Manifestante do MBL é preso por atirar durante Marcha das Mulheres Negras

 
Jornal GGN – Um manifestante acampado em frente ao Congresso Nacional disparou quatro tiros para o alto, durante a Marcha das Mulheres Negras. Identificado como policial civil, que participava com outros manifestantes que pedem a volta dos militares ao poder, o homem foi detido.
 
De acordo com informações da Polícia Militar, o homem alegou que se sentiu ameaçado por conta do protesto. O objetivo da Marcha das Mulheres Negras era, justamente, reivindicar políticas de combate à violência e à discriminação, reunindo cerca de 10 mil ativistas de todo o país.
 
O tumulto teve início quando o golpista teria jogado bombas caseiras contra os participantes e passou a ser perseguido, após o ato. Quando militantes da Marcha se aproximavam do policial, ele sacou a arma e atirou três vezes. Em seguida, correu em direção à guarnição da PM, que protegia a entrada do Congresso.
 
Após o tumulto, o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), ordenou que a Polícia Militar do Distrito Federal e a Polícia Federal investiguem o acampamento organizado por movimentos pró-impeachment, entre eles o MBL (Movimento Brasil Livre).
 
A deputada Jandira Feghali (PCdoB) registrou o momento em que os tiros começaram. Assista:
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Momento exato dos tiros na Esplanada de grupos pró-Golpe!!!

Posted by Jandira Feghali on Quarta, 18 de novembro de 2015

 
Em seguida, a deputada Maria do Rosário (PT) também gravou um vídeo, falando sobre o ataque do manifestante que integrava o acampamento do MBL, movimento pró-impeachment, à Marcha Das Mulheres Negras:
 
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

TRÊS TIROS NA DEMOCRACIA!Manifestantes pró-Impeachment acabaram de impedir que as mulheres negras participantes da Marcha acessassem o gramado do Congresso. No mesmo instante, flagrando o ocorrido, fui gravar um vídeo para denunciar a atitude antidemocrática. Logo que iniciamos a gravação, sem percebemos, três disparos com arma de fogo foram efetuados. Diversas participantes da Marcha das Mulheres Negras foram agredidas e feridas por estes racistas.Não é o primeiro fato. Há alguns dias, foram encontrados diversos materiais bélicos dentro de um carro, no gramado do Congresso, dentre eles uma pistola e um soco inglês com uma adaga embutida. Agora passou dos limites! Que a oposição, os partidos e lideranças responsáveis por esses movimentos sejam duramente responsabilizados! Que qualquer manifestação de ódio ou intolerância seja fortemente punida! Caso contrário, além de vidas, perderemos a Democracia e a convivência cidadã que arduamente conquistamos. Isso não é só tentativa de golpe, é fascismo!

Posted by Maria Do Rosário Nunes on Quarta, 18 de novembro de 2015

 
Uma das integrantes da Marcha, Graça Xavier, da União dos Movimentos de Moradia, também enviou um vídeo e um texto relatando o ataque. Acompanhe:
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Por Graça Xavier, da União dos Movimentos de Moradia, especial para os Jornalistas Livres:Em vídeo enviado do local,…

Posted by Jornalistas Livres on Quarta, 18 de novembro de 2015

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora