Não é a primeira vez que a vereadora Nádia (DEM) faz polêmica com relação ao hino do RS, por Maister F. da Silva

A sugestão era modificar a frase "Povo que não tem virtude acaba por ser escravo" criticada pelos movimentos sociais negros.

Posse dos vereadores e prefeito de 2021.

Não é a primeira vez que a vereadora Nádia (DEM) faz polêmica com relação ao hino do Rio Grande do Sul

por Maister F. da Silva

Em 2017 a Vereadora Nádia foi relatora de uma indicação que pedia à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul uma retificação do hino. O pedido foi protocolado pela Vereadora Suplente Laura Sito (PT), que hoje é titular e compõe a Bancada Negra, na Comissão de defesa do consumidor, direitos humanos e segurança urbana (CEDECONDH).

A sugestão era modificar a frase “Povo que não tem virtude acaba por ser escravo” criticada pelos movimentos sociais negros. Na nova letra proposta por Laura o trecho seria substituído por verso inspirado na poesia de Oliveira Silveira “Povo que não tem virtude acaba por escravizar”.

Em sua negativa ao pedido a Vereadora Nádia, que na época estava no MDB do atual prefeito Sebastião Melo, disse que a proposta era “falaciosa”, “simplista” e “descompromissada com os valores do povo”. A vereadora que foi oficial da Brigada Militar antes de ser eleita, insinua ainda que nos dias atuais há uma “visão dualista” imposta pelos ” ditos poderosos” “escravizando a massa dos deserdados da educação”.

A Vereadora Laura Sito (PT) que hoje é titular e compõe a Bancada Negra de Porto Alegre diz em vídeo publicado em suas redes sociais que a posição de Nádia é de quem relativiza o sofrimento do povo negro. “Foram séculos de brancos discutindo sozinhos as questões da cidade, mas agora chegamos e não somos um, nem dois, somos uma bancada e para nós o racismo é uma questão central”, afirmou Laura que é a primeira vereadora titular negra eleita pelo PT na capital gaúcha.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora