Revista GGN

Assine

brasil

Nilson Lage: ou uma "força oculta" se levanta contra o golpe, ou o Brasil vai ser dividido

Por Nilson Lage*

No Facebook

O Brasil se encaminha para a etapa final de um processo que acompanho e prevejo há anos.
Só a idade provecta, a desimportância pessoal e a mídia restrita que uso permitiram que expusesse minha certeza que, por certa, se confirma – assim mesmo porque me recuso a discutir com os apaixonados, os crentes e os convictos, que fazem dos desejos esperança e contam que alguém os realize.

Só um tarado formalista ou um bacharel brasileiro poderiam aceitar que o que ocorre tem algo remotamente parecido com democracia.

Leia mais »

Média: 4.6 (21 votos)

Análise da crise: o Brasil não está só no mundo, por Samuel Pinheiro Guimarães

Análise da crise: o Brasil não está só no mundo

por Samuel Pinheiro Guimarães

1.      A vitória ideológica/econômica/tecnológica dos Estados Unidos sobre a União Soviética, a adesão russa ao capitalismo e a desintegração da Rússia e a adesão da RPC ao sistema de instituições econômicas liderado pelos Estados Unidos e a abertura chinesa controlada às MNCs levaram à consolidação da hegemonia política/imperial dos Estados Unidos.

2.      As diretrizes da política hegemônica americana são:

·     induzir a adoção, por acordos bilaterais e pela imposição, por organismos “multilaterais”, dos princípios da economia neoliberal;

·     manter a liderança tecnológica e controlar a difusão de tecnologia;

·     induzir o desarmamento e a adesão “forçada” dos países periféricos e frágeis ao sistema militar americano;

·     induzir a adoção de regimes democráticos liberais, porém de forma seletiva, não para todos Estados;

·     garantir a abertura ao controle externo da mídia.

Leia mais »

Média: 4.8 (16 votos)

O Rococó no Brasil, por Rosângela Vig

Foto: Museu Aleijadinho

Do Obras de Arte 

O Rococó no Brasil

por Rosângela Vig

"Eu vivo nas tuas igrejas
E sobrados
E telhados
E paredes.
Eu sou aquele teu velho muro
Verde de avencas
Onde debruça
Um antigo jasmineiro,
Cheiroso,
Na ruinha pobre e suja.
Eu sou estas casas
Encostadas
Cochichando umas com as outras.
Eu sou a ramada
Dessas árvores,
Sem nome e sem valia,
Sem flores e sem frutos,
De que gostam
A gente cansada e os pássaros vadios."
(CORALINA, 2004, p.38)

Pode ser que um Brasil ainda antigo esteja vivo em algumas ruazinhas de nosso país. Emoldurado por suas janelinhas, portinhas e igrejas, o tempo permaneceu inalterado nas cidades históricas, em suas ruas, suas vielas, seus becos. É como se a memória insistisse em sobreviver, em meio a telhados, fachadas, esculturas e pinturas. Fechando-se os olhos, é possível ouvir o burburinho de outros tempos, o arrastar de passos e o tropel de crianças em alegres brincadeiras e correrias, pelas ruas. A Arte, assim fala ao pensamento, por meio de preciosos vestígios que a História deixou como pegadas dos séculos.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

O mundo noticiou o #BrasilEmGreve

Jornal GGN - O #BrasilEmGreve, no dia de paralisações gerais deste 28 de abril, impactou não somente os estados brasileiros, como também a imprensa internacional. Se aqui, jornais tradicionais tentaram omitir ou trazer informações parciais dos acontecimentos desta sexta-feira, o mundo noticiou a #GreveGeral contra as reformas trabalhista e previdenciária do governo Michel Temer:

Os jornais que o GGN apresenta, a seguir, a reprodução de manchetes, foram sugestões do leitor Jackson da Viola:

The New York Times

 

Los Angeles Times:

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Movimentos sociais sustentam que é a maior greve da história do Brasil #BrasilEmGreve

 
Jornal GGN - Antes mesmo de a #BrasilEmGreve atingir os trends topics mundiais do assunto mais comentado no mundo nas redes sociais e de o país aderir em massa à paralisação, contando com todos os segmentos e sindicatos de trabalhadores, os movimentos sociais já calculavam o 28 de abril como uma das maiores greves da história do Brasil.
 
Organizado por sindicatos e pela Central de Movimentos Populares (CMP) e da Frente Brasil Popular, as ações foram aderidas por grande parte da população para mostrar a insatisfação com a Reforma Trabalhista e da Previdência do governo de Michel Temer.
 
De acordo com o coordenador da CMP, Raimundo Bonfim, em entrevista à Rede Brasil Atual ainda nesta quinta-feira (27), quando as mobilizações estavam ainda sendo discutidas pelas centrais, a dimensão do ato de hoje ocorre graças à coesão e unidade de amplos setores sociais e populares.
 
 
"Além do engajamento do movimento sindical, que tem a tarefa de parar a produção e circulação das riquezas e pessoas, é uma greve que vai ter muitas ações desenvolvidas por movimentos sociais e populares. Existe uma forte unidade dos movimentos popular e sindical, das centrais sindicais, das frentes Brasil Popular e Povo sem Medo", afirmou.
Média: 5 (7 votos)

Acompanhe ao vivo o que é o #BrasilEmGreve


Bloqueio do acesso ao Aeroporto de Guarulho, em São Paulo - Foto: Mídia Ninja

Jornal GGN - Enquanto milhares ocupam ruas, fábricas e espaços pelo país ou cruzam os braços aos empregadores, em símbolo de protesto contra as reformas trabalhistas e previdenciária do governo Michel Temer, jornais e televisões tradicionais não conseguem omitir a repercussão mundial da Greve Geral no Brasil. Entretanto, a cobertura mais eficaz e ampla dos acontecimentos nesta sexta-feira (28) vem da população e veículos alternativos por meio das redes sociais. 

O GGN disponibiliza a transmissão ao vivo das publicações no Twitter com a #BrasilEmGreve, que inclui publicações de diversas fontes e, ainda, manifestações pessoais que podem não representar o posicionamento do jornal, mas que revelam o estado de greve geral no Brasil: Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

#BrasilEmGreve - Correios de todo o Brasil paralisam por tempo indeterminado


Foto: FENTEC
 
Jornal GGN - Os Correios começaram a Greve Geral ainda na noite desta quarta-feira (26), quando decidiram aderir às paralisações por tempo indeterminado. Em nota, a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) informou que serão, ao todo, 33 sindicatos da categoria na greve geral.
 
Estarão em greve os Correios do Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Juiz de Fora e Uberaba (Minas Gerais), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Tocantins, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Maria (Rio Grande do Sul), e mais cinco no estado de São Paulo.
Média: 4 (8 votos)

Vácuo de poder, por Jorge Rubem Folena

Por Jorge Rubem Folena de Oliveira

*Doutor e professor em ciência política

Nicolau Maquiavel, em “O príncipe”, afirmou que “os homens, em geral, julgam mais pelos olhos do que pelas mãos, pois todos podem ver, mas poucos são os que sabem sentir.”

Convidado para receber a medalha do mérito militar nas comemorações do Dia do Exército, em 19 de abril de 2017, o juiz primitivo do Paraná demonstrou grande satisfação pelos apertos de mãos recebidos e sorrisos compartilhados.

Na celebração os anfitriões exibiram o aparato de suas forças aos olhos dos presentes, inclusive do delatado “MT”, que também recebeu gentil aperto de mãos.

Em qualquer democracia regular, a força reside no povo, único detentor legítimo do poder, que todos, em gesto metafísico, entregam ao Estado com a finalidade de evitar conflitos, desordens e guerras, como formulado por Hobbes.

Leia mais »

Média: 3.9 (14 votos)

Temer coloca o Brasil na rota do apartheid social, por Renan Truffi


Foto: Beto Barata/ PR

Por Renan Truffi

Da CartaCapital

A terceirização é boa para o empresariado, mas pune o trabalho

Quando foi apresentado na Câmara dos Deputados há quase 20 anos, o Projeto de Lei nº 4.302, de 1998, tinha o objetivo principal de alterar a legislação do trabalho temporário urbano no Brasil, mas também sugeria mudanças na prestação de serviços terceirizados.

Depois de ser aprovado na Câmara, em 2000, e no Senado, em 2002, foi alvo de um pedido de arquivamento por parte do ex-presidente Lula, em 2003. Deveria ter sido arquivado, mas ficou nas gavetas do Congresso Nacional até ser ressuscitado e aprovado de forma definitiva no dia 22 de março. 

Michel Temer deu, por fim, contornos finais ao episódio. No anoitecer da última sexta-feira 31, o peemedebista sancionou o projeto, enquanto milhares de pessoas protestavam, simultaneamente, contra o governo em várias cidades do País, e poucas horas após a popularidade do presidente cair para 10% de aprovação, de acordo com pesquisa do Ibope contratada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Para onde vamos? O que queremos?, por Marcelo Auler

Foto: Blog do Marcelo Auler

Do Blog do Marcelo Auler

No mesmo dia em que milhares de pessoas voltaram às ruas protestando contra o governo golpista de Michel Temer e as suas propostas de reforma trabalhista e previdenciária – fato desprezado pela grande imprensa que apenas registrou essas manifestações em fotos legenda – o Sindicato dos Engenheiros do Rio de Janeiro (Senge) e a Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) deram início ao I Simpósio SOS Brasil Soberano. Pode não ter sido a primeira iniciativa do gênero, mas mostra que setores da sociedade já começam a se movimentar para desenhar um projeto de país que seja implantado em substituição ao que está sendo imposto, goela abaixo, pelo governo golpista. Da discussão em busca de saídas e projetos participaram Carlos Lessa, ex-reitor da UFRJ, Fernando de Araújo Penna, da Faculdade de Educação da UFF e os deputados federais Alessandro Molon (REDE-RJ) e Glauber Braga (PSOL-RJ).

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Juiz diz que Carne Fraca nunca investigou problemas sanitários de empresas produtoras de carne

 
Jornal GGN - O juiz que autorizou as ações da Polícia Federal no âmbito da Operação Carne Fraca disse que a investigação nunca foi voltada para descobrir eventuais crimes de caráter sanitário nas empresas que fabricam produtos de origem animal.
 
Em entrevista ao Jornal Nacional, o juiz Marcos Josegrei explicou que o inquérito em andamento tem um foco "muito específico": investigar como um grupo de fiscais se associou a um grupo de pessoas ligadas às empresas para oferecer "alguma facilidade no processo de certificação dos produtos de origem animal". Logo, a Carne Fraca trata-se de corrupção e extorsão, não crime contra a saúde pública.
Média: 3 (2 votos)

Escândalo da PF faz exportação cair de US$ 60 milhões para US$ 74 mil no dia

 
Jornal GGN - Em passagem pelo Congresso, nesta quarta (22), para falar do impacto da operação Carne Fraca na economia brasileira, o ministro da Agricutlura Blairo Maggi revelou um número espantoso relativo ao prejuízo que o escândalo gerou na balança diária de exportações do produto. A venda em dólares caiu de 60,5 milhõees para 74 mil, em apenas uma semana.
 
A média diária de exportações de carne pelo Brasil é de 63 milhões de dólares, disse Blairo, mas com a repecussão da investigação da Polícia Federal na mídia internacional, a queda foi sem precedentes. "A gente não sabe o tamanho da pancada que vai levar", afirmou a senadores.
Média: 3 (6 votos)

A carne fica fraca mesmo é quando vê os holofotes, por Lenio Streck

Jornal GGN - O jurista Lenio Streck avaliou como um erro a conduta da Polícia Federal ao anunciar, com estadarlhaço, a operação Carne Fraca, que investiga esquema de pagamento de propina para burlar a fiscalização do Ministério da Agricultura em empresas produtoras de carne.

Nesta segunda (20), três dias após a notícia se espalhar por jornais de todo o mundo, os produtos brasileiros já foram bloqueados na China, Coreia do Sul, Chile e está sob ameaça na Europa.

Para Lenio Streck, se a PF continuar achando que operações desse tipo estão fazendo bem ao País, vai acabar como o Rei Pirro: quebrado em função de suas próprias vitórias inúteis.

Leia mais »

Média: 4.7 (13 votos)

Brasil já tem problemas com exportação de carne para Chile, Europa, Coreia do Sul e China

 
Jornal GGN - Após a escandalosa operação Carne Fraca repercutir em toda a imprensa internacional, os produtos brasileiros já encontram dificuldade em entrar em alguns mercados e, em casos, foram suspensos até segunda ordem.
 
Foi o que anunciou o Ministério da Agricultura do Chile, na manhã desta segunda (20). O vizinho de continente decidiu barrar a importação de carne do Brasil, após a Coreia do Sul anunciar que barrou a compra de carne da BRF e aumentou consideravelmente a fiscalização sobre outras empresas.
Média: 3.1 (7 votos)

Mídia internacional repercute escândalo da "carne podre" do Brasil

 
Jornal GGN - A Carne Fraca, operação que a Polícia Federal  tratou como a "maior da história da corporação" para atrair a atenção de toda a mídia nacional, já ultrapassou as fronteiras e provocou danos à imagem do País no exterior. Antes de Europa e países asiáticos pedirem a suspensão da importação do produto brasileiro, a mídia interncional repercutiu em todas os canais possíveis o "escândalo da carne podre".
 
O New York Times, por exemplo, escreveu que o episódio "lança dúvidas sobre a indústria do agronegócio no Brasil, um pilar relativamente firme da fraca economia do país" e avaliou a investigação da PF como um "golpe" na economia nacional, que tem "lutado para se recuperar de escândalos colossais na Petrobras, a companhia nacional do petróleo, e na Odebrecht, uma construtora gigante."
 
O jornal ainda mencionou o vínculo do PMDB, "partido do presidente Michel Temer", com o esquema de pagamento de propina para evitar fiscalização do Ministério da Agricultura nas empresas produtoras de carne.
Média: 3 (6 votos)