Organizadores responsabilizam CET por atropelamento de skatistas

skate_atropelamento_reproducao_2.jpg
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN – Por meio de nota divulgada nas redes sociais, os organizadores do Go Skate Day SP 2017 responsabilizaram a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), órgão da prefeitura de São Paulo, pelo atropelamento ocorrido na rua Augusta, no último domingo (25). 
 
Na ocasião, skatistas que participavam de um evento em comemoração do Dia Mundial do Skate foram atropeladas por um carro quando desciam a Rua Augusta, por volta das 9h50 da manhã. Ao menos cinco pessoas ficaram feridas. 
 
A prefeitura paulista, através da Prefeitura Regional da Sé, decidiu multar os organizadores alegando que eles anteciparam o horário do evento, que estaria para às 10h. 
 
No entanto, a CET afirmou que interditou as ruas que cruzam com a Augusta da 9h20 às 11h. Hoje, os organizadores apresentaram um documento da prefeitura que autorizou o bloqueio a partir das 9h30. 
 
skate_documento.png
 
A nota também fala no envolvimento de “uma pessoa ou marca que colaborou para a saída antecipada”. Dan Feitosa, um dos organizadores, já havia dito que a empresa Element Skateboards, lançou “uma nota em suas redes sociais de forma clandestina sem procurar o poder público e não pedir nenhuma autorização à Prefeitura para a autorização de um evento Go Skate que ela ia fazer”.
 
Leia a nota abaixo: 
 
 
É lamentável que a Prefeitura de São Paulo , mesmo com esse documento que comprova que a CET já deixaria a Rua Augusta inteiramente bloqueada as 9h30, e que o acidente atropelamento aconteceu dentro de um horário de responsabilidade da CET.
Analisamos o seguinte, de acordo com esse documento os únicos culpados são, o motorista que saiu desgovernadamente para cima dos skatistas, a CET, por ficar apenas fazendo filmagens e que não mediu esforço algum para interver o veiculo, e possivelmente um envolvimento de uma pessoa ou marca que colaborou para saída antecipada, sendo que o previsto seria, concentração as 10h em frente ao Vão Livre do MASP e saída as 10h30 em duração a Rua Augusta, que estaria fechada das 9h30 as 12h00.
 
Assine
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1. Direito de ir e vir comprometido

    Infeliz idéia da CET e dos skatetistas concordarem em trocar a Consolação pela Augusta. Dessa maneira atabalhoada comprometeram o transpiorte urbano, os ônibus ficaram sem o tradicional acesso. E, provavelmente, os passageiros não froam avisados, foram, pegos de surpresa, especialmente os que estavam entre a r. Antonia de Queiroz e Pça Roosevelt. E carros também fora surpreendidos a julgar pela ocorrência e pelas imagens da TV que mostram veículos e skateistas em um mesmo momento na mesma rua. Prefeitura (CET) e Governo do estado (polícia) têm um um histórico de falhas e incopetência na administração de eventos que atrapalham o direito de ir e vir. Segunda feira, dia 19, uma pequena passeata na avenida Rubem Berta causou congestionamento monstro em direção ao aeroporto. ATé o tunel Paulo Autram, que dá acesso ao embarque e desembarque estava fechado por volta do meio dia. Fiquei no taxi do Ibirapuera a Congonhas por uma hora e dez minutos, não perdi  avião para BH por que desci antes e fui a pé pela enfurrajada passarelam. Tenho mais de 70 anos

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome