Revista GGN

Assine

Xadrez de Toffoli e o fruto da árvore envenenada

Entramos em um dos mais interessantes quebra-cabeças da Lava Jato: a operação fruto da árvore envenenada, possivelmente montada para livrar Aécio Neves e José Serra das delações da OAS. Trata-se do vazamento parcial da delação do presidente da OAS Léo Pinheiro, implicando o Ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal.

Peça 1 – o teor explosivo das delações

Já circularam informações de que as delações da OAS serão fulminantes contra José Serra e Aécio Neves. Até um blog estreitamente ligado a Serra – e aos operadores da Lava Jato – noticiou o fato.

Em muitas operações bombásticas, pré-Lava Jato, os acusados valiam-se do chamado “fruto da árvore envenenada” para anular inquéritos e processos. A Justiça considera que se o inquérito contiver uma peça qualquer, fruto de uma ação ilegal, todo o processo será anulado. Foi assim com a Castelo de Areia. E foi assim com a Satiagraha.

Na Castelo de Areia, foi uma suposta delação anônima. Na Satiagraha, o fato dos investigadores terem pedido autorização para invadir um andar do Opportunity e terem estendido as investigações a outro.

Peça 2 – os truques para suspender investigações.

Vamos a um arsenal de factoides criados para gerar fatos políticos ou interromper investigações:

Grampo sem áudio – em plena operação Satiagraha, aparece um grampo de conversa entre Gilmar Mendes, Ministro do Supremo, e Demóstenes Torres, senador do DEM. Era um grampo às avessas, no qual o conteúdo gravado era a favor dos grampeados. Jamais se comprovou a autoria do grampo. Mesmo assim, com o alarido criado Gilmar conseguiu o afastamento de Paulo Lacerda, diretor da ABIN (Agência Brasileira de inteligência). Veículo que abrigou o factoide: revista Veja.

O falso grampo no STF – Recuperada a ofensiva, matéria bombástica denunciando um sistema de escutas no STF. Era um relatório da segurança do STF, na época presidido por Gilmar Mendes. Com o alarido, cria-se uma CPI do Grampo, destinada a acuar ainda mais a Polícia Federal e a ABIN. Revelado o conteúdo do relatório, percebeu-se tratar de mais um factoide. Veículo que divulgou o falso positivo: revista Veja.

O falso pedido de Lula – em pleno carnaval da AP 470, Gilmar cria uma versão de um encontro com Lula, na qual o ex-presidente teria intercedido pelos réus do mensalão. O alarido em torno da falsa denúncia sensibiliza o Ministro Celso de Mello, o decano do STF, e é fatal para consolidar a posição dos Ministros pró-condenação. Depois, a única testemunha do encontro, ex-Ministro Nelson Jobim, nega veementemente a versão de Gilmar. Veículo que disseminou a versão: revista Veja.

O caso Lunnus – o grampo colocado no escritório político de Roseane Sarney, que inviabilizou sua candidatura à presidência. Caso mais antigo, na época ainda não havia sinais da aproximação de Serra com a Veja.

O suborno de R$ 3 mil – o caso dos Correios, um suborno de R$ 3 mil que ajudou a deflagrar o “mensalão”. Veículo que divulgou: Veja. Fonte: Carlinhos Cachoeira, conforme apurado na CPI dos Correios.

Peça 3 – a fábrica de dossiês

Com base nesses episódios, procurei mapear os pontos em comum entre os mais célebres dossiês divulgados pela mídia.

Confira:

Fato 1 – na Saúde, através da FUNASA o então Ministro José Serra contrata a FENCE, empresa especializada em grampo, o delegado da Polícia Federal Marcelo Itagiba e o procurador da República José Roberto Figueiredo Santoro.

Fato 2 – em fato divulgado inclusive pelo Jornal Nacional, Santoro tenta cooptar Carlinhos Cachoeira, logo após o episódio Valdomiro Diniz.

Fato 3 – Cachoeira tem dois homens-chave. Um deles, o araponga Jairo Martins, seu principal assessor para casos de arapongagem. O segundo, o ex-senador Demóstenes Torres, seu principal agente para o jogo político. Ambos têm estreita ligação com o Ministro Gilmar Mendes: Demóstenes na condição de amigo, Jairo na condição de assessor especialmente contratado por Gilmar para assessorá-lo.

Fato 4 – todos os principais personagens do organograma – Serra, Gilmar, Cachoeira, Demóstenes e Jairo – mantiveram estreita relação com a Veja, como fontes, como personagens de armações ou como fornecedores de dossiês.

Não se tratava de meros dossiês para disputas comerciais, mas episódios que mexeram diretamente com a República. O organograma acima não é prova cabal da existência de uma organização especializada em dossiês para a imprensa. São apenas indícios.

Peça 4 – a denúncia contra Toffoli.

Alguns fatos chamam a atenção na edição da Veja.

Fato 1 – já era conhecido o impacto das delações de Léo Pinheiro sobre Serra e Aécio (http://migre.me/uJKsj). Tendo acesso à delação mais aguardada do momento, a revista abre mão de denúncias explosivas contra Serra e Aécio por uma anódina, contra Toffoli.

Fato 2 – a matéria de Veja se autodestrói em 30 segundos. Além de não revelar nenhum fato criminoso de Toffoli, a própria revista o absolve ao admitir que os fatos narrados nada significam. Na mesma edição há uma crítica inédita ao chanceler José Serra, pelo episódio da tentativa de compra do voto do Uruguai. É conhecida a aliança histórica de Veja com Serra. A reportagem em questão poderia ser um sinal de independência adquirida. Ou poderia ser despiste.

Peça 5 – a posição do STF e do PGR

Um dos pontos defendidos de maneira mais acerba pelo Ministério Público Federal, no tal decálogo contra a corrupção, é a relativização do chamado fruto da árvore envenenada. Querem – acertadamente – que episódios irregulares menores não comprometam as investigações como um todo.

Se a intenção dos vazadores foi comprometer a delação, agiram com maestria.

Sem comprometer Toffoli, o vazamento estimula o sentimento de corpo do Supremo, pela injustiça cometida contra um dos seus. Ao mesmo tempo, infunde temor nos Ministros, já que qualquer um poderia ser alvo de baixaria similar.

Tome-se o caso Gilmar Mendes. Do Supremo para fora até agora, não houve nenhum pronunciamento público do Ministro, especializado em explosões de indignação quando um dos seus é atingido. E do Supremo para dentro? Estaria exigindo providências drásticas contra o vazamento, anulação da delação? Vamos aguardar os fatos acontecerem. Mas certamente, Gilmar ganha um enorme poder de fogo para fazer valer suas teses que têm impedido o avanço das investigações contra Aécio Neves.

A incógnita é o PGR Rodrigo Janot. Até agora fez vistas largas para todos os vazamentos da operação mais vazada da história. E agora?

Se ele insiste na anulação da delação, a Hipótese 1 é que está aliado a Gilmar na obstrução das investigações contra Aécio e Serra. A Hipótese 2 é que está intimidado, depois do tiro de festim no pedido das prisões de Renan, Sarney e Jucá. A Hipótese 3 é que estaria seguindo a lei. Mas esta hipótese é anulada pelo fato de até agora não ter sido tomada nenhuma providência contra o oceano de vazamentos da Lava Jato.

De qualquer modo, trata-se de um ponto de não retorno, que ou consagra a PGR e o Ministério Público Federal, ou o desmoraliza definitivamente.

Afinal, quem toca a Lava Jato é uma força tarefa que, nas eleições presidenciais, fez campanha entusiasmada em favor do candidato Aécio Neves. Bastaria um delegado ligado a Serra e Aécio vazar uma informação anódina contra um Ministro do STF para anular uma delação decisiva. Desde que o PGR aceitasse o jogo, obviamente.

Será curioso apreciar a pregação dos apóstolos das dez medidas, se se consumar a anulação da delação.

PS1 - A alegação dos procuradores, de que o vazamento teria partido dos advogados de Léo Pinheiro, visando forçar a aceitação da delação não têm o menor sentido. Para a delação ser aceita, os advogados adotariam uma medida que, na práitca, anula a delação? Contem outra.

PS 2 - N semana passada o procurador Carlos Fernando dos Santos lima já mostrava deconforto com a delação da OAS, ao afirmar que a Lava Jato só aceitaria uma delação a mais de empreiteiras. Não fazia sentido. A delação depende do conteúdo a ser oferecido. O próprio juiz Sérgio Moro ordenou a suspensão do processo, sabe-se lá por que. E nem havia ainda o álibi do vazamento irrelevante. 

Média: 4.6 (45 votos)
104 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Pois já foi Suspensa a Delação

Fonte: O Globo ( http://oglobo.globo.com/brasil/janot-suspende-delacao-de-leo-pinheiro-ou... )Janot suspende delação de Léo Pinheiro e outros executivos da OASPara o MPF, com vazamento de informação, houve quebra de confidencialidade

BRASÍLIA — A Procuradoria Geral da República determinou a suspensão das negociações do acordo de delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e de outros executivos da empreiteira, segundo disse ao GLOBO uma fonte que acompanha o caso de perto. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e outros investigadores se irritaram com o vazamento de um dos assuntos tratados na fase pré-acordo de colaboração.

Para o Ministério Público Federal, houve quebra de confidencialidade, uma das cláusulas do pré-acordo firmado há duas semanas entre o grupo de trabalho do MPF e os advogados da empreiteira. Janot teria entendido que a divulgação de uma informação sobre citação ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli teria como objetivo forçar a Procuradoria-Geral da República a aceitar o acordo de delação conforme os interesses dos investigados.

ADVERTISEMENTNas tratativas iniciais não há qualquer anexo em que Léo Pinheiro ou algum outro executivo da empreiteira tenha se comprometido a fazer acusação de envolvimento de Toffoli ou de outro ministro do STF em desvios investigados na Operação Lava-Jato. Numa das mensagens extraídas do celular de Pinheiro, há referência a uma obra na casa de um ministro do STF, mas não há nomes nem indicação da prática de crime.

A revista “Veja” publicou na edição desta semana que Toffoli foi citado por Léo Pinheiro. Segundo a reportagem, o ex-executivo da OAS teria se comprometido a falar sobre conversa que manteve com o ministro do Supremo. Ainda conforme a revista, no encontro, Toffoli teria reclamado que tinha problemas de infiltração em sua casa. Após a conversa, a OAS teria enviado engenheiros à residência do ministro e indicado uma empresa para fazer o serviço. A revista informa que Toffoli contratou a empresa e arcou com a conta. Não há qualquer referência sobre pagamentos indevidos ao ministro. O próprio Toffoli disse que não tem relação de proximidade com o ex-presidente da OAS. O ministro ainda confirmou que ele mesmo pagou a conta do serviço de impermeabilização.

DECISÃO COMPLICA SITUAÇÃO DE EMPRESÁRIO

Esta é a primeira vez que o procurador-geral da República determina a suspensão de um acordo de delação desde o início da Lava-Jato, em março de 2014. A decisão de Janot pode complicar a situação de Pinheiro, que já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, a mais de 16 anos de prisão por fraudes em contratos na Petrobras. O acordo seria uma das únicas esperanças de ele reduzir o tempo na prisão.

As negociações entre Ministério Público Federal e representantes de Pinheiro tiveram início em março, mesmo período também das tratativas entre procuradores e advogados da Odebrecht, maior rival da OAS. Depois de avanços e recuos, há duas semanas, os advogados de Pinheiro selaram um pré-acordo com procuradores de Brasília e Curitiba para fazer uma das mais importantes delações da Lava-Jato. Mas todo o esforço das duas partes pode ter sido em vão.

Quando as negociações foram iniciadas, havia expectativa sobre os relatos que Pinheiro pudesse fazer das relações com o PT e também sobre obras realizadas em imóveis usados pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Num celular de Léo Pinheiro também foram encontradas inúmeras trocas de mensagens com políticos de vários partidos. Um acordo de delação poderia ajudar a traduzir algumas das conversas e identificar quais eram de fato combinações para favorecer a empreiteira em contratos com o governo e quais tratavam de doações para campanhas eleitorais em esquema de caixa dois.

Enquanto as negociações com a OAS retornam à estaca zero, a Odebrecht tenta fechar a delação de seus ex-executivos. O ex-dirigente da empreiteira Marcelo Odebrecht e outros executivos já começaram a prestar depoimento, mas ainda não há previsão de quando o processo será concluído para ser submetido à homologação pela Justiça Federal do Paraná e pelo ministro Teori Zavaski, relator dos inquéritos vinculados à Operação Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal. Entre os investigadores, há a impressão de que os representantes da empresa querem contar muito pouco do que sabem e, por isso, ainda não há certeza de que o acordo deles chegará mesmo ao final.

Em setembro do ano passado, num depoimento à CPI da Petrobras, Marcelo Odebrecht chegou a ridicularizar a delação e disse que repreendia suas filhas se alguma delas dedurasse alguém:

— Eu acho que tem valores, inclusive morais, dos quais eu nunca abrirei mão. Eu diria que entre esses valores, eu, desde criança, quando lá em casa, as minhas meninas tinham discussão e tinham uma briga, eu dizia: “Olha, quem fez isso?”. Eu diria o seguinte: eu talvez brigasse mais com quem dedurou do que com aquele que fez o fato — disse o empreiteiro na época, afirmando que não tinha o que “dedurar”.

POUCAS CHANCES DE VOLTAR AO COMANDO

Mas se toda a negociação se concretizar, integrantes da empresa acreditam que dificilmente haverá possibilidade de Marcelo Odebrecht voltar a ocupar algum cargo no grupo. Em uma das condenações do juiz Sérgio Moro já foi imposto como pena acessória a proibição de o empresário retornar a cargos de direção da empresa. O discurso ofical da Odebrecht é de que, passada a delação, a empresa terá que dar explicações públicas sobre como pretende implantar sistema de controle e transparência.

Neste domingo, O GLOBO noticiou que executivos da Odebrecht relataram no processo de delação premiada que a empreiteira pagou pelo menos R$ 100 milhões em propina para o PT. As negociações teriam sido intermediadas pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega. Os valores teriam sido pagos pela empresa a partir do setor que cuidava das operações de caixa dois, chamado de Setor de Operações Estruturadas da holding. Esse setor chegou a ter as informações apagadas nos provedores da Odebrecht, mas, no processo de acordo para delação, executivos se comprometeram a recuperar as informações. De acordo com o relato dos executivos, a maior parte dos pagamentos teria sido feita em troca de benefícios obtidos junto ao governo. Segundo noticiou O GLOBO, entre esses benefícios estariam a desoneração da folha de pagamentos e a redução de imposto de renda sobre o lucro de empresas brasileiras no exterior.

Na negociação de delação, os funcionários detalharam as cifras operadas pelo Setor de Operações Estruturadas, comandado pelo diretor Hilberto Silva no 16º andar da sede da Odebrecht em São Paulo, o mesmo onde funciona a presidência da empresa. As contas usadas para bancar pagamentos eram abastecidas pelas diversas firmas do grupo. Só a Braskem teria repassado cerca de R$ 500 milhões para o setor responsável pelo pagamento de propinas ao governo federal e a governos estaduais.

PONTO A PONTA DAS NEGOCIAÇÕES

Em Março: As negociações para o acordo de Léo Pinheiro com o Ministério Público Federal começaram em março.

Condenação: O empreiteiro já foi condenado pela 16ª Vara Federal de Curitiba a 16 anos de corrupção pelo envolvimento no escândalo da Petrobras.

Pré-acordo: Depois de muita negociação, um pré-acordo de delação foi assinado há duas semanas entre Léo Pinheiro e os procuradores da Lava-Jato em Curitiba e Brasília.

 

Expectativa: No início das negociações, havia expectativa de que as informações de Léo Pinheiro tratassem das obras realizadas em imóveis usados pelo ex-presidente Lula.

Caixa 2: Em um dos celulares do empreiteiro estão registradas trocas de mensagens com políticos de vários partidos. A partir delas, as investigações poderiam identificar indícios de caixa 2.

Depoimentos: Enquanto a negociação pela delação de Léo Pinheiro empaca, a de Marcelo Odebrecht segue: o empreiteiro e outros executivos da empresa já começaram a prestar depoimentos, apesar de não haver ainda previsão para a homologação da delação.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Dois comentários antigos sobre o totalitarismo no Brasil

Pelo visto vamos para o olho por olho, dente por dente

Em casa onde falta pão, todos gritam e ninguém tem razão.

O totalitarismo moderno pode ser definido como a burocracia institucionalizada no governo por meio de um Estado de excessão, como uma guerra civil legal, que permite não só a eliminação física dos adversários políticos mas também de categorias inteiras de cidadãos que por qualquer razão não possam ser integrados no sistema político. 

Vida e morte não são propriamente conceitos científicos mas sim conceitos políticos, os quais justamente adquirem uma significação política precisa somente através de uma decisão.

Não vai sobrar um.

.........

Na veia

A hipocrisia é o tributo que o vício paga à virtude.

Toda democracia atual repousa no princípio de que não somente existem iguais iguais mas que desiguais não serão tratados da mesma maneira. Democracia exige, desta forma, primeiramente homogenidade e em segundo, se for preciso a eliminação ou a erradicação da hetereogenidade.

De cima para baixo, no Brasil, totalitarismo na veia.

 

Seu voto: Nenhum

Follow the money, follow the power.

imagem de Ben Alvez
Ben Alvez

Gilmar Mendes tá nessa? Então pergunta a ele....

Algumas perguntas a Gilmar Mendes:

 

1.O sr. sabe algo sobre o "assassinato" de Andréa Paula Pedroso Wonsoski, jornalista que denunciou o seu irmão, Chico Mendes, por compra de votos em Diamantino, no Mato Grosso?

 

2.Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de Chico Mendes em 2000, quando o sr. era advogado-geral da União?

 

3.Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de Chico Mendes em 2004, quando o sr. já era ministro do Supremo Tribunal Federal?

 

4.Quantas vezes o sr. acompanhou ministros de Fernando Henrique Cardoso a Diamantino, para inauguração de obras?

 

5.O sr. tem relações com o Grupo Bertin, condenado em novembro de 2007 por formação de cartel? Qual a natureza dessa relação?

 

6.Quantos contratos sem licitação recebeu o Instituto Brasiliense de Direito Público, do qual o sr. é acionista, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso?

 

7.O sr. considera ética a sanção, em primeiro de abril de 2002, de lei que autorizava a prefeitura de Diamantino a reverter o dinheiro pago em tributos pela Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Diamantino, da qual o sr. é um dos donos, em descontos para os alunos?

 

8.O sr. tem alguma idéia do porquê das mais de 30 ações impetradas contra o seu irmão, ao longo dos anos,jamais terem chegado sequer à primeira instância?

 

9.O sr. tem algo a dizer acerca da afirmação de Daniel Dantas de que só o preocupavam as primeiras instâncias da justiça, já que no STF ele teria"facilidades" ?

 

10.O segundo habeas corpus que o sr. concedeu a Daniel Dantas foi posterior à apresentação de um vídeo que documentava uma tentativa de suborno a um policial federal. O sr. não considera uma ação continuada de flagrante de suborno uma obstrução de justiça que requer prisão preventiva?

 

11.Sendo negativa a resposta, para que serve o artigo 312 do Código de Processo Penal segundo a opinião do sr.?

 

12.Por que o sr. se empenhou no afastamento do Dr. Paulo Lacerda da ABIN?

 

13.Por que o sr. acusou a ABIN de grampeá-lo e até hoje não apresentou uma única prova? A presunção de inocência só vale em certos casos?

14.Qual a resposta do senhor à objeção de que o seu tratamento do caso Dantas contraria claramente a *súmula 691*http://www.dji.com.br/normas_
inferiores/ regimento_ interno_e_ sumula_stf/stf_ 0691a0720. htm do
próprio STF?

 

15.O sr. conhece alguma democracia no mundo em que a Suprema Corte legisle sobre o uso de algemas?

 

16.O sr. conhece alguma Suprema Corte do planeta que haja concedido à mesma pessoa dois habeas corpus em menos de 48 horas?

 

17.Por que o sr. disse que o deputado Raul Jungmann foi acusado "escandalosamente" antes de que qualquer documentação fosse apresentada?

 

18.O sr. afirmou que iria chamar Lula "às falas". O sr. acredita que essa é uma forma adequada de se dirigir ao Presidente da República? O sr. conhece alguma democracia onde o Presidente da Suprema Corte chame o Presidente da República "às falas"?

 

19.O sr. tem alguma idéia de por que a Desembargadora Suzana Camargo, depois de fazer uma acusação gravíssima – e sem provas – ao Juiz Fausto de Sanctis, pediu que a "esquecessem" ?

 

20.É verdade que o sr., quando era Advogado-Geral da União, depois de derrotado no Judiciário na questão da demarcação das terras indígenas, recomendou aos órgãos da administração que não cumprissem as decisões judiciais?

 

21.Quais são as suas relações com o site Consultor Jurídico?

O sr. tem ciência das relações entre a empresa de consultoria Dublê,
de propriedade de Márcio Chaer, com a BrT?

 

22.É correta a informação publicada pela Revista Época no dia22/04/2002, na página 40, de que a chefia da então Advocacia Geral da União, ou seja, o senhor, pagou R$ 32.400,00 ao Instituto Brasiliense de Direito Público - do qual o sr. mesmo é um dos proprietários - para que seus subordinados lá fizessem cursos? O sr. considera isso ético?

 

23.O sr. mantém a afirmação de que o sistema judiciário brasileiro é um "manicômio"?

 

24.Por que o senhor se opôs à investigação das contas de Paulo Maluf no exterior?

 

25.Já apareceu alguma prova do grampo que o sr. e o ex-senador Demóstenes denunciaram? Não há nenhum áudio, nada?

 

Fonte : Blog Desabafa Brasil, postagem de 25 de abril de 2009

http://desabafopais.blogspot.de/2009/04/respeite-o-brasil-senhor-gilmar.html

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Ben Alvez
Ben Alvez

Fruto da árvore envenenada

Uma árvore de veneno

(William Blake)

Eu estava zangado com meu amigo
Eu contei minha ira – minha ira terminou
Eu estava zangado com meu inimigo
Eu não contei – minha ira cresceu

E eu reguei com lágrimas
Noite e dia com meus medos
E resumi isso com sorrisos
E com suaves artifícios fraudulentos

E cresceu dia e noite
Ate que nasceu uma maçã brilhante
E meu inimigo contemplou-a a brilhar
E ele sabia que era minha

E de meu jardim roubou
Quando a noite escondeu o tronco
De manhã feliz eu vi
Meu inimigo estirado sob a árvore

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Hanz Alisson
Hanz Alisson

Mudar o Rumo

Olha, se quisermos mesmo mudar o rumo que as coisas estão tomando no Brasil só há uma alternativa: criar uma revolta popular não só entre a população esclarecida mas também entre o povo em geral.Pra isso só tem uma forma, usar os mesmos meios que incitaram as Jornadas de Junho: levantar uma bandeira neutra, que ninguém será contra, mas que atinja em cheio o governo Temer.Por exemplo: "Não quero aposentar após a morte!!!", ou "Não mate o SUS" ,"Estudantes unidos, não deixarão o Fies e Prouni acabar!!!" ou algo que o valha.Tentar criar uma manifestação que a mídia não consiga esconder, de preferência na Paulista ao meio dia ou outro lugar assim, nem precisa muita gente, só criar caos, fechando o transito frente ao Masp.Se a policia agir com truculência, melhor ainda, foi assim que o Movimento Passe Livre ganhou a simpatia da população.  É notório que após tantos anos de massacre midiático, a esquerda está desmoralizada perante a população menos esclarecida, então o melhor a fazer é não ir de vermelho ou com bandeiras de esquerda, podemos ir de verde e amarelo mesmo, pois somos mais brasileiros que os coxinhas que se apropriaram de um símbolo nacional para espoliar nossa pátria.Acredito que é preciso somente uma faisca para o caldeirão começar a ferver novamente e se em 2013 a confusão serviu para desestabilizar o governo do PT, dessa vez pode servir a um bom propósito que seria desestabilizar o governo Temer e se não impedir o golpe, pelo menos poderá servir para convocar um plebiscito.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Jossimar
Jossimar

Tenho a impressão que ainda

Tenho a impressão que ainda tem gente com dúvida sobre os verdadeiros objetivos da lava jato.

Eu não tenho. 

O objetivo NUNCA, JAMAIS foi combater a corrupção. Apenas usaram deste subterfúgio de grande apoio popular para destruir o PT e derrubar um governo.

Para isto, não se importaram em arruinar a economia do país nem de permitir que os maiores ladrões do país chegassem ao governo. Aqueles que roubaram de fato, porque ou devolveram dinheiro(parte menor do roubo) ou tiveram do dinheiro encontrado em contas no exterior vão muito bem obrigado. Inclusive o campeão das delações, Aécio neves.

A lava jato é a maior quadrilha que já vi em ação para blindar bandidos. Talvez, porque seja formada de bandidos da primeira a última instância.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Exercício de imaginação

" E se fosse com o Lula"? Através de sujestões, sigo acrescentando casos no nosso exercício de imaginação: http://oemporiodocesar.blogspot.com.br/

Seu voto: Nenhum (1 voto)

...corrigindo...

...corrigindo rapidamente: "suGestão", é claro. Desculpem-me.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  ... O golpe

 

... O golpe jurídico-midiático que se arrasta chafurdando desde o antanho do criminoso julgamento de exceção do Mentirão!...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  “Não Desanime, a História

 

“Não Desanime, a História Começa dia 29”
Dileto(a) e consciente leitor(a), bem-vindo(a) a um homem bom de sublime nome Bemvindo!
https://www.youtube.com/watch?v=HAZM7Nvic8I

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  “Se [Rodrigo] Janot não

 

“Se [Rodrigo] Janot não denunciar o Aécio nem abrir investigação, vou encaminhar denúncia ao Senado por crime de responsabilidade” Por Marco Aurélio Carone – jornalista preso pela milícia do DEMoTucano ‘Aécio Furnas Forever’ – &$, por enquanto, ‘decadelatado’ somente no PETROLÃO!

Por eminente e impávida jornalista Conceição Lemes
25 de março de 2015 às 21h18

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/denuncias/carone-se-o-pgr-nao-oferecer-denuncia-contra-aecio-nem-abrir-investigacao-vou-encaminhar-denuncia-ao-senado-por-crime-de-responsabilidade.html

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rita de Cássia Barbosa Pereira
Rita de Cássia Barbosa Pereira

Sobre: Xadrez de Toffoli e o fruto da árvore envenenada

Eu, que não passo de uma cidadã inofensiva, mãe, dona de casa des\subempregada há mais de trinta anos, morando numa cidadezinha do interior, tão longe dos grandes centros urbanos e de Brasília,  me pergunto!! Porque em um país onde a criminalidade contra o povo se dá de maneira tão banal e onde as leis, verdadeiramente, só serve para beneficiar "alguns poucos", como ainda não apareceu alguém disposto a fazer justiça com as próprias mãos nestes casos de políticos que vivem saindo ilesos de tudo e por tudo???!!!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de WELINTON NAVEIRA E SILVA
WELINTON NAVEIRA E SILVA

Uma questão global

A poderosa Rússia de Putin, somado as seguidas desastradas políticas de atrocidades e invasões militares dos EUA, estão desmantelando a outrora poderosa influência norte americana no Oriente Médio, estratégica região riquíssima em petróleo de baixo custo de produção.

Em meado de 2013 a cotação do petróleo Brent chegou a US$115. No início de 2016 chegou a ser negociado a menos de US$30 por conta da OPEP prosseguir jorrando petróleo no mundo, recusando fechar as torneiras. Essa política teve várias explicações. De real, monumentais desastres econômicos e financeiros localizados no setor petroleiro mundial, empurrando para quebradeiras e ou complicadas situações incontáveis empresas, inclusive, grandes bancos, causando também, milhares de desempregados.

A indiscutível verdade para justificar a vertiginosa queda do preço do petróleo foi a poderosa força obtida para dar alguma ajuda ao debilitado estado geral do sistema capitalista em séria crise mundial desde final de 2007. Notadamente os EUA, o maior consumidor mundial com sua economia reconhecidamente dependente de grandes quantidades de petróleo a baixos preços.

Correndo em paralelo a essa questão, aqui no Brasil, os torturadores, assassinos e terroristas da ditadura militar, tinham um pacto que nenhum de seus crimes poderia vir a público. Nada poderia ser divulgado e esclarecido. Muito menos, qualquer tipo de julgamento.  Mas Dilma Rousseff que foi barbaramente torturada, uma vez na presidência da República, tentou lançar luzes nos porões da ditadura em busca de muita coisa ainda oculta, inclusive, de muitos desaparecidos. Essa corajosa atitude deixou a turma de preto furiosa.

Sem arrependimentos algum, nem ao menos, temor a Deus, a turma de preto, parte para escancaradas sabotagens da exuberante economia Dilma/PT de até junho de 2013, em gigantescas badernas por todo o Brasil com violências jamais imaginadas, com todo tipo de vandalismos e depredações de lojas, bancos, concessionárias de veículos, incontáveis incêndios de ônibus e de viaturas, seguidas truculentas manifestações interrompendo o tráfico de veículos em avenidas e rodovias, e outros vandalismos mais.

Nessa gigantesca operação de guerra objetivando a deposição de Dilma/PT do Poder, de qualquer jeito, a turma de preto teve formidável apoio da grande mídia “livre”, do Congresso, Justiça, Ministério Público, AGU e outras instituições. Também, fizeram uso de ampla divulgação midiática de roubalheiras, de verdades, de mentiras, de calúnias e cinismos, decorrentes das operações Mensalão, Lava Jato e outras.

Nesse golpe sujo, dentre as coisas a serem bem esclarecidas, encontra-se o que poderia existir por detrás do formidável apoio recebido para a deposição de Dilma/PT e destruição da imagem de Lula/PT, de importantes integrantes da Justiça, Congresso, MP e ADU e outros. Pelo o que vem sendo divulgado na mídia, nem sempre, esses incondicionais apoios foram por questões jurídicas, políticas, administrativas e contábeis, mas também, por conta do rabo preso muita de muita “gente boa” envolvida em corrupções. Inacreditável.

Mas, aos poucos vai sendo esclarecido o golpe envolvendo a destituição de Dilma/PT da presidência da República, sem que nada fosse comprovado contra Dilma Rousseff. Nesse entreguista e sujo golpe, estão os interesses de grandes potências, principalmente os EUA, em nossas riquíssimas e estratégicas empresas estatais, a serem privatizadas a preços de bananas, como no entreguista governo FHC/PSDB. Dentre nossas riquezas, uma as maiores reservas de petróleo e gás do mundo, a baixíssimo custo de extração, existentes no Pré Sal. A propósito, os golpistas já acertaram a venda do campo de petróleo de Carcará, possuidor de colossal reserva de excelente petróleo, pela humilhante bagatela de US$ 2,5 bilhões. Grande traição à Pátria.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

    TODA ESSA PATUSCADA DOS

 

 

TODA ESSA PATUSCADA DOS JANOTAS, PARA PROTEGER UM LADRÃO CARECA E DE COLARINHO SUJO DE MERDA. ESCREMENTO, QUE DO BESTUNTO DO TINHOSO VAZA. PQP TRES VEZES!!! DESTA, ATÉ O POODLE SAI LAMBUZADO.

Esta foi a patranha mais banderosa, produzida entre os grupos envolvidos na ação criminosa em curso. Dá para desconfiar  ter sido proposital. Mas,...vindo da súcia que vem...quem há de? De tão primária elaboração e desfecho, o factoide em apreço, por mais resível e burlesco, rivaliza em estupidez e burrice, com aquela patuscada levada a cabo pelo triunvirato: gilmar mendes x demóstenes torres e a revistinha do departamento de esgoto da editora abril. Grampo telefônico, que comportava duas curiosas e inéditas características, não tinha áudio e, tratava-se de um grampo a favor da parelha grampeada! Tudo devidamente envasado, embalado e trasportado pelo esgoto do cívita. Queria mais?...

Coisa esquisita! Onde já se viu tamanha estulticia? Alias, parte dos atores partícipes da atual "badernagem," são reincindentes. Conforme fica revelado no excelente trabalho do jornalista Nassif.

Orlando

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ficou clara a jogada

Nassif, Gilmar Mendes reagiu à capa da Veja e deu declarações defendendo o Tóffoli, dizendo que ele foi vítima do MP por "contrariar interesses", e vociferou contra a Lava-Jato.

Disse que a força tarefa está defendendo a validação de provas obtidas de forma ilícita, acusou o Ministério Público de "delírios autoritários" e práticas absolutistas".

Diante de tudo isso, o Procurador Geral Rodrigo Janot suspendeu a delação premiada da OAS.

Bom, agora ficou clara, na minha opinião, qual foi a jogada da capa da Veja contra o Tóffoli: estancar a sangria, parar por aí a Lava-Jato. 

Os caras são canalhas, mas são profissionais. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

Tenho pena das pessoas mais

Tenho pena das pessoas mais humildes que sofrerão com os ajustes fiscais que o mercado vai impor a Temer.

Tenho pena do Lula, pelo pouco que fez e pela grande mudança que esse pouco conseguiu realizar na vida de milhões de pessoas.

Tenho pena da Dilma pelas injustiças sofridas. Mas quando lembro de que foi ela e o Lula que nomearam seus algozes no MP e os covardes do STF, não tenho pena delas, acho que estas injustiças foram consequências de suas escolhas erradas.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marcelo33
Marcelo33

O povo pagrá pela ingratidão

O povo pagrá pela ingratidão e traição. OS golpistas terão de ser ver com a justiça divina, mas o povo e a classe média terão que lidar com o aqui se faz, aqui se paga !!!

Se o Brasileiro não fosse tão omisso e covarde, nada disso estaria acontecendo. O povo deixou por omissão uma mulher honesta ser condenada por ladrões, e muitos ainda apoiaram.

Dilma é um Cristo as Avessas, vai para o cadafalso para que todos sejamos condenados !!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Francisco Santos
Francisco Santos

O problema do Congresso Nacional é a corrupção

O problema do Congresso Nacional é a corrupção, nosso deputados e senadores estão entre os maiores corruptos do planeta ao extorquirem empresas e governo para a aprovação de emendas e leis que os beneficiem, há jeito?

O nosso sistema jurídico passa pelo pior momento de sua história e acompanha os problemas do Congresso Nacional, só que de forma diferente: se no Congresso Nacional a corrupção é velada, no judiciário ele se dá por meio da parcialidade de seus juízes e de seus julgamentos e da pressão por aumento de salários junto ao executivo, em detrimento das demais categorias do serviço público federal, é um descalabro

O problema do Congresso Nacional se solucionaria através da reforma política e do judiciário através de outra reforma e da chamada de suspeição de seus juízes e procuradores em relação aos partidos políticos de esquerda, coibindo a perseguição ideológica, já que não é papel de nenhum judiciário no mundo perguição política, muito pelo contrário, o judiciário deveria respeitar as regras do jogo e promover a justiça PARA todos: direita e esquerda

Mas não vejo nada no horizonte que sinalize alguma mudança, muito pelo contrário todos os poderes: executivo, legislativo e judiciário irão se trancar em seus gabinetes e continuar com seus conchavos e que se ferre a população, que aliás, já vem percebendo o que está acontencendo...

 

http://oglobo.globo.com/brasil/cpi-do-dpvat-seguradoras-vao-ao-supremo-p...

http://www.brasil247.com/pt/247/rio247/172450/Cunha-%C3%A9-acusado-de-ex...

http://www.brasil247.com/pt/247/cultura/220002/Pablo-Villa%C3%A7a-%E2%80...

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/07/1793756-temer-sanciona-sem-...

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2016/07/1788910-citac...

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2016/06/1781352-jose-...

http://www.sensacionalista.com.br/2016/08/20/moro-compra-triplex-e-poe-n...

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/partidos-politicos-sa...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Pois é, Nassif, parece que o

Pois é, Nassif, parece que o roteiro segue como previsto por ti ... Veja só: 

 

https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/251200/Gilmar-critica-Lava-Jato-e-aponta-%E2%80%9Cdel%C3%ADrios-totalit%C3%A1rios-no-MP.htm

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Olha aí: proxima armadilha da Lavajato...

Li o post e alguns comentarios. Ia comentar aqui, mas acabou virando outro post:

*

Delações na Lava a jato e Odebrecht: verdade(s) que só crentes veem, por Romulus      ROMULUS      TER, 23/08/2016 - 01:26      ATUALIZADO EM 23/08/2016 - 01:30

"Delações" na Lava a jato, Odebrecht e a teoria que "consuma" o "fato": "verdade(s)" que só "crentes" veem – com todas as aspas mesmo

Por Romulus

Dias atrás o Nassif resgatou no “Xadrez...” aquela antiga dica dada pelo Eugenio Aragão no Brasilianas, acerca da disseminação, torta, da tal “teoria do fato” nas investigações do MPF (aqui).

Pois agora vemos mais uma demonstração cabal nos vazamentos de delações dos executivos da Odebrecht.

Na perversão da “teoria do fato” (consumado?), o investigador adota o mesmo modus operandido estatístico manipulador dos números:

– Ali, como diz o Delfim Netto, “batendo o suficiente os números dizem o que se quer que eles digam”.

(nada a ver com as técnicas de interrogatório do regime a que serviu, nem com as modernas técnicas de negociação de “cooperação” premiada em Curitiba, certamente).

– Aqui, no caso específico da Lava a jato, foi descoberta a seguinte equação (“redentora”):

Caixa 2 + lobby = corrupção

LEIA MAIS »

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Márcio Suzuki
Márcio Suzuki

Mais uma vez, brilhante

Mais uma vez, brilhante Nassif. 

Seu voto: Nenhum
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Mais uma ótima crônica da série "O xadrez..."

Caro Luís Nassif, caros leitores.

 

Começo a redigir este comentário às 23h10min do dia 22 de agosto de 2016, quando o PGR, Rodrigo Janot, já anunciou "rompimento" do acordo de delação com a OAS.

Por ética e para não ser perseguido, censurado e processado, Luís Nassif procura ser comedido nas críticas e não pode 'rasgar o verbo' e 'partir para cima', denunciando claramente a ORCRIM institucional e toda a sórdida e criminosa trama da Farsa a Jato. Mas eu não trato com cerimônia esses criminosos da burocracia estatal. O próprio  Nassif há nais de um ano identificou a PGR como sendo o alto comando nacional do golpe. No teatral pedido de prisão feito por Janot contra os senadores Romero Jucá e Renan Calheiros e contra o ex-presidente José Sarney, eu afirmei que Janot e Gilmar Mendes faziam jogo de cena e jogavam para a platéia. Ambos, Janot e GM sempre estiveram do mesmo lado; o do golpe de Estado, o das oligarquias plutocratas, cleptocratas e escravocratas. Mais patético ainda foi o jogo combinado entre Janot e Gilmar Mendes com relação aos inquéritos que em que Aécio Cunha é investigado. Aécio continua impune, apesar das  várias denúncias e abundantes provas contra ele, mostrando ter participado de bilionários escândalos de corrupção.

Essa decisão de Janot, declarando o "rompimento" do acordo de delação com a OAS é teatro chinfrin arquitetado por ele, outros comparsas da Farsa a Jato, gilmar mendes e outros ministros golpistas no STF. A parceria desses criminosos da burocracia estatal com outros da latrina criminosa que é o PIG/PPV (com destaque para a revista "óia") é para poupar tucanos graúdos, corruptos profissionais como Aécio Cunha e José Serra. Até o mundo mineral sabe disso. Mas essa turma do golpe, os integrantes das ORCRIMs institucionais, esses que integram a latrina criminosa (o PIG/PPV) pensam  que o povo não está percebendo essas coisas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Para qual forma de dinheiro

Para qual forma de dinheiro estamos rotineiramente criando valores?

O país gasta 600 bilhões com juros todo ano, e o mercado enxerga até 2018 a perspectiva de abocanhar 20 trilhões de ativos do pré-sal e empresas estatais com a esperteza de dinheiro fantasia moldar a jornada econômica. Esta tecnologia de conversão espacial não quer dar tempo para o país se redescobrir nas políticas focadas ao nível do bem-estar gerado pela sociedade.

Como sair dessa versão cativa em curso no espaço de tempo? - Pensando que os vínculos do mundo devem ser soberanos. 

O preço de não respondermos a colocação correta dos nossos valores é sempre alto demais; e a cada governo afetará fatalmente com algum pretexto de crise.

Há uma distinção que pode servir de lema para ocupar o novo sistema onde seremos enviados para o país avançar com o seu senhorio em todas as áreas: o trabalho, conforme o conectamos à totalidade da vida - no propósito redentor de valores retornando convenientemente na medida em que desenvolvemos - é a única contribuição como afirmação do dinheiro.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

A operação lava jato foi

A operação lava jato foi idealizada para influenciar nas eleições e provocar a vitória da oposição ao PT,  seja ela qual for. O melhor seria Aécio, mas poderia ser a maria ou qualquer um daqueles candidatos insignificante. Pois o que se viu foi uma união de várias forças, a fim de defender seus próprios interesses, que em menor ou maior grau, foram afetados após 12 anos de governo de PT. Assim, podemos citar alguns interesses contrariados, mas não tentando esgotar todos eles. Internacional Contariado pela influencia do Brasil no Mercosul, sua posição independente em temas espinhosos (por exemplo, o caso Irã), sua expansão em direção à Africa e a sua aproximação com o Brics. PolíticoAs sucessivas vitórias do pt mexeu no tabulheiro político, fazendo com que partidos tradicionais perdesse áreas de influências ( por exemplo, encolhimento do dem e do psdb). Aém disso, o pt trouxe novos atores e partidos políticos  para o cenário nacional ( por exemplo, crescimeto do psb). Por isso, teve que mexer em redistribuição de cargo e verbas públicas, retirando do poder grupos arraigados durante anos. Mercado ( O Deus)Essa entidade abstrata presente em todos lugares, capaz de influenciar desde o movimento de rotação e translação da Terra até o resultado do time da pelada do final. Viu sua influência diminuir, principalemnte no governo  Dilma e essa ainda teve a ousadia de mexer na sacrossanta taxa de juros, sem pedir a benção dos deuses do mercado. Os grupos de mídias ( 2º Deus)Esses rivalizam com o deus mercado em termos onipresença e poder,a diferença é que estão fálidos. Por isso, a adoação dos critérios técnicos na definição de da redistribuição verba publicitária do governo, se não deferia um golpe mortal como gostaria a esquerda, decretaria uma morte agônica, pois com tiragem e audiência cada vez mais baixo, os tradionais grupo de mídia viriam sua princiapas fonte de receita decrescer continuamente. Justiça / MPF / PF Seus quadeos são formados essecialmente por uma classe média mais tradicional. As políticas de cotas mexeu no tabuleiro de reserva de vaga para esses servidores, seus filhos foram obrigados a disputar vagas com pessoas muita mais preparadas e em condição de desvantagem. NO Rio podemos citar a tradicional UERJ com o seu tradional curso de direito sendo invadido por alunos cotista. Além disso, tiveram várias das suas demanda contrariadas pelo governo Dilma, tais como aumento exorbitante, planos de carreiras e autonomias descabíveis.   Classe Média Foi envenenada pelos grupos de mídias e por razão muito parecido com o grupo a cima se deixou levar sem grande questionamento.   Corvus oculum corvi non eruitA expressão latina que signifca "um corvo não arranca o olho de outro corvo" é bem conveniente nesse momento, a dificuldade em prender Lula e apartar a Dilma do poder de forma definitiva, está causando atritos nos diversos grupos que se uniram. É impossível controlar o manancial de delação das emprenteiras depois de mais de 40 anos promiscuidades com as diversos poderes e entidades. Por outro lado, a lava jato sabe que diante das inúmeros iregularidades e ilegalidades cometidas ao longo da operação, ela não pode perder apoio de alguns grupos de sustentação.Pois,  correria o risco de ver toda operação constestada e ter seus membros punidos. fhc não foi falar atoa com o Noberto, para pegar leve.Dinamintar a a delação da OAS seria danos menores para a lava jato, ms fazer o mesmo com a odebrecht não. Mas será que ele aceitou a oferta, agora que teve reputação da sua empresa e do seu filho foram arrembetadas. A preocupação de fhc com envolvimento do serra é compreensível. Já que serra está para fhc assim como cunha está para o temer. A lava jato tem que termimar igaul ao mensalão, punimdo o pt e liberando os demais. Perdas leves são aceitáveis, mas os corvos grandes não.Toffoli foi envolvido por ser o lado mais fraco do stf.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Que máfia!!!!

Que máfia!!!!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Danilo Pro

imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

  Sobre o tal Ministério

 

Sobre o tal Ministério Público

“Criamos um monstro!” Por eminente jurista Sepúlveda Pertence

 

***

 

… Não à toa por duas vezes este infame Janot nazigolpista foi indicado o primeiro da Lista do ‘miniSTÉRIO’ PRIVADA da mais predadora &$ IMUNDA Casa Grande do universo!
“Toma, aí, o absoluto republicanismo do ‘[tíbio] PT da Governança”!
“E ‘nois’ e a nação fomos quem se lascamos”!…

 

  •  ... Este Janot é tão confiável quanto uma cédula de R$ 7,82!…

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Messias Franca de Macedo
Messias Franca de Macedo

… Um tributo ao *”procurador”

… Um tributo ao *”procurador” parcial (sic) desta “Republiqueta [das FRAUDES] do ‘CUnha TEMERário/TEMERo$$$o’ do Mundo”!;
*Rodrigo Brindeiro Fernando Barbosa Moro Gurgel ‘O Sonso geral da nação [em frangalhos]’, o mesmo “líder do ‘Alto Comando’ do Golpe”, segundo o egrégio e impávido jornalista Luis Nassif…

COCÔ NO SENADOR!

… Vamos ocupar aquele antro/covil [supostamente] senatorial e atiçar muitas fezes humanas, esterco, estrume, cocô de galinha, lama de pocilgas… Nas fuças daqueles(as) velhacos(as) vigaristas [supostos(as)] senadores(as) e nos(as) congêneres MALOQUEIROS/MALOQUEIRAS do PIMG (Partido da Imprensa Mafiosa &$ Golpista)…

Sim, para situações extremas, reações extremas!

Mesmo porque, do contrário, ‘nois’ não mais teremos ‘amanhã’!
Complexo assim!
Ou seja, é questão de vida ou morte, estúpido(a)!
E o mínimo de dignidade e amor próprio que possa nos ter restado!

É preferível o sangue derramado no barro da luta à deglutição da saliva da desonra!

Seu voto: Nenhum
imagem de j.marcelo
j.marcelo

Que proteção descarada a

Que proteção descarada a tucanos,perderam de vez o pudor,o negócio é o seguinte,ALGUÉM TEM Q

ARRUMAR ESSA BAGUNÇA,de um jeito ou de outro,quem tem coragem aí ,estão brincando com fogo!

Obs:Se tucanos escapam da OAS,ñ vão escapar da delação da ODEBRECHT(marcelo tem fibra e caráter)

VAI COLOCAR A PEDRA NO TÚMULO DE TUCANOS  E DO JUDICIÁRIO PARTIDARISTA e ... volta Dilmaa!!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Roberto Amaral
Roberto Amaral

Gilman Mèrdes & Cia.

Este xeque mate do Nassif, antecipando a jogada, está repercutindo forte na web.

Consta que até Gilman Mèrdes a leu e comentou com sua banda "Capangas Amestrados do Mato Grosso": mais uma daquele jornalista,  totalmente suspeito porque sua empresa tem o sugestivo nome de "Dinheiro Vivo".

De outro personagem da quadrilha (junina, julhina e agostina),  Janão (prefiro o nome caipira), nada mais se esperava, senão cumprir o roteiro, e o fez apressadamente, antes do sol se pôr, já que a noite é do príncipe das trevas, da temeridade e de Temeridoso.

E a semana é de lua cheia!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

satiagraha

Fernando Montoya Di Sorrento muitas vezes pensou em desistir, abandonar o seu ideal. Muitas vezes, sentira dor pelo sentimento de injustiça e o peso de responsabilidade, não conseguindo compartilhar tais sentimentos com ninguém.

Muitas vezes refletia só, falava sem ser notado, apesar de se cercar de pessoas queridas e amadas.

Muitas vezes se emocionou sentindo o gosto de derrotas inexplicáveis, mas teve que se apresentar estruturalmente com firmeza e devoção.

Tinha, como muitos, um desejo: ser feliz, sem se valer de desgraças alheias. E ter paz. Só isso. Um homem que fazia da vida o que a vida fazia dele.

Ele realmente desejava conduzir sua existência com vibração e entusiasmo.

Dr. Montoya Di Sorrento, como se vê, era simplesmente Fernando. E Fernando era Fernando, como poderia ser João, Maria, José, Tiago, Pedro, Madalena, Joaquim, Henrique, Gilberto, Roberto, Luís...

“Xeque-Mate”, Fausto de Sanctis

citado em “Operação Banqueiro”, Rubens Valente

.

Seu voto: Nenhum

Fuga em Ré Maior

Para tudo tem um limite.

Não dá mais para continuar nessa masturbação investigativa e dedutiva, à indignação continuada, daquilo que está mais que escancarado, está para lá de arreganhado, não há alguns dias, mas há anos, desde antes do julgamento do Mentirão e de forma mais descarada e à luz do dia, a partir da eleição de 2014, culminando com o atentado a democracia executado pela Veja com a edição sem miolo, só com a capa: "Lula e Dilma, Sabiam."

Se não há coragem e/ou capacidade nas (des)organizações à esquerda e nas dos cidadãos que prezam a democracia para sair da indignação e passar a organização efetiva da resistência democrática, unida, centralizada e disseminadora, é melhor silenciarmos todos e sairmos a rua em apreciação a paisagem, à espera do menino que dirá um dia, estar o rei nu.

O resto é fuga em ré maior.

Seu voto: Nenhum
imagem de Erismar
Erismar

  Sem acréscimos, sem

 

Sem acréscimos, sem esperanças... o futuro acabou!!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de sergio a b
sergio a b

delaçao da OAS

Nada funciona em nossa jovem democracia.

Tudo e todos tem a forma desejada, mas não tem o conteúdo necessario.

Por que?

Porque o nosso judiciário, o mais caro do planeta, é cumplice da bandidagem.

Esqueçam a palavra impunidade.

Usem cumplicidade no seu lugar e tudo estará mais correto.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Um artigo demolidor do

Um artigo demolidor do Nassif, em um outro país teria uma repercursão bombástica, mas estamos no moroso reino de Banania onde Temeroso I, o ausente, segue com sua corte como se nada estivesse acontecendo.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Srªs Senadoras e Srs. Senadores, a Transparência Internacional divulgou, nesta terça-feira, a classificação anual dos países mais corruptos do mundo, e a situação do Brasil, sob o império do “lulismo”, só piorou. Demóstenes Torres 08/10/2003

Encenação

Uma equipe que vaza tudo para prejudicar pessoas de um lado não vazaria também para favorecer a aliados? Esse pessoal pensa que todo o mundo no Brasil é idiota? E o PGR? Foi esse, para ele, o primeiro vazamento da operação que, até agora, só causou prejuízoa ao Brasil?  

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Daniel Pestana Mota
Daniel Pestana Mota

E a delação da OAS já foi pro saco!

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/08/1805759-procuradoria-diz-que-...

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Paradoxo
Paradoxo

Aprendendo a ouvir silêncios

Quando o histriônico, tagarela e fanraffão Gilmar Mendes resolve agir de maneira radicalmente oposta à habitual é um sinal que o seu silêncio diz mais que milhões de palavras.

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de josé de floripa
josé de floripa

Esta delação contra o Toffoli

Esta delação contra o Toffoli é apenas um engodo, após o enforcamento em senado público da Dilma, as delações serão proibidas e criminalizadas, eles usarão o caso do toffoli como exemplo e dirão: BASTA!!!

A lava jato é o crime perfeito!!!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Não é perfeito. È apenas um crime da burocracia de Estado.

José de Floripa,

A "Lava a Jato" é uma ORCRIm institucional, uma quadrilha composta por servidores públicos da burocracia estatal (PF, MP e PJ), mas os crimes que ela comete não são perfeitos. Crime perfeito é aquele que engana a esmagadora maioria. Dos milhões que lêem os blogs progressitas, mais de 90% têm certeza de que essa operação midiático-policial-judicial é a forma completa e acabada de ORCRIM institucional. Ora, se milhões de brasileiros têm essa percepção, então os crimes da Farsa a jato não são  perfeitos. Mesmo sob massacre midiático há mais de 10 anos, Lula é o preferido em todas as sondagens de intençao de voto.

O PGR, o STF, o MPF, a PF não enganam os bem formados, de boa índole e bem informados. O mais correto é afirmarmos taxativamente oseguinte: a Lava a Jato é o crime de Estado.

Seu voto: Nenhum

Perfeito

Por que nossa justiça é imperfeita e nossas instituições um M!

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Marina Carvalho
Marina Carvalho

Ainda tem mais...

Lembremos das conversas de Machado, Jucá, Renan e Sarney dizendo que para estancar a sangria da Lava Jato, porque Janot era um fdp, precisariam turar Dilma e colocar Temer, que só assim membros do STF TOPARIAM!!!!

Bom...

Carmen Lucia foi procuradora do Estado de MG nos governos do PMDB e PSDB (Itamar e Aécio);

Atacar Toffolli para jogá-lo aos cães, pode ser uma ótima estratégia para impeachma-lo e entrar em sua linha sucessória: um advogado do PCC que tem verdadeira ambição a um cargo no STF, um juiz tucano que já foi assessor no STF e também tem ambição numa dessas cadeiras ou quem sabe uma promessa ao Janot... lembremos que Toffolli estava grudado em Gilmar, que absolveu seu irmão e que quem faria seu impeachment seria também o senado. Ainda teve o golpe da tal PEC da Bengala... é muita coisa nesse ninho de bandidos, quem dera pudessemos dissolver o Congresso e o STF e começarmos tudo de novo!!!!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

em todo país profundamente corrupto...

geralmente quem cria uma legalidade controversa, no caso delações, é o primeiro a violar

como, aqui no Brasil, todos são operadores políticos, o impossível nunca deixou de ser temporário

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de dja
dja

a leitura é mais óbvia

Nassif, como diz aqui na periferia de SP, o Tofolli é "nego novo" não conseguiu cumprir a missão, ele se aliou à Mendes, apenas para livrar o irmão político e monitorar os passos-anti PT dele, este por experiência e liderança de varios seguimentos do judiciário/mídia percebeu a estratégia. Tofolli é esquerdista, díficil entender?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de dja
dja

a leitura é mais óbvia

Nassif, como diz aqui na periferia de SP, o Tofolli é "nego novo" não conseguiu cumprir a missão, ele se aliou à Mendes, apenas para livrar o irmão político e monitorar os passos-anti PT dele, este por experiência e liderança de varios seguimentos do judiciário/mídia percebeu a estratégia. Tofolli é esquerdista, díficil entender?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de José Antoni
José Antoni

Eu aceito

<p>Eu, simplesmente povo, aceito a delação de Léo Pinheiro da OAS. Por favor Sr. Léo, agora que sua delação foi rejeitada, entregue o serviço completo para os que estão pagando a conta. Pouco importa o STF, MPF, Congresso, se aceitam ou não aceitam. Vamos desmascará-los. Todos eles que evidentemente estão de rabo preso, conchavos e acham que o país é tão pequeno quanto eles. Chegou a hora e a cesta institucional está toda podre. O Sr. está no centro do furacão e eles perceberam seu potencial de destruição. Sua atitude pode, de uma vez, acabar com toda essa hipocrisia e expor os golpistas que acham que conseguem enganar a todos. O que o Sr. tem a perder? O Brasil tem muito a ganhar. Torço por sua grandeza! </p>

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de chris
chris

Eu queria ter o seu otimismo

O que te faz pensar de ele vai entregar a delação? Imagina o que não rola nos bastidores para impedir que isso aconteça.

Mas mesmo com a delação escancarada, você dizer isso acaba com a hipocrisia institucionalizada como está.... o que deu a gravação de Jucá até agora? E com teor muito mais grave do que a gravação de Dilma. Um helicóptero cheio de cocaína não deu em nada. Percebe que os fatos não interessam? Só "o que vem ao caso" repercute, como desculpa para uma ação concatenada e deliberada.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de José Antoni
José Antoni

O que me faz pensar? Simples,

O que me faz pensar? Simples, ele não tem mais nada a perder. Ficará preso mesmo, a delação premiada foi cancelada.

Acaba com a hipocrisia porque não temos a menor ideia do que e quem está chantageando toda a turma, como o Nassif pontuou acima. A STF está sendo chantageado. A MPF está sendo chantageado. A própria Globo está agindo como executora do golpe porque está com o rabo e cabeça presos na máfia do futebol. Todos os políticos estão sendo chantageados. A máquina da corrupção existe desde o príncípio. Nossa riqueza será entregue, nossa tecnologia nuclear será enterrada, não sobrará nada. Otimista? Finalmente estou entendendo porque o Brasil nunca vai dar certo.

Acaba com a hipocrisia porque saberemos o que os mantém seguindo o roteiro escrito fora do país. Agora, não tenho a ilusão que escancarar a hipocrisia irá mudar alguma coisa. SImplesmente ficaremos com a verdade. Somos uma terra de nnguém e aqui qualquer um faz o que quiser. Não precisamos mais de hipocrisia, de que possuímos instiruições e pior, que elas funcionam. 

Todos os fatos que mensionaste foram muito importantes. Deram em muito. Ficamos conhecendo o Brasil. Estamos aprendendo muito. Tudo está ficando muito claro. A verdade liberta.

Seu voto: Nenhum
imagem de Antônio - Minas Gerais
Antônio - Minas Gerais

As amantes

Dizem que, o então ministro da fazenda Joaquim Murtinho mandou imprimir dinheiro com a foto de suas amantes. Mas o que tem isso haver com a postura do funcionário público-tucano Gilmar Mendes, Janot e outros mais? Nada. Lucro pelo lucro. Poder pelo poder, isso coisa de organização...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Leandro A.
Leandro A.

País sem lei.

País sem lei.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 Só idiotas ou mal

 

Só idiotas ou mal intencionados podem ainda acreditar nos bons propósitos dessa Operação Lava a Jato. Seu foco sempre foi única e exclusivamente "pegar" o PT e seus líderes. O que passou, passa e passará além disso será por contingências que fugiram ao controle dos agentes envolvidos. Acidentes de percurso, para ser mais exato. 

O que parecia provável agora está mais que patente: Delações sem comprometerem líderes petistas, mas e principalmente, Lula, não servem. Mesmo que por elas se descubra, finalmente, quem mandou matar Kennedy. Nesse sentido, essa reportagem de capa da VEJA foi, numa linguagem mais direta, "para pegar os bestas". Por esse aspecto, o texto é profundamente certeiro.

A trama grosseira, não jogo de xadrez refinado, é claríssima: jogar a culpa do vazamento nas costas da defesa do réu, Leo Pinheiro, hoje considerado uma persona non grata para os conspiradores em razão da firmeza em não dedurar Lula para assim anularem as delações deste envolvendo tucanos, Temer, PMDB & Cia. Ltda. 

O mesmo ocorrerá com o Marcelo Odebrecht se não quiser cooperar(leia-se: comprometer o Lula).

Isso está dando um cansaço danado. 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Só idiotas

Na realidade tudo acontece em favor dos que se arvoram em "elite" e seus macaquinhos amestrados.

Pouco estão ligando se o povo acredita ou não. O povo só serve para pagar seus gordos contracheques e penduricalhos mil, sem Imposto de renda. A missão dos capitães do mato é uma e só uma: servir aos senhores.

No mais é um teatro com falas bem definidas, jogadas bem marcadas para a platéia se divertir.

O povo está na rua ouvindo de longe as gargalhadas dos cínicos de sempre. Apenas entrarão após o espetáculo para a limpeza, antes "colaboraram" para a construção, instação e pagamento dos atores.

Artistas de variado naipe, desde quadros da PF, MPF, justiça, STF,  CNJ, sabujos da mídia e mais uma chusma de extração diversa mas sempre disponíveis.

Assim, vasos, línguas e seus linguajares e linguamentos, saltadores mortais triplo carpado, horizontais e verticais, messias salvadores,  deslumbrados e colonizados em geral dão ao país a sua "valiosa" contribuição.

Seu voto: Nenhum

Milton Murilo

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.