Revista GGN

Assine

Dallagnol nunca acessou sistema da Odebrecht para saber se Lula recebeu propina

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O procurador Deltan Dallagnol admitiu que nunca acessou o sistema de controle de pagamentos de propina da Odebrecht para atestar que o ex-presidente Lula estava entre os beneficiários. Segundo informações da jornalista Mônica Bergamo, a defesa do petista solicitou acesso ao software que está detido na Suíça, acreditando que a força-tarefa esconde dados que podem favorecer Lula. Dallagnol, porém, respondeu que nunca teve contato com o sistema.
 
"O mistério do arquivo virou mais um motivo de discórdia entre Dallagnol e os defensores de Lula. Eles insistem que o MP tem o material. E querem acessá-lo porque acreditam poder reforçar a tese de que Lula não recebeu dinheiro da empreiteira", apontou a colunista.
 
O MyWebDay, sistema que a Odebrecht usava para gerenciar a contabilidade das propinas, foi descoberto em 2016, quando uma funcionária foi presa. Segundo Bergamo, a revelação foi o que empurrou a empreiteira de Marcelo Odebrecht para fazer o mega acordo de delação premiada. "Na época era tido como certo que o software mostraria ordens de pagamentos não apenas a políticos mas também a integrantes do Judiciário, da diplomacia e de tribunais de contas, por exemplo", comentou.
 
"Segundo Dallagnol, a Suíça, onde as informações foram armazenadas, nunca compartilhou os dados. Hilberto Mascarenhas, diretor da Odebrecht, afirmou que tinha a chave de acesso ao sistema. Mas depois voltou atrás e disse que se desfez dela. Até o DoJ, departamento de Justiça dos EUA, se envolveu na tentativa de abertura do dispositivo. Mas ele é aparentemente inviolável", disse Bergamo.
 
"As poucas planilhas do MyWebDay que aparecem em algumas delações estariam em correspondências antigas trocadas entre diretores da empresa", finalizou.
Média: 4.5 (8 votos)
20 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Claudio Corrêa
Claudio Corrêa

Em Curitiba para condenar

Em Curitiba para condenar Lula basta ligar power point, passar a denúncia pro Jornal Nacional e rechear de convicções e probabilidades que Moto assina sentença condenatória sem piscar. Investigar dá trabalho,  leva tempo e atrapalha a agenda de palestras pagas do Procurador justiceiro.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Claudio Corrêa
Claudio Corrêa

Em Curitiba para condenar

Em Curitiba para condenar Lula basta ligar power point, passar a denúncia pro Jornal Nacional e rechear de convicções e probabilidades que Moto assina sentença condenatória sem piscar. Investigar dá trabalho,  leva tempo e atrapalha a agenda de palestras pagas do Procurador justiceiro.

Seu voto: Nenhum

Então ....

A coisa  é bem pior do que se pensava !!! E se os "almofadinhas" não mostram, é pq não podem mostrar, ou os presos seriam, outros bem diferentes daqueles que se comprometeram a "encanar". Isso é que dá , passaram toda a adolescencia acreditando nos  filmes de heróis da época ...

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

lenita

agora entendo...

deve ser por isso que toda denúncia vem com várias frases contra violações da acusação

escreveu, Moro aceita

não escreveu, acrescenta

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Investigar? Para que perder

Investigar? Para que perder tempo? O profetasso aí recebe tudo por inspiração, pela fé. Como no fime de humor amreicano: uns têm fé de menos, outros fé de mais. É o caso do playboy curitibano.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Coisa de Avivado

Nassif: esse Gogoboy não é aquele que o papai ajudou a "manobrar" no concurso para o MP? Se for o mesmo isto não vai a lugar algum. O cara é bagre ensaboado. Jogou no ventilador, sujou o quanto pode o Sabo Barbudo e agora quer sair de fininho, na Lei de Gerson. Não sei que tipo de "recompensa" vai ter. Mas que vai, vai. É só questão de tempo, se ainda não aconteceu. Anote ai...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

O banditismo dos CONCUR$$$ADOS:

../../Desktop/Untitled%20collage%20copy.jpg

Quando o juiz é o bandido: o sequestro dos cofres públicos pelo Sistema de Justiça

Por “Dom Cesar” & Romulus

"Jabuticaba": doce para uns (poucos) e amarga para outros (tantos). Os números evidenciam com clareza, numa análise comparativa com outros países ocidentais, que os custos do Judiciário e do Ministério Público brasileiros são anômalos.

Consumindo ambos, juntos, 1,62% do PIB (!) ...

(atenção: nessa conta ainda não entram nem a Polícia Federal, nem as defensorias públicas!)

- ... a “escolha” institucional-orçamentária em favor do Judiciário/ MP foi longe demais.

- Num contexto de desequilíbrio fiscal relevante, com queda de receitas e compressão dos investimentos públicos, tão necessários num quadro de depressão econômica, isso está perdido em algum lugar entre o escândalo e o...

- ... escárnio!

Inexiste incentivo para o Poder Judiciário/ MP controlarem as suas próprias despesas. Como resultado, há um claro descasamento entre as despesas com o Sistema de Justiça, hipertrofiado, e as demais variáveis do gasto público.

Diante desse quadro, cabe à sociedade realizar esse trade-off.

No Estado democrático de direito, ela o faz por meio de mandato (“procuração”) conferido aos Poderes políticos do Estado para tanto.

(como todos sabemos, é após a iniciativa do Executivo que o Legislativo elabora e, finalmente, aprova o orçamento geral do Estado)

Ocorre que, no presente, os Poderes políticos foram virtualmente sequestrados pelos atores do Sistema de Justiça. Seja no nível de atores individuais, seja em nível corporativo. Não só na cúpula (STF/ PGR) como também na base (e.g., Moro/ Dallagnol/ ANPR/ AJUFE).

Arrancam seus (crescentes!) privilégios por vezes com “doçura”, por vezes com...

- ... “chibata”!

Fãs (em demasia...) da cultura pop americana, não hesitam em adotar a tática do “good cop, bad cop” no “diálogo” (??) institucional.

A “cenoura e o porrete”:

- De um lado os velhos laços do compadrio oligárquico;

e, do outro...

- As chantagens (mais ou menos explícitas) contra a classe política...

- ... “corrupta” (!)

 

LEIA MAIS »

http://bit.ly/JuizBandido

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Edivaldo Dias Oliveira
Edivaldo Dias Oliveira

Acusa sem conhecer, condena

Acusa sem conhecer, condena sem provas.É tudo na base da fé, da crença e da convicção.Que diabo de religião é essa, que operadores da justiça estão seguindo?De deus é que não é, pois esse ao que se saiba, não levanta falsos testemunhos.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Além de criminoso, ele é mentiroso.

Alguém acredita que o DoJ não seja capaz de quebrar as chaves criptográficas, por mais sofisticadas que sejam? A quem o dartagnan propanolol pensa enganar? Na verdade essa negativa de acesso, à defesa do Ex-Presidente Lula,  aos arquivos da Odebrecht constitui mais um crime, mais um cerceamento do direito do réu se defender.

A Fraude a Jato é um ORCRIM institucional e os lavajateiros (como sérgio moro, deltan dallagnol, carlos lima, delegados aecistas, marcelo bretas, vallisney oliveira, ricardo leite, gilmar mendes, etc.) são rematados criminosos. Nos EUA, servidores públicos que cometessem os crimes em série que essa quadrilha judiciária vem cometendo já estariam presos, aguardando fuzilamento ou execução na cadeira elétrica.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

...

Imagine a turma que foi condenada se estivesse na China... 

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Rei
Rei

Dallagnol não acessou o sistema e não ouviu as 73 testemunha

Vamos unir estas 3 notícias em um só contexto:

1-DALLAGNOL NÃO OUVIU NENHUMA DAS 73 TESTEMUNHAS

2-DALLAGNOL CITOU A SI MESMO DIVERSAS VEZES NA ACUSAÇÃO

3-DALLAGNOL NÃO TEVE ACESSO AO SISTEMA DA ODEBRETCH

O Procurador deve sofrer de alguma forma de autismo... vive em um mundinho retroalimentado... o Powerpoint nervoso foi tirado da cartola....

Basicamente Dallagnol ouviu apenas as testemunhas de acusação que lhe interessavam, recortou as partes que cabiam em suas teorias anteriormente publicadas em seus próprios livros. As teses de Dallagnol não foram testadas nem contra as testemunhas... muito menos contra a realidade das provas da Odebretch... 

Resumindo: TUDO QUE ELES TEM SÃO AS OPINIÕES DE UM PROCURADOR SEM TER FEITO QUALQUER TIPO DE CONTESTAÇÃO... ANTES SE AGARRAVAM EM INDÍCIOS... SE APERTAR... NEM INDÍCIOS VÃO RESTAR!!! 

Para fechar com chave de ouro... vem a notícia 4:

4-MORO SE BASEIA EM REPORTAGENS DA GLOBO PARA CONDENAR.

Pronto... agora sim... Dallagnol baseou única e exclusivamente em si mesmo para acusar, ignorou todas as testemunhas e todas as provas... Moro preferiu usar jornais... 

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de jossimar
jossimar

Dois grandes perigos a vida

Dois grandes perigos a vida das pessoas e a comunidade em geral: débeis mentais e fanáticos religiosos com poder.

Ete delagnol é obviamente um perturbado mental. O sujeito persegue o Lula por suas convicções religiosas e não por crimes praticados. A bancada da bíblia manipula a fé das pessoas contra o PT por causa da suposta defesa deste partido a temas como aborto, igualdade de gêneros,  e outras coisas mais pelos quais eles usam a religião para manipular os fiéis.

Todos estes "pastores" conhecidos como malafaias, rr soares, edir macedo, felicianos, valdomiros da vida não passam de bandidos perigosos para a sociedade. o futuro provará o que digo.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Antônio Uchoa Neto
Antônio Uchoa Neto

Pois é. Aquela fase da

Pois é. Aquela fase da lavajato que ia investigar os Panamá Papers foi abortada porque não tinha Lula , tinha a família Marinho. O tal software foi abandonado porque também lá não tinha Lula, por isso o tal Hilberto teve que se desdizer. Lembram de um depoimento de Emílio Odebrecht, em que ele mencionava uma sociedade com as Organizações Globo, depoimento hoje convenientemente esquecido? Será que algum detalhe dessa infâmia estava lá, nesse software, dentre outras excrescências?

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Antônio Uchoa Neto
Antônio Uchoa Neto

Pois é. Aquela fase da

Pois é. Aquela fase da lavajato que ia investigar os Panamá Papers foi abortada porque não tinha Lula , tinha a família Marinho. O tal software foi abandonado porque também lá não tinha Lula, por isso o tal Hilberto teve que se desdizer. Lembram de um depoimento de Emílio Odebrecht, em que ele mencionava uma sociedade com as Organizações Globo, depoimento hoje convenientemente esquecido? Será que algum detalhe dessa infâmia estava lá, nesse software, dentre outras excrescências?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Maria Rita
Maria Rita

Dallagnol,  Gilmar  e o

Dallagnol,  Gilmar  e o deputado  Carlos Sampaio ganham de lavada como os que mais blefaram antes do golpe fiinal. Farsas em sintonia.Um saiu de foco e os outros dois continuam blefando.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Bobo
Bobo

Não duvido, essa força tarefa

Não duvido, essa força tarefa deve funcionar assim, um assiste globonews, o outro a folha, o outro fica atualizando o navegador, e o ultimo vai colando no power-point.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Xi... Apertou. Ou teve acesso

Xi... Apertou. Ou teve acesso e estão lá os amigos do ministério público e do judiciário.

Bando de golpistas desonestos e canalhas.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Vera Lucia Venturini

imagem de PauloBR
PauloBR

Ou isso...

... ou o Altíssimo disse a Dallagnol na sarça de fogo: -"Mas dos frutos da árvore do conhecimento não comerás. Só os tucanos, aves inimputáveis, poderão fazê-lo!"

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de paulmoura
paulmoura

kkkkk, coitados

é somente pedir aos engenheiros russos que eles abrem o sistema em 15 min.

O grau de inteligência desses rapazes é crítico, lógico, no menor nível. 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Antonio C.
Antonio C.

Muito bom...

... nenhum antilula se sente um completo enganado. Claro, vai de acordo com as próprias convicções (sic).

Com o perdão do termo, esse antilulismo é comportamento de corno manso (é hoje que não ganho estrelinha).

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Meu Deus, que falta de

Meu Deus, que falta de curiosidade não ?

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.