM / 5,6

2002 : 115 MM / 6,2

2006 : 126 MM / 6,9

2010 : 135 MM / 7,3

 

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

  • "Resta saber qual o grau de despreendimento do candidato Serra":

 

Desprendido igual colarinho de palhasso...

 

A direita sulamericana está pavorosa, não só a brasileira. Imaginem mais 8 anos no poder o que poderá causar no continente, é a revolução que Che e Bolívar sempre sonharam.

 

Vai ser no 1º turno. Basta ficar claro para todos que a candidata do LULA é a DILMA.

 

Vai ser no 1º turno. Basta ficar claro para todos que a candidata do LULA é a DILMA.

 

Vixi ! Agora vai ser uma debandada geral da campanha do Serra. Qual é o candidato a deputado , senador ou governador que vai querer aparecer ao lado do Serrágio? Que pé frio !!!

Vai ser uma vitória de lavada !!! Ao trabalho, para garantir os pontinhos que nos faltam para a vitória no primeiro turno!!!

 

Nassif, bom lembrar que Serra já esteve com o mesmo porcentual que Dilma tem hoje. Perto de vencer no primeiro turno, fato que, assim como agora, não foi percebido por muitos. Serra radicalizará. Não contra Lula, mas contra Dilma. Não tem outra saída. Para isso tem a mídia que o apoia e não suporta pensar na "eternização de poder a la PRI mexicano" que o PT terá na eventualidade de uma vitória de Dilma, e o estado de São Paulo, que encontrou no PSDB os malufes de que seu conservadorismo precisa. Será feio, meus caros.

 

Acontece, meu caro Rui Daher, que naquela época Dilma era uma ilustre desconhecida da maioria do brasileiros, era um poste, segundo a oposição.

Com o passar do tempo, Dilma foi sendo conhecida, e, consequentemente, a intenção de votos a ela acompanhou, enquanto Serra vem caindo.

Quando o Lula for para os palanques, para o rádio, para a televisão ... pedir votos para Dilma, não tenha dúvida, ela vai faturar a eleição já no primeiro turno.

Adeus DEM, adeus PSDB, adeus PPS. Adeus para sempre aos vendilhões da pátria. 

 

Vão tentar radicalizar, com certeza. Mas diante do fenômeno Dunga, cala a boca Galvão e, veremos amanhã, o dia sem globo, me parece que qualquer tentativa de dossiê ou outra artilharia pesada que possam disparar, será muito difícil fazer com que o jacaré feche a boca. E, bom, não surpreende que estando Dilma à frente eles não tenham feito o cálculo dos votos válidos... 

 

Acho prematuro apostar em tendências antes do horário eleitoral gratuito. Não tenho dúvidas que, quanto maior a distância dos dois principais candidatos seja apontada nas pesquisas, mais os ânimos se exaltam e o espaço para radicalização aumenta.
Por outro lado, o maior trunfo do governo, que é a boa situação econômica do país, permanece, o que pode desanimar a já titubeante reação da oposição.

Creio em 2 turno e eleições difíceis. Nada está decidido.

 

Olhe o que acabei de ler no Terra!!

 

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), rebateu a pesquisa do CNI/Ibope, que mostra a petista Dilma Rousseff pela primeira vez à frente do tucano José Serra, com pesquisas internas do partido. Segundo o coordenador da campanha nacional, os números de levantamentos internos apontam o paulista "levemente à frente" da ex-ministra-chefe da Casa Civil.

A pesquisa CNI/Ibope mostra Dilma na liderança da corrida ao Planalto com 38,2% das intenções de voto, contra 32,3% de Serra. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (23) na pesquisa encomendada ao Ibope pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). A candidata do PV ao Palácio do Planalto, Marina Silva, registra 7%.

"Não brigamos com pesquisas, respeitamos o Ibope, mas nossos números mostram outra coisa", afirmou, para depois detalhar que os resultados das pesquisas estaduais não batem com a nacional divulgada nesta quarta-feira (23). Os tucanos apostaram suas fichas numa "superexposição" de Serra no mês de junho, período em que a legenda teria a convenção nacional, inserções e programa partidário veiculados em canais aberto de rádio e TV.

 

Também acredito em Mula sem cabeça!!!

 

demorô

 

Gustavo Cherubine

Eu acho que da parte do Serra vem baixaria pesada com dossiês e tudo o mais. Ao menos é o que foi mostrado até agora. Por exemplo o grupo que atuava pela internet comandados pelo ex-Graeff.

 

Dossiês? Hoje o Cartaxo abriu sindicância na Receita para averiguar quebra de sigilo funcional. O comitê do PT acusa o Ministério Público de vazamento. E o resto....bem, o resto desconfia de outro partido, amigo....

 

 

Calma gente, não devemos relaxar, o adversario é manhoso e perigoso. 

belos numeros, mas ainda e bem cedo!  queimar outro Reichstag não seria problema algum para essa oposição!!!!!

 

 

 

"A verdade é a melhor camuflagem. Ninguém acredita nela." MAX FRICH

Dunga pede desculpas e mídia mede as palavras

Bob Fernandes
Direto de Durban

No Centro de Mídia do Moses Mabidha, outro belíssimo estádio, este em Durban onde o Brasil joga nesta sexta contra Portugal. A Itália está fora da Copa. Pela primeira vez na história o campeão e o vice da Copa anterior caem na primeira fase.

Luca Calamai, da Gazzetta Dello Sport, diz que a expectativa dos isentos, imparciais e objetivos era baixa, tanto que já se sabe o nome do futuro técnico da Itália. Será Cesare Prandelli, da Fiorentina.

http://blogdobobfernandes.blog.terra.com.br/2010/06/24/dunga-pede-descul...

 

“Instrui-vos, porque precisamos de vossa inteligência. Agitai-vos, porque precisamos de vosso entusiasmo. Organizai-vos, porque carecemos de toda vossa força.” Revista Lórdine Nuovo

Bem fora de pauta este comentário, mas o texto do Bob Fernandes tá muito bom, vale dar uma lida.

 

Nassif, das duas possibilidades que vc aventou, da a entender que vc não considera a possibilidade de virada do Serra. É isso mesmo ?

 

"da a entender que vc não considera a possibilidade de virada do Serra. É isso mesmo ?":

Eh porque virada de Serra precisa de excesso de alho pra esconder o cheiro.

 

danielquireza, ou danielquizera?

 

Seria virada de mesa? tapetão? Tenhos minhas preocupações.

 

Não tinha pensado nisso, não. Devastador... Mas ele vai radicalizar cada vez mais.