A aula de Dilma sobre a dolarização do petróleo brasileiro e o golpe na Petrobras

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN – Dilma Rousseff esteve com Lula, em Curitiba, na quinta-feira (31) e, na saída da visita ao ex-presidente, deu uma aula sobre o que está acontecendo na Petrobras desde o (e em função do) golpe parlamentar de 2016.

Em suma, Dilma indicou que “inventaram que a Petrobras está quebrada” para promover o desmonte de uma série de políticas que fariam com que a estatal garantisse ao mercado brasileiro a autossuficiência em petróleo. O Brasil tem potencial para deixar de exportar petróleo bruto e importar derivados, fazendo um movimento no sentido contrário quanto ao produto refinado. 

Mas o governo Temer está caminhando para esvaziar a capacidade das refinarias do Brasil e, com isso, abrir caminho para que o petróleo internacional chegue ao mercado interno com preço absurdos.

Confira os principais pontos e declarações diretas abaixo:

Os governos do PT projetaram que a Petrobras, a partir da descoberta do pré-sal, teria condições de garantir ao País a autossuficiência no abastecimento. Isso significa não permitir que o Brasil estivesse sujeito à chamada “maldição do petróleo”, que é exportar petróleo bruto a um gasto menor do que a importação dos demais bens derivados do petróleo.

Para impedir essa “maldição”, Lula e Dilma lançaram mão de algumas políticas, com destaque para a expansão de refinarias e modernização das existentes.

A autossuficiência consiste na capacidade de, em vez de exportar óleo bruto, exportar sobretudo derivados de petróleo, ou seja, petróleo processado. Lula achou que o pré-sal tiraria esse projeto do papel.Outra ação dos antigos governos foi investir em “de conteúdo local mínimo”: produzir no Brasil os equipamentos demandados pelas refinarias que poderia ser produzidos domesticamente. 

Leia também:  Vazajato: Intercept divulga áudios de Deltan comemorando censura a Lula

O governo Temer acabou com a política de conteúdo local e transformou o Brasil num paraíso para grandes empresas produtoras de petróleo e que fornecem derivados.

“Inventaram que a Petrobras estava quebrada para de fato reduzir a produção das refinarias, e reduziram. Hoje as refinarias do Brasil trabalham com capacidade ociosa. Antes tinha um grau de produção que beirava os 70%, às vezes chegava a 75%, oscilava.”

“Por que isso? Com petróleo brasileiro, encontrado com capacidade tecnológica brasileira, não podemos aceitar que dolarizem o petróleo brasileiro.” 

“Vocês nunca se perguntaram por que o petróleo brasileiro, com custos nacionais, produzido em real, tem que estar dolarizado ou ligado ao preço internacional do petróleo? Baseado em que? Diziam que a gente segurava os preços relacionados ao petróleo? Segurávamos em relação ao quê? Vamos discutir como se forma o preço do petróleo internacionalmente? É o livre mercado? É a oferta e demanda absolutamente límpida? Não. O mercado de petróleo é aquele que está eivado de pressões derivadas de guerra, jogo geopolítico.”

“O mercado do petróleo é um mercado que, se você deixar que ele controle você, você deixa que interferências de outros países, de agentes que você não controla, definam o preço.”

“Eles fazem isso porque é uma reivindicação dos acionistas minoritários. Quem são os acionistas majoritários? Somos nós, todos os brasileiros. Porque o nosso interesse – que é o de obviamente não querer reajuste da gasolina e gás de cozinha todos os dias – é que esse preço não seja vinculado ao mercado internacional.” 

Leia também:  Celso Amorim e a antidiplomacia bolsonariana, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Uma empresa de petróleo é medida pela reserva. Uma empresa de petróleo sem reserva não vale nada. A oscilação do preço internacional não é fundamental.

“Lula me lembrou tudo isso, discutiu comigo, e nós avançamos nessa compreensão do absurdo que está sendo a destruição da maior empresa estatal brasileira – 51% é da União e 49% está aberto no mercado internacional.”

Talvez nós sejamos uma das únicas empresas públicas que abriram seu capital para o mercado internacional. Outros países, como Arábia Saudita, não abriram e não deixam a ingerência chegar neste ponto.

“Eles não defendem os interesses do Brasil, mas sim a de grandes petrolíferas internacionais, principalmente daquelas que não têm reservas próprias e que olham para as nossas reservas porque sabem que uma empresa de petróleo faz diferença pelas reservas que ela possui. O que eles querem é acesso às nossas.”

“Para isso é preciso, primeiro, privatizar todas as refinarias, para depois justificar que vão ter que cobrar o preço do mercado internacional do produto dessas refinarias porque se não o investidor não vai ficar tranquiolizado.”

“O processo em curso de privatização do refino é para isso, para abrir o mercado brasileiro desnecessariamente para a importação de petróleo.””Eu olho esse momento que o País vive com indignação.”

Assista ao vídeo na íntegra:

15 comentários

  1. Prezado Mouro
    Nossa oposição

    Prezado Mouro

    Nossa oposição deveria estar brigando para o retorno de Dilma, de onde jamais deveria ter saido!

    Deveria ter ficado nem que fosse na porrada!

    Ouso dizer que se tivesse acionado o artigo 142 da CF-88, os milicos estaria com ela!

    Infelizmente como republicana que é, aceitou o maldito faz de conta que somos uma democracia!

    Abração

    • Estou de pleno acordo
       

      Mas o zóião do temer e o lamber de beiços de sua cambada foram mais, digamos, objetivos.

      Dilma deveria ter governado com Lula, nem que tivesse que criar uma ministério ou secretaria somente para tê-lo por perto como conselheiro e negociador político.

      Afinal, grande parte do sucesso do governo Lula se deve ao trabalho da Dilma no ministério das minas e energia, justamente pela sua experiência enquanto conselheira da Petrobrás e como ministra da Casa Civil, na administração da crise mundial de 2008, pela qual o Brasil passou praticamente ileso.

      [video:https://youtu.be/jZmFXhRUD30%5D

       

       

  2. A Desgraça está na Imprensa Brasileira
    De acordo com o que a Presidenta Dilma falou,se deve entender que todo esse faz-de-conta de que a estatal estava quebrada, se deu através da imprensa brasileira. Total insatisfeita com os governos Lula/Dilma, acomunado com a direita brasileira ( que sabe que não ganha mais uma eleição aqui no país ), a não ser por via do golpe.
    Por isso que digo: O paíse só vai ser democrático de verdade, quando fizer duas coisas: 1) Reduzir o abismo social e 2) Regulamentar todos os meios de comunicação, principalmente a globo.

  3. “O Petróleo é Deles”, slogan da Petrobras de Parente…
    Nassif, a confirmação de Ivan Monteiro como presidente da Petrobrás por Temer significa a manutenção da política de Pedro Parente, o atrelamento do preço dos combustíveis à oscilação internacional diária do preço do petróleo, o sucateamento progressivo seguido pela privatização das refinarias e o desmonte final da empresa. Diante disso, essa entrevista da ex-presidenta Dilma Roussef deveria ter (1) provocado a convocação de uma CPI para debater o que fazer, suspendendo-se a política de preços que paralisou o país por dez dias e certamente resultará em uma queda do PIB maior do que a até então esperada. (2) A nomeação de uma diretoria emergencial para a empresa, até que se apure as responsabilidades por esses crimes contra a economia popular cometidos não apenas por Temer e Parente, mas igualmente pelo CADE, esse Conselho Administrativo de Defesa Econômica do Ministério da Justiça criado justamente para evitar crimes como este – o atrelamento do preço dos combustíveis às cotações internacionais em um país aonde 80% da produção é transportada por caminhões e caminhoneiros que dependem da estabilidade dos preços desses carburantes para fixar o valor dos fretes ou transportes que efetuam; e pela AGU, essa Advocacia Geral da União responsável por crimes contra o patrimônio público como estes; pela PGR, essa Procuradoria Geral da República que deveria ter evitado essa crise, até por comandar o Ministério Público Federal, que tem nas coordenadorias de justiça econômica as armas preventivas e corretivas que poderiam ter impedido, no mínimo, essa semi-privatização da Petrobrás que a deixa subordinada à Bolsa de Nova York e ao interesse dos investidores privados, e não subordinada ao interesse maior da Nação a que pertence majoritariamente. Como nada disso aconteceu, ou a webb aonde estamos não possui valor algum e nem merece ser lida – sejam quais forem as denúncias feitas pelo GGN e demais blogs e seus colaboradores – ou chegou a hora de você preparar o Xadrez do Retorno do Brasil ao FMI, levando em consideração o fato do peão pivô dessa crise, Pedro Parente, ter sido consultor desse mesmo FMI quando o Brasil dependia do mesmo, entre 93 e 94. Como as greves devem continuar, assim como as privatizações destinadas a cobrir o desabamento econômico da Petrobrás – que se antes do locaute tinha perdas de R$ 126 bilhões (sic Infomoney), hoje devem estar desvalorizando quase a metade do valor de mercado da empresa, R$ 539,9 bilhões. Nesse Xadrez, espero que o papel do peão Parente seja esclarecido, pois, afinal, a demissão do mesmo acontece poucos dias depois do site Antagonista/Revista Crusoé ter denunciado que o mesmo havia concedido R$ 2 bilhões ao seu sócio José Berenger, presidente da JP Morgan no país. Como não vi nenhuma alusão à denúncia de Diogo Mainardi e Mário Sabino, ou a direita a que eles pertencem enxerga em Parente um perigoso comunista a ser deposto ou estavam apenas lhe dando o pretexto que ele aguardava, antes de retornar ao FMI como “empreendedor” do século, depois de nocautear a economia brasileira e deixar um pupilo de confiança em seu lugar no comando da Petrobrás – agora sob o slogan “O Petróleo é Deles”…

  4. Dilma, Parabéns!!! – Só deixe de usar Palavras como “Eivado”….

    Dilma (Permita-me essa Intimidade).

    Minha Mãe, Chinesa, dizia:

    “Com esses Olhinhos Puxados, não basta você ser o Primeiro da Classe, tem que Falar Bem. Você está no Brasil”.

    Por isso, acho que tenho Empatia com o seu Esforço em “Estocar o Vento”… ou, a sua “Saudação à Mandioca”.

    Não é Fácil atender à Expectativa do Brasil de que você se Comunicasse tão Bem, ou Melhor, do que o Lula (está para Nascer quem assim o faça).

    Entendo também as suas Apostas (No Mercado Futuro, chama-se a isso de estar “Long”/Vendido).

    Quando você Assinou as Desonerações, você Apostou no “Patriotismo dos Empresários” Brasileiros (k, k, k, …) e na Retomada da Economia Americana.

    – A sua Primeira Aposta (Desoneração de Impostos) no Brasil Neoliberal de Temer é Chamada de “Irresponsabilidade Fiscal”.

    Na América Neoliberal de Trump, é Chamada de “Tax Reform”, e é Aplaudida como Redução da Carga Tributária que visa a Retomada da Economia de forma Sustentável e Competitiva.

    Por aqui, seus (Muy) “Amigos” Jornalistas (Nassif Incluído), diria que a sua “Cagada” (com todo Respeito) foi não ter “Exigido Contrapartidas de Indústria” (e o Trump, Exigiu?)

    – A sua Segunda Aposta foi na Retomada da Economia Americana, que de fato Ocorreu.

    Mas, era Tarde Demais….

    Meu Palpite é que você é Extremamente Inteligente e Preparada.

    E, aí, o seu Cérebro lhe trai.

    Seu Raciocínio é mais Rápido do que o seu Discurso.

    Aí entra “aquela” Vontade de falar bem como o Lula.

    O Resto, nós já sabemos…

    Do Limão faz-se a Limonada:

    1. Publique uma Coletânea das suas Pérolas…

    É Sério, o Título poderia ser “Dilma e suas Pérolas, por ela mesma”

    Rir faz bem, além do Brasileiro passar a Conhecer Melhor a ÚNICA  “Não Política”, “Não Corrupta”, “PresidentA” que esse País já teve..

    Pérolas da Dilma? Até que a Mulher era Divertida…

    2. Use mais a Internet.

    Publique mais dessas “Aulas” sobre Oil & Gas, Geopolítica, etc… 

    Explique aos Candidatos do PT (como ao Luiz Marinho, que levou um Banho de Jornalistas Despreparados, na Sabatina da Band, que Ironizavam a sua (e, da Graça) Gestão na Petrobrás…)

    Diga quem é, Realmente a Dilma Mulher, Gestora e Presidenta.

    A Mídia Progressista (Muy) Amiga nunca vai Perdoar seu Omelete na Globo.

    E, nem a Escolha do Levy.

    Mas, gostaríamos de Conhecer as suas Motivações.

    Só não use mais palavras como “Eivada”.

    “Nóis” Não Entende…

     

  5. Dilma e seu discurso tro-lo-ló

    Lula, a quem Dilma toda hora se refere, não lhe falou sobre algumas coisas:

    12/2014 Paralização da UFN3 (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados) em Tres Lagoas MS na gestão Graça Foster. Petrobras resolveu sair da área de fertilizantes. Esqueleto inacabado à venda esperando decisão de uma empresa russa. Empreiteiros indenizados, empregados na rua (alguns sem salários), fornecedores locais levaram chapéu de +- 40 mi. Quebraram a cidade.

    01/2015 Refinarias Premium I e II em Bacabeira (MA) e São Gonçalo do Amarante (CE). Depois de enfiar lá 2,7 bi a Petrobras desistiu por falta de parceiros e revisão da expectativa do mercado de combustiveis. Empreendedores faliram com a construção de hoteis (1 deles para 150 hospedes) e restaurantes. Pessoas que se mudaram para lá por causa das refinarias ficaram à mingua.

    E por falar em conteudo nacional Dilma se esqueceu da palhaçada que foi a criação da Sete Brasil com dinheiro dos fundos Prev, Funcef, Petros, Valia e dos Bancos BTG, Bradesco, Santander e FI FGTS. Das 27 sondas, Petrobras (tambem sócia) desistiu de 24. A especialização alí não era exatamente sondas, mas em corrupção de diretores e partidos politicos.

    Os estaleiros de Rio Grande RS foram quebrados pela Petrobras. Lá há 3 plataformas inacabadas (pagas) esperando comprador de sucata. Parece que a China vai comprar. E há outros estaleiros quase falindo no Rio, no Espirito Santo, etc.

    Graça Foster foi nomeada em 2012. Nem merece comentarios. Aldemir Bendine, em 2015. Dá pra comentar: está preso por corrupção. Presidente de uma das maiores petroleiras do mundo cobrando propina. Dá pra acreditar?

    Sim, a Petrobras estava sob controle…….de corruptos e partidos politicos. E a culpa é do Parente!

     

    p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

    • Fantástico
      Comentário simplesmemte devastador. Gostaria que o Nassif, com sua “convicção” genuína, refutasse-o ponto a ponto. Ah, sem falar da compra de Pasadena e a vergonha mundial que foi Abreu e Lima.

  6. Desenhando A Onda Privatizante

    Eu não sei se alguém já abordou a questão da privatização da nossa cadeia produtiva de petróleo pelo ângulo abaixo, mas como eu achei os resultados bem interessantes, resolvi compartilhar com vocês.

    Imaginemos uma empresa (vamos chamá-la de “A”), que seja responsável por toda a cadeia produtiva. Ela mesma extrai, refina e distribui. Vamos considerar os custoa abaixo para cada uma das etapas (vou usar valores inteiros para faciliar os cálculos e o entendimento):

    Extração: R$ 30,00
    Refino: R$ 10,00
    Distribuição: R$ 10,00

    O custo operacional total é de R$ 50,00.

    Quantos conjuntos de acionistas precisam ficar felizes? UM. Vamos dizer que uma margem de 30% deixe esses acionistas felizes, então o cálculo do nosso preço final fica assim:

    Preço Final = R$ 50,00 (custo) + 30% de Margem (R$ 15,00) = R$ 65,00

    Agora vamos imaginar outra situação. Desta vez, a empresa “A” é responsável apenas pela extração. A empresa “B” faz o refino e a empresa “C” faz a distribuição. Os custos operacionais ficam os mesmos. Quantos conjuntos de acionistas precisam ficar felizes? Agora são TRÊS. Assumiremos que todos eles fiquem felizes com 30% de margem. Vamos às contas:

    A empresa “A” extrai o produto com custo de R$ 30,00 e ascrescenta a sua margem de 30% (R$ 9,00), repassando então o produto para a empresa “B” por R$ 39,00.

    A empresa “B” compra o produto por R$ 39,00, realiza o refino com o custo operacional de R$ 10,00 e acrescenta a sua margem de 30%. A conta fica assim:

    R$ 39,00 + R$ 10,00 = R$ 49,00 + 30% (R$ 14,70) = R$ 63,70

    Finalmente, a empresa “C” compra o produto e faz a distribuição, acrescentando seus próprios custos operacionais (R$ 10,00) e sua margem de lucro de 30%:

    R$ 63,70 + R$ 10,00 = R$ 73,70 + 30% (R$ 22,11) = R$ 95,81

    Um produto que antes custava R$ 65,00 passou a custar mais de R$ 95,00.

    Adivinhe quem paga a conta? Isso mesmo. Você.
    Adivinhe quem lucra mais? Pois é. O mercado.

    • A estória de que a Petrobras é nossa…..

      Bom argumento a favor da verticalização e não necessariamente da privatização. Agora, se as empresas B e C assumissem as mesmas fases operacionais, a margem bruta ficaria, forçosamente, abaixo dos 30%. Pois é, a concorrencia é o “xix” da questão.

      Como o Governo vive de impostos, o monopolio vira uma arma contra o contribuinte; quanto maior o preço, maior a arrecadação. Tem mais: a privatização nos livraria de sindicalistas “aspirantes a Lula”. Petroleiros tem excesso de mordomias e garantias, fundos de pensão, etc. Isso tudo à custa do consumidor. E todos eles querendo virar políticos e mamar na viúva.

      Outra coisa: essa greve (caminhoneiros) foi política e a adesão de motoristas foi sob coação física. A greve dos petroleiros foi barrada, felizmente, pela Justiça do Trabalho.  Sindicatos de estatais flertam com a impunidade; os privados não têm essa petulância toda. Imaginar-se dono da Petrobras por ser brasileiro, é coisa de napoleão de hospício.

       

      • Não existe concorrência se a

        Não existe concorrência se a demanda é maior do que a oferta. Coloque o preço que for, se o produto for absolutamente necessário, vai ter gente que paga. A greve dos caminhoneiros mostrou isso, seja com o tomate, com a batata ou com a própria gasolina.

        Como nós temos demanda de derivados maior do que a oferta de refino (e nenhuma perspectiva de construção de novas refinarias), basta que os preços locais fiquem ligeiramente abaixo dos valores dei mportação para que o lucro seja o máximo possível.

    • É fato que ela diz em dilmês, mas você a escuta em outra língua

       

      Deby (sábado, 02/06/2018 às 08:99),

      Sim, a entrevista da ex-presidenta às custas do golpe Dilma Rousseff que você vai ouvir será realmente em dilmês. Não culpe a ela por isso. Se você reparar bem outros comentários vão lhe soar também parecido com o que você vai ouvir no vídeo da entrevista da ex-presidenta às custas do golpe Dilma Rousseff.

      Dê uma olhada no comentário de Wong enviado sexta-feira, 01/06/2018 às 20:51, aqui para este post “A aula de Dilma sobre a dolarização do petróleo brasileiro e o golpe na Petrobras” de sexta-feira, 01/06/2018 às 16:36, aqui no blog de Luis Nassif e trazendo o vídeo da entrevista da ex-presidenta às custas do golpe Dilma Rousseff sobre a política que está sendo executada na Petrobras. Ele faz um apanhado bem real do que que foi a política para a Petrobras que a ex-presidenta às custas do golpe Dilma Rousseff colocou em prática.

      Tenho certeza que você vai achar que o comentário de Wong foi também apresentado em dilmês. Essa coincidência de se perceber o mesmo discurso diante de discursos diferentes tem uma razão. Na verdade, o comentário da Dilma é em Dilmês e o comentário do Wong é em Wonguês, mas ocorre que você entende os comentários em loidês.

      A mensagem não é só o que se pensa, mas também o que se diz. E depois de dito a mensagem é o que foi escutado e se houver capacidade o que foi entendido, isto é, processado no cérebro, quando o há.

      Clever Mendes de Oliveira

      BH, 02/05/2018

  7. Impressionante como nos

    Impressionante como nos argumentos críticos dos senhores comentaristas Pedreira e Wong, que se expressam com a certeza de connoisseurs polivalentes em política energética, retórica, diplomacia, mercado internacional e provérbios populares, é indisfarçável um ódio feroz por Dilma ser mulher. Nada mais justifica o modo desrespeitoso, impertinente e arrogante que escolhem para comentar não os assuntos em pauta, mas a pessoa. Na perspectiva deles parece que todo erro de um político é facilmente apontado e toda política de uma mulher é erro. Certamente este machismo odioso ajudou a impulsionar o golpe como o ódio aos pobres está ajudando a privatizar o patrimônio do Estado Brasileiro.

  8. Aula de fakenews
    Crianças, este eh um claro de fakenews. Primeiro indício eh que a Dilma não sabe nem discursar, quanto mais dar aula. Segundo, leve esse texto para qualquer pessoa de sua confiança que entende de Economia, e veja essa pessoa rir até ficar sem fôlego. Ah e tem mais uma, Golpe? Que Golpe?

    • Por gentileza descontrua,

      Por gentileza desconstrua, cada argumento ponto a ponto.

      Desde o decalabro de deixar nossas refinarias ociosas, a exportar derivados dos EUA.

      deixar os preços dos combustiveis a merce de pressões externas, e o sufocamento do conteúdo local.

      A troco deveriamos usar preços internacionais, num produto com custo em reais?

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome