…da desumana e perversa omissão de nossas autoridades em relação ao genocida Witzel…

    …da desumana e perversa omissão de nossas autoridades em relação ao genocida Witzel…
    (sobre o post “O genocida Witzel assassina mais um menino”, do Luís Nassif)
    .
    Viajo por três dias, não tenho acesso à internet, mas não sou ingênuo de achar que, ao voltar, encontraria um país diferente no noticiário dos blogs que leio diariamente.
    Mas algumas notícias, por repetitivas que sejam, chocam, agridem, trazem lágrimas de raiva e impotência aos olhos, o susto, a perplexidade de pedra são os mesmos, HÁ COISAS QUE NÃO SE TORNAM “NATURAIS” a qualquer ser humano minimamente civilizado, minimamente em cognição com os mais elementares direitos à VIDA!
    .
    Viver em um país em que semana após semana vemos “Ágathas” e “Kelvins” assassinados barbaramente, como COELHOS CAÇADOS por assassinos profissionais amparados pelo Estado, pior, comandados e estimulados por um psicopata sádico e amoral da pior espécie, foge a tudo o que compreendemos, as pessoas normais, como “um lugar onde se possa viver”… – Como toleramos tamanha brutalidade contra inocentes, como suportamos um CRIME de tamanha magnitude, sem que incendiemos o país até a derrubada do carrasco e sua prisão? Que tipo de classe média é essa capaz de sentir nojo e ódio de um partido político em nome do “combate à corrupção” (sic…) e que se posta INDIFERENTE diante das mortes inomináveis, dia após dia, sem um grito sequer de indignação e revolta? Como dormem em paz, a família Marinho, dona do maior grupo de mídia do país e os jornalões, sem que façam desse genocídio sua pauta diária, até que o clamor do sangue desses inocentes e a dor de suas famílias produzam algum resultado concreto para que cessem os assassinatos e sejam punidos os responsáveis?
    Que país miserável, afinal, nos tornamos?!?
    .
    Poucas ações são tão absolutamente torpes e criminosamente banhadas em desumanidades diversas, além de indicadoras de lacunas trágicas do caráter de uma pessoa, do que a DELIBERADA OMISSÃO daqueles que, podendo impedir a manutenção de um continuado atentado contra a vida, NÃO O FAZEM!
    Rede Globo, Estadão, Folha, Veja, tão pródigos em exaltar a Lava jato e construir falsos heróis, tivessem um mínimo de DECÊNCIA HUMANA E PROFISSIONAL, não descansariam até que reportagens e artigos opinativos despertassem a sociedade e as autoridades desse torpor inacreditável. Atacassem Witzel apenas uma fração do massacre covarde imposto a Lula, e o governador genocida sucumbiria… Porque não o fazem?!?
    Será que esse tempo de bestialização social em que o Brasil mergulhou da Lava Jato para cá nos fez exacerbar a essência existencial dessa nação tão injusta e miserável com seus pobres, “Casa Grande & Senzala”, a ponto de não se importarem mais nossas elites com a massificação das mortes de favelados no Rio todos os dias?
    .
    Como conseguem dormir em paz os membros do Ministério Público do Rio de Janeiro, o MPF, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, diante desse quadro dantesco de puro terror que vivencia hoje o Estado do Rio de Janeiro?
    Como consegue viver em paz essa classe média que batia panelas contra Lula e Dilma e não move um dedo contra Witzel, o psicopata assassino? Como conseguem esses “cidadãos de bem” continuarem a idolatrar Sérgio Moro, um dos responsáveis por essas mortes absurdas e criminosas, por sua OMISSÃO CÚMPLICE?
    .
    Onde fica o fundo do poço moral, ético existencial de um país que se tornou esse horror, esse pântano onde afunda cada vez mais nossa dignidade cidadã…?
    O que nos tornamos?